quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Governo aponta indícios de fraudes em 64 marcas de azeite




O Ministério da Agricultura retirou do mercado 800 mil litros de azeite de oliva impróprio para o consumo, envolvendo 64 marcas e 84 empresas brasileiras que apresentaram indícios de fraude. Foi confirmada a presença de azeite lampante (não refinado) e outros óleos, como a soja, não permitidos pela legislação. Além disso, em 311 amostras coletadas em todo o país, constatou-se também erros de informação nos rótulos.

A auditora fiscal federal agropecuária Fátima Parizzi, coordenadora geral de Qualidade Vegetal do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (DIPOV), informou que no período de abril a novembro de 2017 foram fiscalizadas 76 marcas comercializadas e realizadas 240 ações fiscais em todo o país. Cento e vinte profissionais auditaram empresas envasilhadoras, assim como o comércio atacadista e varejista.

Segundo a auditora, do total de amostras coletadas e encaminhadas ao Rio Grande do Sul para o Laboratório Nacional Agropecuário (LANAGRO), laboratório oficial do MAPA, 33 apresentaram “resultados conformes”, ou seja, estavam dentro dos padrões de qualidade estabelecidos pelo órgão. Para o azeite de oliva, em 43 amostras, os exames laboratoriais resultaram “não conformes”, por se enquadrarem como ”fora do tipo”, ou ”desclassificado”. A comercialização foi suspensa e os produtos retirados do mercado”.

Além das disparidades qualitativas relacionadas ao produto foram identificadas ainda irregularidades na rotulagem, contendo informações incorretas ou dúbias quanto à composição do produto envasilhado. Isso resultou na retirada de 380 mil litros do mercado.

Fátima Parizzi enfatizou que, para coibir as fraudes, o Ministério da Agricultura adotou medidas complementares de controle da entrada do azeite “lampante” no Brasil, reduzindo significativamente a importação. É um dos principais produtos utilizados para fraudes na industrialização do azeite.

De outubro de 2016 a fevereiro de 2017 o Brasil importou 650 mil litros de azeite lampante. A partir de março de 2017, quando se intensificaram as ações de fiscalização e o acompanhamento técnico dos lotes, desde a origem até o processamento, reduziu-se sua importação a 84 mil litros, os quais ainda se encontram em processo de internacionalização, aguardando o refino.

— Além das medidas punitivas aplicadas pelo MAPA, as informações sobre as empresas fraudadoras foram repassadas aos Ministérios Públicos Estaduais e também ao Federal. Até o momento foram assinados quatro Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) no Paraná. Nos outros estados estão em andamento processos de investigação que com certeza demandarão novas ações corretivas e consequentes punições — disse ela.

A auditora Parizzi alerta os consumidores sobre a origem do azeite.

— Praticamente 100% das marcas envasilhadas no Brasil apresentaram problemas, enquanto que nas marcas envasilhadas no país de origem são mínimos os índices de não conformidade.

O Ministério orienta os consumidores a ficarem atentos à denominação de venda do produto, descrito no rótulo frontal, uma vez que as empresas induzem o consumidor a erro. O termo “azeite de oliva” aparece em destaque, mas em letras miúdas constam as expressões “óleo misto ou composto, temperos e molhos”. É preciso atentar para as promoções, pois um frasco de azeite de oliva contendo 500 ml raramente será comercializado com preços inferiores a R$ 10,00.

As informações relativas à qualidade do azeite de oliva virgem devem constar na vista principal do rótulo, lembrando que poderá ser também virgem ou extra virgem. Para o azeite de oliva, quando descrito como um produto composto, devido a mistura de azeite de oliva virgem com o azeite de oliva refinado, deverá ter a informação qualitativa no rótulo de” tipo único”.

O GLOBO

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Jovem modelo, loiro autodeclarado negro agora se diz arrependido e abandona a UFMG




POR FOLHAPRESS

Vinicius Loures, 23, saiu cedo de casa para não perder a prova. Nos 40 dias anteriores ao Enem, estudou mais de oito horas por dia, decidido a conquistar uma vaga no curso de medicina. Dessa vez, queria passar do “jeito certo”.

Loures é o jovem branco de Belo Horizonte que se autodeclarou negro e fraudou o sistema de cotas raciais para medicina na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), um dos casos revelados pela Folha em setembro.

Ele frequentou a faculdade por apenas 50 dias. Após ser denunciado por movimentos negros, no final do mês passado desfez a matrícula.

Antes disso, Loures já tinha se inscrito no Enem, pois desde que iniciou as aulas era preterido e diz que se sentia incomodado. “Eu sabia que estava errado, sentia no olhar de pessoas que não me conheciam e não se aproximavam porque eu era o ‘manezão’ que burlou as cotas, o sem-caráter”, afirma ele, que acredita que o seu caso chamou atenção por ele ser “ex-modelo, loiro do olho azul”.

Aos 18 anos, o estudante viajou pela Ásia modelando, antes de ingressar no curso de engenharia civil. Largou os planos dois anos depois. Havia se interessado pela medicina pelo fato de ter descoberto um tumor no cérebro em 2015 durante um check-up realizado após capotar o carro.

“Senti uma gratidão muito grande pela médica que me operou. Foi muito louco. Isso me fez querer que as pessoas sentissem isso por mim”, conta Loures à reportagem.

Mas começou mal, diz. Percebeu que provocou decepção e ódio. “De certa forma entendi, porque eu fiz uma coisa erradíssima e isso voltou pesado. Se você é um negro que sofre todas essas situações preconceituosas na sociedade e alguém vai e rouba sua vaga, é algo que, no mínimo, gera raiva.”

Ele afirma não concordar com as fraudes e apoia o sistema de cotas. “Acho que tem que ter cotas sim, por isso estou dando essa entrevista.”

A desigualdade entre brancos e negros, diz, ele conhecia de maneira geral. “Mas a partir do momento que eu comecei a ocupar o espaço de um negro, passei a perceber essa discrepância de forma muito mais nítida.”

E explica: “Assim, na faculdade, os negros não chegam a 5%; na academia, que nem é dessas ‘topzeira’, a maioria é branca, as pessoas negras são a faxineira, o segurança”.

Ao se desligar da UFMG, ele diz que viu uma catadora de latinhas negra na rua e se questionou se o filho dela teria condições de fazer medicina. “Fiquei me vendo ocupando o lugar de uma pessoa assim, me fez muito mal, mas esse é um peso que eu não tenho mais que carregar”, disse o jovem com o olhar distante, que foi ficando vermelho e cheio d’água.

Filho único, Loures sempre estudou em colégios particulares, exceto no ensino médio, cursado no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas (Cefet-MG), que o possibilita disputar uma vaga na universidade na categoria de estudantes oriundos de escolas públicas.

No entanto, com a nota (772) que ele tirou no Enem do ano passado, ficaria faltando quatro pontos, conforme os cálculos dele, para conseguir entrar pelo seu subgrupo em medicina na UFMG.

A instituição tem quatro categorias diferentes que distinguem os cotistas por renda, rede de ensino e raça.

Loures viu que se concorresse entre candidatos autodeclarados negros, pardos ou indígena conseguiria entrar com a nota obtida.

“Não parei para pensar nas consequências do ato em si, agi no impulso, não queria voltar para o cursinho nem ir para uma universidade fora de Belo Horizonte”, explica.

Neste Enem, teve ótimo desempenho na prova e na redação, conta. Acertou 12 questões a mais que em 2016. Loures acredita que deve atingir uma nota capaz de entrar em diferentes universidades do país. Agora, está disposto a mudar de cidade para se formar médico. A UFMG não é mais uma preferência.

“Acho que superei essa história. Recebi mensagem de estudantes negros apoiando a minha decisão [de sair da vaga], mas é uma parada que vai ficar marcada.”

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Emery aprova vida social de Neymar: “É jovem e deve aproveitar com os amigos”




Neymar continua agitando o noticiário de Paris. Os jornais franceses publicaram que o craque foi a duas boates na madrugada de sábado para domingo, após a vitória do PSG por 4 a 1 sobre o Nantes, pelo Campeonato Francês. O camisa 10 estava acompanhado do rapper americano Tyga. Na véspera do jogo contra o Celtic, pela Liga dos Campeões, o técnico Unai Emery foi questionado sobre o estilo de vida de Neymar e mostrou não se importar com o assunto.


– Fora do trabalho, do futebol, ele deve aproveitar com seus amigos. Nos treinos ele está indo muito bem. É jovem, e é normal que saia. Mas o Neymar é responsável – disse, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira, no Parc des Princes.


Com relação ao jogo contra o Celtic, o PSG terá um desfalque: Thiago Motta, que sofreu lesão no joelho direito e passou por uma artroscopia – o volante só deve voltar em janeiro. A ausência de Motta fez com que Emery fosse perguntado sobre a iminente vinda de Wendel, volante do Fluminense.


– Eu prefiro falar das coisas de agora e do jogo de amanhã (quarta). Thiago Motta fez uma artroscopia e eu espero que ele volte antes do que o previsto. O Wendel é um trabalho do clube. A direção do clube pensa no futuro e no presente. Eu penso no presente e no nosso próximo jogo.


Na última semana, os dirigentes do PSG estiveram no Brasil e conversaram com Wendel. A previsão é que ele chegue ao clube francês em janeiro em uma negociação de 10 milhões de euros (o equivalente a cerca de R$ 38,5 milhões).


O Paris Saint-Germain lidera o Grupo B da Champions, com 12 pontos e 100% de aproveitamento, e o Celtic já está eliminado da competição, com 3 pontos. Os escoceses ainda podem ficar com uma vaga na Liga Europa. A partida começa às 17h45 (horário de Brasília) de quarta-feira.



GE


domingo, 19 de novembro de 2017

ABC vence, deixa lanterna da Série B e elimina chances de acesso do Oeste


O ABC venceu o Oeste por 2 a 0 no estádio Frasqueirão neste sábado com gols do lateral-esquerdo Eltinho e do atacante Matheus. O resultado tirou o time da lanterna da competição e, de quebra, eliminou o sonho do acesso do Oeste, que, diante dos outros resultados, precisava vencer para seguir vivo na busca pelo G-4. O time de Barueri, em nenhum momento da partida, parecia um time que brigava pelo acesso.

Tanto que o ABC controlou boa parte do duelo e pouco sofreu riscos de gols. Na primeira etapa, o ataque do Rubrão não incomodou a defesa do Alvinegro, que marcou com Eltinho. Mesmo lançado ao ataque na etapa final, faltou qualidade nas decisões do Oeste. Nos últimos minutos, o time tentava com bolas alçadas na área, mas pouco efetivo. O ABC aproveitou esse desespero para matar o jogo com Matheus.



GE/RN

Vinte anos depois, homem encontra carro perdido em estacionamento




Em 1997, um alemão de Frankfurt registrou o roubo de seu carro numa delegacia de polícia. O resultado das investigações demorou, mas chegou. Agora, 20 anos depois, as autoridades encontraram o veículo.

Mas descobriram que ele continuava estacionado no mesmo lugar onde foi deixado pelo dono, que havia se esquecido onde era.

De acordo com o jornal alemão Augsberger Allgemein , o carro foi encontrado na garagem de um antigo edifício industrial que será demolido.

Por causa disso, a polícia tentou encontrar seu dono e chegou a um homem de 76 anos que acreditava ter sido roubado. A filha o levou para reencontrar o veículo, que não funcionava mais.

De acordo com os policiais, o carro será conduzido para um ferro velho, já que está quase completamente enferrujado.

O caso é semelhante ao que ocorreu no início do ano na Escócia, segundo o jornal britânico The Independent . Depois de ir a um show da banda Stone Roses na cidade de Manchester, um homem procurou seu carro por cinco dias, sem sucesso.

Ele chegou, inclusive, a entrar em contato com a administração local e com empresas especializadas. Por fim, registrou o roubo do veículo.

Seis meses depois, o carro foi encontrado estacionado no mesmo lugar onde tinha sido deixado. A quantidade de multas acumuladas no veículo, no entanto, passava de 5 mil libras (R$ 21 mil).

Pelo menos, no caso alemão, o carro foi abandonado dentro de uma garagem.

BBC

Mega-Sena acumula pela 7ª vez e pagará R$ 50 milhões


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1989 da Mega-Sena, sorteado na noite deste sábado na cidade de Amparo (SP). O prêmio, que era de R$ 33 milhões, acumulou pela sétima vez consecutiva e agora pode pagar R$ 50 milhões no próximo sorteio, na quarta-feira.

Segundo a Caixa Econômica Federal, 47 apostas acertaram a quina e levarão R$ 56.106,95 cada uma. Já a quadra teve 3.280 apostas ganhadoras que receberão R$ 1.148,53 cada um. A arrecadação total é de quase R$ 46 milhões.

Quem pretende levar os R$ 50 milhões no próximo concurso pode fazer as apostas até as 19h (de Brasília) do dia do próximo sorteio em qualquer lotérica do País. A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do Brasil.



Terra

Colisão entre carro e caminhão cegonha é registrado em Neópolis, Natal




Uma colisão entre um carro e um caminhão cegonha foi registrado no final da manhã deste domingo, 18, no viaduto do bairro Neópolis, BR-101, Natal.

Muito congestionamento na BR-101 neste momento.


Blog do BG

sábado, 18 de novembro de 2017

Android Pay x Samsung Pay: veja as diferenças das soluções de pagamento no celular no Brasil

Google lança Android Pay no Brasil e abre disputa com Samsung, uma de suas principais parceiras.
Com a chegada ao Brasil do Android Pay, o Google entrou na disputa pelo pagamento de contas pelo celular. Até agora, o Samsung Pay reinava absoluto entre os donos de celulares com sistema Android, mas ele funciona apenas com alguns modelos de smartphones da Samsung.

Na prática, as duas soluções são similares: os clientes podem pagar a conta em uma loja física pelo seu celular, apenas encostando o aparelho na maquininha do cartão. Os dados bancários dos clientes ficam armazenados em um aplicativo.

Há, no entanto, diferenças em relação à disponibilidade da solução, aceitação e tecnologias. Veja abaixo:



Tabela compara Android Pay e Samsung Pay, soluções de pagamento do Google e da Samsung (Foto: Arte G1)

Tecnologia
Entre as principais diferenças das tecnologias está sua aceitação. Operando desde junho de 2016 no Brasil, o Samsung Pay funciona em 19 aparelhos (de celulares, mas todos da Samsung. O Android Pay funciona em todo celular que tenha instalado o Android KitKat 4.4 ou superior. Ou seja, pode ser usado em aparelhos de outras marcas, como Motorola, LG e Sony.

Nos dois, as informações são transmitidas do celular para as maquininhas por NFC (comunicação por aproximação). Só que, como nem todos os terminais de pagamento possuem a tecnologia, a empresa sul-coreana criou uma alternativa. A chamada Transmissão Magnética Segura (MST, na sigla em inglês) “conversa” com um componente presente em todos esses aparelhos, o sensor magnético que lê as trilhas dos cartões.

“Quando você usa o Samsung Pay, tem a certeza de que vai conseguir pagar. Não tem essa de 'Será que o estabelecimento onde eu for tem uma máquina com NFC?'", afirma Renato Citrini, gerente sênior de produto da área de dispositivos móveis da Samsung Brasil.



Samsung também introduziu sistema de pagamento concorrente ao Apple Pay (Foto: Divulgação/Samsung)

O Android Pay aposta apenas no NFC.

“A gente acredita na adoção do NFC. Está crescendo muito, principalmente nos celulares novos. A gente está confiante que essa vai ser a solução, e a gente não precisa de outra tecnologia”, afirma Alessandro Germano, diretor de parcerias estratégicas do Google.

Segurança


A forma como os dados bancários são resguardados no celular é outro ponto. Os dois serviços criptografam as informações dos cartões inseridas no aplicativo que fica no celular. Quando há uma compra, esses dados não são transferidos. Tanto Samsung Pay quanto Android Pay geram códigos únicos, esses sim transmitidos aos bancos.

Só que, no caso do serviço da Samsung, o usuário tem de autorizar a compra com sua impressão digital ou a íris. Para o Android Pay, isso vai depender de o modelo de celular.

Os smartphones da Samsung possuem ainda o Knox, um ecossistema de segurança digital adicional aos já existentes no Android.



Samsung Pay, serviço de pagamento pelo celular da Samsung. (Foto: Divulgação/Samsung)

Onde aceita?

Os dois serviços aceitam apenas os cartões de bancos que integraram suas plataformas. Há mais tempo no mercado, o Samsung Pay é aceito para os cartões de Visa e Mastercad de nove bancos.

Já o Android Pay funcionará no Brasil com os cartões da bandeira Visa, de 4 instituições financeiras.

O gerente da Samsung diz que o sistema do serviço está pronto para ser integrado ao do Itaú. O Google promete que Bradesco e Mastercard passarão a aceitar o sistema em breve.

Modos de usar


A aposta da empresa norte-americana para popularizar o serviço são os gastos recorrentes, aqueles que você faz todo dia. A empresa também aposta em parcerias com lojas como Casa do Pão de Queijo, Carrefour e Ipiranga, a rede de postos de combustível.

“A Casa do Pão de Queijo é interessante. É um tipo de compra baixo, que você faz frequentemente. Vai almoçar todo dia e passa para tomar café. Vai criando hábito”, diz Germano.

Com as redes varejistas parceiras do Google estão se preparando para aceitar pagamentos que usem NFC, a Samsung será uma beneficiada direta. O Google, diz o executivo, não vê problema em dar uma mãozinha para a rival.

“O Android Pay é pensado para fortalecer o ecossistema Android, por um lado, mas também para fortalecer o ecossistema de pagamentos por aproximação. É uma mudança de comportamento ali no ponto de venda que a pessoa tem de ter e quanto mais gente fazendo, melhor. No fundo, o mercado se ajuda”, diz.



Android Pay, sistema de pagamento criado pelo Google para celulares. (Foto: Divulgação/Google)

Para a Samsung, uma das vantagens de sua ferramenta é que ela pode ser usada para mais do que só fazer pagamentos.

"É uma carteira móvel, que engloba nele tudo que você carrega na sua carteira", diz Citrini.

O Samsung Pay pode armazenar ainda cartão fidelidade, vale de refeição, cartão da seguradora, plano de saúde e vale transporte.

Esse último parece ser o item mais perseguido por Google e Samsung. As duas empresas já permitem o pagamento de transporte público com seus sistemas. A norte-americana trabalha dessa forma em Londres e a sul-coreana em Seul.

“Transporte público pode ser uma área interessante. É uma área a que a gente está atento”, diz Germano, que diz conversar, por exemplo, com a administração municipal da capital paulista. “Mas têm questões técnicas muito complicadas.”

E o iPhone?


Como os dois sistemas podem ser usados apenas em celulares Android, os donos de iPhones continuam sem opção para fazer pagamentos móveis com celular no Brasil. A Apple tem uma solução de pagamentos, o Apple Pay, mas não há previsão de lançamento no Brasil.

A Samsung e o Google não aplicam taxas às compras que usam seus serviços. Já a Apple cobra uma pequena fatia sobre o valor da transação.

Após roubar oito toneladas de lagosta no RN, assaltantes tentam vender carga para vítima e são presos na Bahia





Foram presos, na tarde de terça-feira (17), em Salvador, três suspeitos de participar de um roubo a uma carga de oito toneladas e meia de lagosta destinada à exportação, no início da semana, no estado do Rio Grande do Norte. Não foi informada a cidade onde ocorreu o crime.

De acordo com a titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos da Bahia, delegada Carla Ramos, que colaborou com a investigação sobre o crime, os assaltantes tentaram vender o material para a própria vítima de roubo, que localizou os criminosos.

“Eles foram flagrados tentando vender o material para a própria vítima que, conhecendo o mercado restrito de frutos do mar em grande quantidade, demonstrou interesse nas redes sociais e acabou encontrando esses receptadores tentando revender os produtos muito abaixo do valor de mercado”, explicou a delegada.

Os três foram presos com parte da carga do crustáceo, cerca de 6 toneladas, que foi recuperada em um galpão no bairro do Retiro. O material pertence à empresa Prime Sea Food e deveria ser entregue em Recife (PE), de onde partiria para exportação.

Marcelino Augusto da Silva, Almir Fernando Lapenda dos Santos Mota e Ricardo Siva Andrade foram autuados e vão responder por receptação qualificada e formação de quadrilha.

Um homem de apelido Zé Carlos, que teria participado das negociações junto a vítima de roubo, é procurado pela polícia. A investigações foram comandadas pela Delegacia de Cargas de Pernambuco, com apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio da Polícia Civil da Bahia.

Também na sexta-feira (17), na cidade de Camamu, localizada na Costa do Dendê, uísques, vodcas e outros tipos de bebidas, roubados em Montes Claros, Minas Gerais, foram resgatadas em um caminhão baú, com o baiano Bruno Santos de Jesus e pernambucano Gleibson Wberes de França, em Camamu. A dupla foi presa em flagrante após estacionar o veículo e sair para tentar vender parte da carga para o comércio.

A carga de bebidas importadas, avaliada em R$ 500 mil, foi recuperada após ser monitorada por GPS. A polícia ainda não sabe qual era o destino final da carga.



G1 RN

'É uma questão pontual da família e não da escola', diz Rollemberg sobre criança que desmaiou de fome no DF


Governador falou pela primeira vez sobre caso na manhã deste sábado. Depois da denúncia, GDF mandou nutricionistas à escola e diz que 'estuda mudanças no cardápio'.




Fachada da Escola Classe 8 do Cruzeiro, no Distrito Federal (Foto: TV Globo/Reprodução)

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) falou pela primeira vez, neste sábado (18), sobre a criança de 8 anos que desmaiou de fome em uma escola pública do Distrito Federal. Segundo Rollemberg, o caso do menino "é pontual" e reflete a condição da família e não da escola.

"Essa é uma família carente, assistida pelo governo. Uma família de catadores que morava no Setor Noroeste e ganhou um apartamento no Paranoá Parque", disse o governador ao reforçar que a família recebe assistência através dos programas Bolsa Família e DF Sem Miséria.

" Se tem uma família carente [...], nós estamos buscando dar toda a assistência a essa família para que isso não aconteça mais. Mas isso é uma questão pontual da família e não da escola."

De acordo com Rollemberg, a escola também serve refeições "equivalentes a almoço" durante a tarde, três vezes por semana. O GDF diz que estuda mudanças no cardápio e que enviou nutricionistas para avaliar "as necessidades" dos alunos da Escola Classe 8.

Sem almoço


O menino que desmaiou de fome nesta semana, enquanto assistia à aula em uma escola do Cruzeiro, mora no Paranoá Parque – um condomínio do programa Minha Casa, Minha Vida. Como não há colégio público no local, 250 crianças percorrem 30 quilômetros, todos os dias, para frequentar a escola.

Segundo os professores, o problema é que as crianças precisam sair de casa duas horas antes do horário da escola – a aula começa às 13h - e muitas não conseguem almoçar antes de sair. Além, disso, o lanche é servido só às 15h30.

"Ficam dispersos, não prestam atenção. Eles falam: 'tia, tô com fome.' [...] A escola faz o que pode, chama a família, o Conselho Tutelar, não é omissão da escola", disse a professora Ana Carolina Costa que atendeu o aluno que passou mal.

"A gente chamou o Samu. Quando o Samu chegou e fez o atendimento, e viu que era fome, até o rapaz praticamente chorou."

Após recobrar os sentidos, o menino contou aos médicos do Samu qual tinha sido a última refeição: um prato de mingau de fubá, comido no dia anterior.

Os professores da Escola Classe 8 dizem ver sentido na alegação da Secretaria de Educação – que oferece almoço apenas para crianças em turno integral, que passam o dia nos colégios –, mas pedem que uma exceção seja aberta a esses alunos, em razão do trajeto e da condição social.

"O que a escola precisa é que seja ofertado um complemento. A gente não vai alimentar essas crianças com biscoito", diz a professora Fabiane Rios.
A reclamação é encampada pelo Sindicato dos Professores (Sinpro-DF), que diz já ter enviado contestação ao governo sobre o caso. "Já pedimos diversas vezes para oferecer almoço e lanche para essas crianças. Como elas vêm de muito longe, não dá para ficar só com o lanche parcial", diz o diretor da entidade, Samuel Fernandes.

"A gente se sentiu impotente. Como uma criança desmaia de fome?"

Por que tão longe?

Ao ser questionada sobre a necessidade de enviar essas crianças para um colégio a 30 km de distância, a Secretaria de Educação do DF disse que existe previsão para construir escolas no Paranoá Parque e no Itapoã, mas "não há disponibilidade financeira imediata para essas obras".

Os terrenos já foram separados, e uma dessas escolas já tem projeto pronto. Agora, a secretaria diz aguardar "dotação financeira", ou seja, dinheiro para colocar a obra em pé. A pasta diz que, ao todo, 730 crianças usam o transporte escolar público para sair do Paranoá Parque e chegar a escolas em outras regiões.

"A Secretaria acrescenta que 84 crianças que estão cursando o 5º ano no Cruzeiro, irão cursar o 6º ano nos Centros de Ensino Fundamental 03 e 05 do Paranoá, em 2018", diz a nota da secretaria.

G1 DF.

Malcolm Young, guitarrista do AC/DC, morre aos 64 anos




Malcolm Young, guitarrista do AC/DC, morreu neste sábado aos 64 anos de idade. A informação foi divulgada na página oficial do grupo no Facebook. Embora as causas da morte do músico não tenham sido divulgadas, ele sofria há tempos de demência, mal que o afastou dos palcos e dos estúdios de gravação desde 2014.

Quando se fala em AC/DC, a primeira imagem que se tem é a do guitarrista principal, Angus Young, com seu uniforme de estudante ou performances que se assemelham a de um ataque epilético. Ou de Bon Scott (morto em 1980, afogado em seu próprio vômito) e seu substituto, cantores de voz rascante. Malcolm, no entanto, era a alma e o líder do AC/DC, atributos que ele carregava de maneira discreta. O grupo nasceu em 1973 e tinha como principal característica a sólida base rítmica de Malcolm, que dava liberdade para os solos desenfreados de Angus. Ele também era conhecido por controlar o grupo com mão de ferro, seja no vai-e-vem de integrantes e produtores, seja na ordem de manter a batida básica de baixo e bateria que sempre caracterizou o som do quinteto australiano.

Malcolm Young nasceu em Glasgow, na Escócia, no dia 06 de janeiro de 1953. Aos dez anos de idade, mudou-se com a família para Sidney, na Austrália. Dez anos depois da chegada ao novo lar, nascia o AC/DC. O grupo teve um rodízio considerável de integrantes, mas sua formação se estabilizou com os irmãos Malcolm e Angus nas guitarras, o baixista Cliff Williams, o baterista Phil Rudd e o vocalista Bon Scott – um fiel adepto da tríade “sexo, drogas e rock’n’roll”. Com a morte de Scott, em 1980, o escocês Brian Johnson assumiu os vocais. O estilo básico de rock’n’roll do AC/DC (uma espécie de “Chuck Berry mais pesado e acelerado) foi a princípio desenvolvido com a ajuda de George Young, irmão mais velho de Malcolm e Angus. George, que havia sido guitarrista dos Easybeats, uma banda pop dos anos 60, foi o produtor dos primeiros discos do quinteto. Mas o sucesso chegou apenas quando eles recrutaram o produtor sul africano John “Mutt” Lange. Foi ele quem desenvolveu uma sonoridade mais agressiva para o AC/DC, expresso em discos como Highway to Hell (1979) e Back in Black (1980).

Em 2014, surgiram rumores que de Malcolm não andava bem de saúde. Ele foi diagnosticado com demência, mas Angus revelou numa entrevista de rádio que seu irmão passou por problemas no pulmão e no coração. Stevie Young, sobrinho de Malcolm e Angus, foi seu substituto. É a segunda grande perda na família AC/DC. Em 22 de outubro, morreu George Young. As causas também não foram reveladas. Abaixo, cinco grandes momentos da guitarra de Malcolm Young.



VEJA

Gabriel Jesus marca, City se impõe e vence a décima seguida no Inglês




O Manchester City está à procura de maiores desafios no Campeonato Inglês. O time de Pep Guardiola novamente teve uma excelente atuação coletiva e emplacou a décima vitória consecutiva, 2 a 0 sobre o Leicester, fora de casa, com gols de Gabriel Jesus e De Bruyne, um em cada tempo. É o líder incontestável após 12 rodadas e, claro, tem o melhor início da história do torneio.

O City não sabe o que é um tropeço na Premier League desde o dia 21 de agosto, quando empatou com o Everton pela segunda rodada. De lá para cá apenas vitórias, que levaram o time aos 34 pontos, com incríveis 94,4% de aproveitamento. A diferença para o vice-líder Chelsea é de nove pontos, mas o Manchester United pode recuperar o segundo lugar (e diminuir a distância para oito) caso vença o Newcastle, ainda neste sábado.



GE

Preço do diesel e da gasolina tem nova redução neste sábado


Um dia depois de o preço da gasolina ter sido reduzido em 3,8% e o do diesel em 1,3% nas refinarias, nova diminuição no preço dos dois combustíveis entrou em vigor hoje (18).

De acordo com a Petrobras, o diesel caiu 0,3% e a gasolina 1,4%, neste sábado.

A redução de 3,8% da gasolina na sexta-feira (17) nas refinarias foi a maior para um único dia desde que a Petrobras passou a adotar, este ano, a metodologia de ajustes quase diários dos valores do diesel e da gasolina.

Jornal do Brasil

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Governo federal proibirá abertura de novos cursos de medicina por 5 anos


O governo de Michel Temer vai decretar uma moratória para impedir a abertura de novos cursos de medicina no país. O prazo será de cinco anos.

EM BREVE

O ministro Mendonça Filho (DEM-PE), da Educação, confirma a informação. Segundo ele, o decreto para a adoção da medida já está na mesa do presidente, que deve assiná-lo até o fim do ano.

AVENTAL

“Há um clamor dos profissionais de medicina para que se suspenda por um período determinado a abertura de novas faculdades, em nome da preservação da qualidade do ensino”, diz Mendonça.

ATÉ O FIM

Segundo ele, dois editais em andamento para a abertura de novos cursos, lançados ainda no governo de Dilma Rousseff, serão concluídos.

MÔNICA BERGAMO

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Sylvester Stallone é acusado de abusar sexualmente de fã de 16 anos, diz jornal




Sylvester Stallone foi acusado de abusar sexualmente de uma fã de 16 anos, disse o tabloide inglês “The Daily Mail”. Em reportagem publicada nesta quinta-feira (16), o jornal diz que ele forçou a adolescente a fazer sexo com ele e com seu guarda-costas, Michael De Luca, nos anos 80.

O caso aconteceu em 1986, durante a produção do filme “Falcão – O campeão dos campeões”, lançado no ano seguinte. Stallone, hoje aos 71, tinha 40 anos. O “Daily Mail” publicou reproduções de um registro policial da época.

Ator nega


Uma porta-voz de Stallone disse ao site TMZ: “Essa é uma história ridícula e categoricamente falsa. Ninguém sabia dessa história até ser publicada hoje, incluindo o Sr. Stallone. Ele nunca foi procurado por autoridades ou ninguém sobre esse assunto”.

Relato


A adolescente disse à polícia que o ator deu a chave do seu quarto de hotel em Las Vegas. Ela foi ao quarto e fez sexo com ele. Mas ela não sabia que o guarda-costas estava escondido no banheiro.

Segundo a fã, Michael De Luca entrou no quarto, e a forçou junto com Stallone a fazer sexo oral nele.

Ela diz que “não teve escolha” e teve que fazer sexo com os dois ao mesmo tempo. Ela diz que se sentiu “muito desconfortável” e que Stallone disse que ela não poderia contar para ninguém, pois ambos eram casados, e que se ela dissesse algo “eles iriam bater na sua cabeça”.

De acordo com o jornal, ela disse à polícia na época que decidiu não denunciar o caso pois se sentia amedrontada e humilhada.



G1

Modelo de 19 anos vende a virgindade por quase R$ 10 milhões





Uma modelo norte-americana vendeu sua virgindade por 2,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 9,6 milhões). Giselle, 19, fez a transação através de um site de leilões alemão e o ganhador foi um homem de negócios de Abu Dhabi.

“Eu nunca imaginei que o lance chegaria tão alto. É um sonho que se tornou realidade”, disse Giselle ao jornal Daily Mail. Ela declarou estar contente com o resultado e afirma que vai usar o dinheiro para pagar os custos da faculdade, comprar uma casa nova e viajar pelo mundo.

Ela foi muito criticada por sua escolha, porém ela se defende considerando que o que fez foi um ato de emancipação sexual. “Sou eu que decido se quero perder a virgindade com alguém que eu não amo”, falou.

“O fato de mulheres poderem fazer o que quiserem com seus corpos e terem a coragem de viver suas sexualidades livres de críticas é uma forma de emancipação”, defendeu.

Um funcionário de comunicação do site de leilões anunciou que a página “possui um vídeo onde meninas de todo o mundo falam sobre as razões para vender a virgindade”.


“Os altos lances no caso da Giselle mostram como a demanda por virgens é alta. Executivos do mundo inteiro fizeram apostas”, disse o funcionário. O segundo lance mais alto foi feito por um ator de Hollywood.

Estadão

Criança é a única sobrevivente de acidente de avião no leste da Rússia


Seis pessoas morreram nesta quarta-feira (15), após um avião L-410 cair no extremo leste da Rússia. Uma criança sobreviveu ao acidente e está internada em estado grave, de acordo com autoridades locais.

O avião de fabricação tcheca, a bordo de qual encontravam-se dois tripulantes e cinco passageiros, caiu quando estava prestes a pousar no aeroporto da cidade de Nelkan, na região de Khabarovsk.

Segundo a agência Tass, a sobrevivente é uma criança de 3 anos de idade.

As causas do acidente do LET L-410, que pertence a companhia aérea regional Jabarovskie Avialinii, são desconhecidas.

O L-410 é um bimotor que pode transportar até 19 passageiros em uma distância de até 1.500 km.

Uma das suas principais caraterísticas é que pode ser empregado em aeródromos com pistas curtas e de terra.

G1

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Coreia do Norte condena Trump a morte


A Coreia do Norte declarou nesta quarta-feira que o líder dos Estados Unidos, Donald Trump, foi condenado à morte no país por insultar o presidente Kim Jong-un. “O pior crime pelo qual ele nunca pode ser perdoado foi ousar profanar a dignidade da suprema liderança”, afirmou o editorial do jornal estatal Rodong Sinmun.

“Ele deve saber que é apenas um criminoso hediondo condenado à morte pelo povo coreano”, apontou o jornal.

O texto, que classifica o presidente americano como “depravado” e “velho escravo do dinheiro”, assegura que este “foi ridículo ao manipular a realidade” e “soltar todo tipo de maldições contra nós”, durante seu discurso de 22 minutos na Assembleia Nacional de Seul no último dia 8.


Durante uma intervenção especialmente dura, o presidente americano denunciou as violações de direitos humanos na Coreia do Norte e se dirigiu a Kim Jong-un para dizer que se o seu avô Kim Il-sung buscava criar um paraíso, “o país acabou se transformando no inferno”.

As referências do político republicano à Coreia do Norte foram constantes – Trump chegou até a chamar Kim de “gordo e baixinho” em um tuíte, sem que os meios de comunicação oficiais de Pyongyang tenham respondido até agora a essas declarações.

Apesar dos ataques diretos, a Coreia do Norte aguardou até um dia depois de Trump encerrar a extensa excursão pela Ásia, que o levou também a Japão, China, Vietnã e Filipinas. O artigo do Rodong assegura que Pyongyang “observou com paciência os ridículos atos de Trump até o final”.

Declaração de guerra


O governo norte-coreano também qualificou como uma “declaração de guerra” o duro discurso de Trump durante sua visita na semana passada a Seul, no qual criticou as condições de vida dos norte-coreanos. “Os imprudentes comentários soltos por Trump durante sua excursão não podem ser vistos de outra maneira que a confirmação da hostilidade da Casa Branca contra a RPDC (sigla da República Popular Democrática da Coreia, nome oficial do país), e como uma declaração de guerra”, apontou o editorial do Rodong Sinmun.

Não foi a primeira vez que Pyongyang comparou as ações do americano a ameaças bélicas. Em julho e em setembro deste ano a Coreia do Norte fez declarações semelhantes.

A visita de Trump à Ásia esteve muito marcada pelas tensões com a Coreia do Norte e a chamada à comunidade internacional para que esteja unida na hora de condenar e pressionar o regime de Pyongyang a fim de que ponha termo a seu programa nuclear e de mísseis.

(com EFE)

Pesquisador vietnamita cria máscara que engana reconhecimento facial do iPhone X

Máscara foi feita com uma impressora 3D, silicone e fita crepe.
Por Reuters




Máscara criada pelo pesquisador vietnamita Ngo Tuan Anh para enganar o reconhecimento facial do iPhone X. (Foto: Kham/Reuters)

Um pesquisador no Vietnã demonstrou como aparentemente enganou o software de reconhecimento facial da Apple no novo iPhone Xusando uma máscara feita com uma impressora 3D, silicone e fita crepe.

O anúncio divulgado na sexta-feira pela Bkav, empresa vietnamita de segurança cibernética, diz que hackeou o Face ID da Apple e um vídeo aparentemente mostrando um iPhone sendo desbloqueado quando apontado para uma máscara, foi recebido com algum ceticismo.

Ngo Tuan Anh, vice-presidente da Bkav, fez várias demonstrações à Reuters, primeiro desbloqueando o telefone com o rosto e depois usando a máscara. Pareceu funcionar todas as vezes.

Mas ele se recusou a registrar uma identificação de usuário porque, segundo ele, o iPhone e a máscara precisam ser colocados em ângulos muito específicos, e a máscara deve ser refinada, processo que ele disse que poderia levar até nove horas.

A Apple não quis comentar, direcionando os jornalistas a uma página em seu site que explica como o Face ID funciona.

A página diz que a probabilidade de uma pessoa aleatória desbloquear o telefone de outro usuário com o rosto era de aproximadamente uma em um milhão, ante uma em 50 mil para o scanner de impressão digital usado anteriormente. Ela também diz que o Face ID permite apenas cinco tentativas sem sucesso antes de uma senha ser exigida.




Máscara criada pelo pesquisador vietnamita Ngo Tuan Anh para enganar o reconhecimento facial do iPhone X. (Foto: Kham/Reuters)


APPLE

Novo golpe por WhatsApp sorteia passagens de avião gratuitas




Os golpes pelo WhatsApp não param. Depois do cupom que atraia vítimas ao oferecer R$ 500 no McDonald’s, um novo link falso oferece o sorteio de duas passagens grátis de avião pela TAM. Uma mensagem enviada pelo aplicativo sugere que o usuário irá ganhá-las em comemoração a um suposto aniversário de 50 anos da companhia aérea.

Para isso, tudo o que o usuário precisaria fazer seria responder quatro perguntas após clicar no link enviado. O problema é que, ao invés de ganhar as passagens, tudo o que o internauta irá conseguir é instalar um malware no smartphone que poderá coletar informações pessoais do usuário, cadastrá-lo em serviços de mensagens pagas e compartilhar o golpe com outros usuários presentes nos contatos do aparelho. Por isso, se você foi vítima do golpe, o melhor a fazer é alertar seus contatos.

Alguns sinais fazem a ameaça ser facilmente identificada. Não há qualquer indicação de que a companhia, que agora se chama LATAM, após fusão com a companhia LAN no ano passado, esteja completando 50 anos de existência em 2016. Alem disso, há diversos erros de português no texto.

Para completar, como é possível ver abaixo, o endereço da promoção não tem qualquer ligação com o site da TAM, respondendo apenas por “101promo.net”.


Em nota, a LATAM Airlines Brasil informou que “a promoção que está circulando nas redes sociais e e-mails é falsa”. A empresa ainda afirma que só divulga suas campanhas, ofertas e promoções em seus canais oficiais.

Site do Reclame Aqui

Homem e mulher são executados a tiros e criança de 4 anos baleada em Assu, RN



Um homem e uma mulher, provavelmente mãe e filho, foram assassinados a tiros e um menino de 4 anos ferido por estilhaços na madrugada desta quarta-feira (15) dentro de uma casa no conjunto Parati 2000, em Assu, cidade da região Oeste potiguar. Não há pistas dos criminosos.


A criança foi socorrida com um ferimento em uma das pernas, mas ainda não se tem notícias do estado de saúde dela. Apenas um dos mortos foi oficialmente identificado até o momento. Trata-se de Maria Antônia de Lima Cardoso, de 51 anos. A outra vítima seria Brenart Clemente Cardoso, cuja idade também não foi confirmada. A PM informou que ele usava tornozeleira eletrônica. Já o garoto, seria neto de Maria. Uma segunda criança, que tem 12 anos, também estava na residência, mas não foi ferida.


Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 3h, momento em que os criminosos arrombaram a porta da residência e foram até o quarto de casal. As vítimas foram obrigadas a deitar no chão, e em seguida executadas. Os corpos tinham marcas de vários disparos. No local, os policiais encontraram capsulas de pistola e de espingarda.


Testemunhas disseram à polícia que viram quatro pessoas saindo da casa logo após os tiros. A PM ainda fez buscas pelo conjunto, mas não encontrou nenhum suspeito. Até o momento também não se sabe o que teria motivado o duplo homicídio.


Ainda no imóvel, os policiais encontraram uma carteirinha de visitante da Cadeia Pública de Natal. Com ela, Maria Antônia tinha permissão para visitar um filho chamado Breno Clemente Cardoso.



Com informações do G1/RN



Acesse a Postagem Original: http://blogdobg.com.br/#ixzz4yVSnZ7Gw

sábado, 11 de novembro de 2017

Mega-Sena pode pagar R$ 24 milhões neste sábado

A Mega-Sena sorteia hoje (11) prêmio estimado em R$ 24 milhões no concurso nº 1.987.

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília), do dia do concurso, nas mais de 13 mil casas lotéricas do país.

O valor arrecadado com o concurso da Mega-Sena não é totalmente revertido em prêmio para o ganhador. Parte do montante é repassada ao governo federal para investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e esporte.

Além disso, há despesas de custeio do concurso, imposto de renda e outros, que fazem com que o prêmio bruto corresponda a 46% da arrecadação. Dessa porcentagem:

35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados (sena);

19% entre os acertadores de 5 números (quina);

19% entre os acertadores de 4 números (quadra);

22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5.

5% ficam acumulado para a primeira faixa – sena – do último concurso do ano de final zero ou 5.




ISTOÉ

Itens da nova legislação trabalhista são questionados em ações no STF; saiba quais


As novas regras da legislação trabalhista entraram em vigor neste sábado (11) e parte dos itens é alvo de questionamentos em ações no Supremo Tribunal Federal (STF). Desde a sanção da lei, em julho, ao menos quatro ações passaram a tramitar na Corte para contestar pontos da nova legislação.


Em todas essas açõs, os ministros responsáveis pela análise inicial, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin, optaram por não conceder, de imediato, decisões liminares (provisórias) e suspender as regras.


Assim, a tendência é que as ações sejam levadas ao plenário do STF para que as regras sejam discutidas mais a fundo por todos os 11 ministros da Corte.


Ainda não há data prevista para esses julgamentos. Só deverão ser realizados depois que o Executivo e Legislativo (responsáveis pela nova lei) se manifestarem nos processos, o que ainda não ocorreu.


Para derrubar qualquer alguma nova regra, serão necessários os votos de, pelo menos, 6 dos 11 ministros da Corte. Ou seja, a maioria deverá considerar que a nova regra contraria os direitos assegurados na Constituição que visam a “melhoria da condição social” do trabalhador.


Uma das primeiras ações a questionar a reforma foi apresentada em agosto pela Procuradoria Geral da República (PGR). Na ação, o órgão contesta novas regras que obrigam o trabalhador pobre a arcar com custos de um processo trabalhista caso venha a perder a disputa judicial.


Pela lei anterior, trabalhadores com baixa renda que eram derrotados num processo trabalhista contra os patrões ficavam livres de bancar perícias (comuns, por exemplo, para verificar condições de segurança, saúde e higiene do local de trabalho); pagamento de honorários a advogados do empregador; e custos do processo em caso de desistência do caso.


Na reforma, se perderem no processo, esses empregados vão ter que pagar esses valores, usando créditos que tenham conquistado em outros processos nos quais saíram vencedores. Para a PGR, esses créditos não podem ser usados porque repõem perdas que o trabalhador sofreu devido à faltas do empregador e geram valores necessários ao seu sustento próprio e de sua família.


O órgão ainda diz que a possibilidade desses créditos serem subtraídos para pagar outros processos desestimula o trabalhador pobre a lutar pelos seus direitos na Justiça, devido ao risco que corre de perdê-los.


>>> Fim da obrigatoriedade da contribuição sindical


A nova regra que possibilitou ao trabalhador deixar de recolher a contribuição sindical – tributo equivalente a um dia de trabalho no ano destinado aos sindicatos – foi questionada por três entidades sindicais no STF.


As entidades alegam que a mudança deveria ter sido realizada por meio de outro tipo de proposta legislativa – voltada exclusivamente para matéria tributária – e que o fim da obrigatoriedade pode levar à extinção de muitos sindicatos, prejudicando o trabalhador mais pobre.


Um dos principais argumentos é que somente os sindicatos, sustentados pela renda da contribuição obrigatória, têm as condições financeiras para arcar com os custos de um processo judicial trabalhista para toda a categoria que representam.


As entidades também veem dificuldades em manter vários benefícios que concedem a seus filiados, como plano de assistência médica e odontológica, cursos de qualificação profissional, recolocação no mercado de trabalho, entre outros.



Veja matéria completa do G1 AQUI

Família se revolta ao ver foto de mortos no Salgueiro amontoados nos fundos do IML



Uma foto publicada em redes sociais mostrando os sete corpos das pessoas mortas no Salgueiro na madrugada deste sábado amontoados nos fundos do Instituto Médico-Legal (IML) revoltou parentes das vítimas. A reação ao verem a imagem foi de desespero e de indignação. A educadora Jane Mara Couto Melones, de 35 anos, tia de Márcio Melones, de 21, um dos mortos, disse que a divulgação da imagem é um desrespeito aos familiares e afirmou que vai denunciar o caso a Corregedoria da Polícia Civil.

— Com quem a gente pode contar, meu Deus? Com ninguém. Depois que divulgar essa foto a gente percebe que está abandonado, sozinho. Mas isso não vai ficar assim. Faço questão de denunciar o que fizeram — disse.

A mãe de uma outra vítima que não quis se identificar também entrou em desespero ao ver a foto e afirmou que policiais mataram inocentes também como um motorista de Uber e um mototaxista.

— Fui lá para ver meu filho e não deixaram mataram inocentes o motorista veio me perguntar como sair de lá mas ele morreu também. O que aconteceu agora com essa foto só reforça que a gente não tem o respeito nem a ajuda de ninguém — reclamou a mulher, que chorou pela morte do filho no IML.

O diretor do IML de Niterói e São Gonçalo acaba de chegar à unidade, que fica em Tribobó. Não deve ter sido difícil alguma estranho ter entrado pelos fundos do IML e ter feito a foto dos corpos amontoados que causou perplexidade nos familiares. O portão principal está enguiçado e não fecha mais. Os postes de luz que iluminaram o pátio da unidade estão sem lâmpadas. As três recepcionistas que prestavam serviço no balção do hall de acesso já não existem mais. Os funcionários de plantão ficam com medo e temem uma invasão por bandidos a qualquer momento. Isso sem contar com a possibilidade de algum funcionário da unidade ter feito a foto.

A mãe de uma outra vítima que não quis se identificar também entrou em desespero ao ver a foto e afirmou que policiais mataram inocentes também como um motorista de Uber e um mototaxista.

— Fui lá para ver meu filho e não deixaram mataram inocentes o motorista veio me perguntar como sair de lá mas ele morreu também. O que aconteceu agora com essa foto só reforça que a gente não tem o respeito nem a ajuda de ninguém — reclamou a mulher, que chorou pela morte do filho no IML.

O diretor do IML de Niterói e São Gonçalo acaba de chegar à unidade, que fica em Tribobó. Não deve ter sido difícil alguma estranho ter entrado pelos fundos do IML e ter feito a foto dos corpos amontoados que causou perplexidade nos familiares. O portão principal está enguiçado e não fecha mais. Os postes de luz que iluminaram o pátio da unidade estão sem lâmpadas. As três recepcionistas que prestavam serviço no balção do hall de acesso já não existem mais. Os funcionários de plantão ficam com medo e temem uma invasão por bandidos a qualquer momento. Isso sem contar com a possibilidade de algum funcionário da unidade ter feito a foto.

EXTRA

Justiça manda Uber reconhecer motorista como funcionário e pagar salário mínimo em Londres


Para empresa, motoristas são prestadores de serviço terceirizado; Uber vai recorrer.



Aplicativo da Uber instalado em smartphone. (Foto: Divulgação)

O tribunal trabalhista de Londres decidiu nesta sexta-feira (10) que a Uber deve considerar os motoristas como seus funcionários e pagar a eles o salário mínimo.

A companhia norte-americana, que afirma ter cerca de 40 mil motoristas e 3,5 milhões de clientes em Londres, tentou reverter uma decisão judicial de 2016 que estabeleceu que os motoristas que usam o aplicativo têm direito à hora de trabalho mínima de 7,50 libras (R$ 32,15) e férias remuneradas.

Até agora, os motoristas são pagos por trajeto. A empresa enfatiza que seus condutores são trabalhadores independentes, que escolhem seus horários e os locais de trabalho.

A Uber tem 14 dias para apresentar um novo recurso e já anunciou que pretende fazer isso.

Os autores da ação têm o apoio do sindicato de trabalhadores independentes da Grã-Bretanha (IWGB).

Uber x Londres

Essa disputa não está relacionada com a cassação da licença da Uber para operar em Londres, anunciada em setembro pela Transport for London (TfL), agência que regula o transporte na capital inglesa.

Uber x trabalho

Lutar para não reconhecer o vínculo trabalhista de motoristas que usam seu aplicativo é a nova frente de batalha da Uber no mundo.

Essa disputa ocorre, por exemplo, nos Estados Unidos, onde a empresa tenta impedir a formação de sindicatos, e no Brasil, onde a empresa foi processada por motoristas, que querem ser reconhecidos como funcionários, e já chamou a atenção do Ministério Público do Trabalho.

G1

Em pronunciamento, ministro diz que reforma trabalhista consolida direitos


Na véspera da vigência da nova lei trabalhista, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, falou em pronunciamento à nação a noite de hoje (10) em cadeia de rádio e TV. Ele reafirmou o discurso do governo de que a reforma trabalhista veio para gerar empregos e não para retirar direitos.

“A modernização teve como base três eixos: consolidar direitos, promover a segurança jurídica e gerar empregos. Consolidar direitos, pois direito não se revoga, apenas se aprimora. Promover a segurança jurídica, pois apenas ela traz crescimento econômico duradouro. E apenas o crescimento econômico pode gerar empregos, o maior de todos os direitos do trabalhador. Assim, foram mantidos todos os direitos trabalhistas”, disse Nogueira.

O ministro disse ainda que “o Brasil que trabalha, que quer crescer, comemora a entrada em vigor da lei da modernização trabalhista” e afirmou que o país venceu a crise e está gerando empregos. “Este ano, mais de 1 milhão de pessoas passaram a ter ocupação com renda. Foram criados mais de 208 mil postos de trabalho com carteira assinada. Vencemos a recessão e o emprego voltou. Com a modernização trabalhista iniciamos um novo tempo: o tempo de mais empregos, de mais esperança e de otimismo”.

Horas antes do pronunciamento do ministro do Trabalho, centrais sindicais organizaram protestos em diversos estados pedindo a revogação de alguns pontos do texto da reforma.

Segundo os sindicalistas, a lei tem artigos que tiram direitos dos trabalhadores. Entre os pontos apontados como mais problemáticos, citam o trabalho intermitente e o fim da homologação das demissões pelos sindicatos.





ISTOÉ

Raquel defende que Geddel não saiba quem fez ligação que denunciou ‘bunker’


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu a rejeição de um pedido feito pela defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) no inquérito a que ele responde no Supremo Tribunal Federal (STF). Geddel quer saber qual o número de telefone que fez a ligação anônima que, segundo investigadores, teria levado a Polícia Federal a descobrir o apartamento onde estavam R$ 51 milhões em espécie, em Salvador, que seriam dele. A decisão sobre o caso é do ministro Edson Fachin, relator do inquérito.

Raquel Dodge ressaltou que a identificação do autor da ligação poderia colocar essa pessoa em “situação de grave risco”, já que a investigação tem como alvo “poderosa organização criminosa formada por pessoas tão influentes politicamente”.

“Registre-se, por oportuno, que a identificação das pessoas que forneceram indícios à polícia — considerado o contexto de uma investigação de macrocorrupção, lavagem de dinheiro milionária e poderosa organização criminosa formada por pessoas tão influentes politicamente — pode colocá-las em situação de grave risco pessoal, razão também a sustentar a denegação do primeiro pedido (Protocolo n° 65872). Também por estas circunstâncias, Geddel Quadros Vieira Lima encontra-se e deve ser mantido preso”, escreveu.

A procuradora-geral, no entanto, concordou com um segundo pedido feito pela defesa de Geddel: de ter acesso ao material que foi recolhido no apartamento e que permitiu a identificação das digitais do próprio ex-ministro e de outras pessoas envolvidas no caso, e disse que ele tem o direito de indicar um assistente técnico para atuar como perito no processo.




O Globo

Hope Solo acusa Blatter de assédio: “apalpou minha bunda”




A ex-goleira da seleção dos Estados Unidos de futebol, Hope Solo, fez uma denúncia a respeito do ex-presidente da Fifa, Josep Blatter, nesta sexta-feira. Em entrevista ao diário Expresso, de Portugal, ela comentou ter sido apalpada nas nádegas pelo antigo dirigente sem o seu consentimento durante a entrega do prêmio Bola de Ouro da Fifa, em 2013.

Pela descrição da atleta, o ocorrido caracterizaria assédio sexual na legislação brasileira desde o ano de 2009. No caso da Suíça, país em que isso aconteceu, a denominação é “coerção sexual”, com pena que pode chegar a até 10 anos de prisão.

“Eu fui apalpada na bunda pelo Sepp Blatter. Conhece?”, disse Solo, enquanto respondia a respeito dos diversos casos de abuso sexual relacionados ao meio artístico recentemente, como aqueles envolvendo o ator Kevin Spacey, que motivaram o afastamento dele da série House of Cards, da Netflix

“Ele apalpou-me a bunda”, continuou ela, fazendo questão de checar com sua assessora se poderia tratar do tema. “Posso falar sobre isto? Foi na entrega da Bola de Ouro há uns anos, mesmo antes de subir ao palco. É algo que se vulgarizou”, avaliou.

Procurado pela reportagem do jornal The Guardian, da Inglaterra, Blatter classificou a fala de Solo como “alegações ridículas”. De acordo com a americana, o assédio se deu no momento em que ela subia ao palco para entregar o prêmio de melhor jogadora do ano à sua compatriota, a atacante Abby Wambach.

“Estou muito desapontada com as mulheres que não falaram sobre isso no mundo do esporte. Sim, toda a gente tem o direito às suas decisões pessoais, e, sim, é desconfortável, mas gostaria que mais mulheres, sobretudo no futebol, falassem das suas experiências, porque algumas dessas pessoas ainda trabalham no futebol e algumas das jogadoras ainda têm esses comportamentos”, concluiu.



Gazeta Esportiva

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Globo afasta William Waack após vídeo vazado na internet


A Globo anunciou nesta quarta-feira que afastou o apresentador do Jornal da Globo William Waack de suas funções por causa do vídeo que circulou nas redes sociais durante a tarde. Em comunicado, a emissora afirma que é “visceralmente contra o racismo” e que Waack diz não se lembrar do que disse no vídeo, mas que pede desculpas “àqueles que se sentiram ultrajados pela situação”.

No clipe, feito minutos antes de o jornalista entrar no ar para tratar das eleições americanas, no ano passado, Waack diz: “Tá buzinando por que, seu m… do c…?”, ao reclamar de uma buzina que soa na rua. Em seguida, ele balbucia: “Você é um, não vou nem falar, eu sei quem é…” E depois continua com um trecho em que parece dizer: “É preto, é coisa de preto”.

Confira abaixo o comunicado enviado pela assessoria de imprensa da Globo:

“A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos.”




VEJA

sábado, 4 de novembro de 2017

Os 10 melhores filmes de todos os tempos, segundo os críticos


Escolha um conhecido qualquer e pergunte: quais são os 10 melhores filmes de todos os tempos? Anote as respostas num papel, e faça a mesma pergunta para outra pessoa. Dificilmente as escolhas serão as mesmas. Mas, se diferentes listas começam a repetir os mesmos itens, talvez isso signifique algo.

Esse é o raciocínio seguido pelo Metacritic, site que reúne a opinião de críticos de cinema. O site computa e faz média das notas dadas por especialistas, fornecendo uma ideia geral se aquele filme é bem aceito, ou não, pela imprensa.

De acordo com o site, a lista média dos críticos é bem eclética, com longas com mais de 70 anos, como Casablanca, até mais recentes, tipo o vencedor do Oscar de Melhor Filme em 2017, Moonlight. A lista ainda passa por clássicos consagrados, como O Poderoso Chefão, e envolve novidades descoladas (O Labirinto do Fauno).

Abaixo, então, você encontra os dez filmes mais bem avaliados pela crítica, segundo a ferramenta. É bom assistir esses, nem que seja para discordar.

10. Meu Pé Esquerdo


Ano: 1989
Direção: Jim Sheridan
Sinopse: Christy Brown, nascido com paralisia cerebral, aprende a pintar e escrever com seu único membro controlável – o pé esquerdo
Nota dos críticos: 97%

9. Basquete Blues

Ano: 1994
Direção: Steve James
Sinopse: A história de dois jovens nascidos no interior de de Chicago, que lutam para jogar basquete na faculdade, visando a profissionalização no esporte
Nota dos críticos: 98%

8. O Labirinto do Fauno

Ano: 2006
Direção: Guillermo del Toro
Sinopse: Na Espanha falangista de 1944, a jovem afilhada de um sádico oficial do exército escapa para um estranho, mas cativante mundo de fantasia
Nota dos críticos: 98%

7. Moonlight: Sob a Luz do Luar

Ano: 2016
Direção: Barry Jenkins
Sinopse: A crônica da infância, adolescência e explosiva fase adulta de um jovem americano negro gay crescendo em um bairro duro de Miami
Nota dos críticos: 99%

6. Dançando na Chuva

Ano: 1952
Direção: Stanley Donen, Gene Kelly
Sinopse: Uma produtora de cinema mudo e seu elenco tenta fazer a difícil transição para os longas com sons
Nota dos críticos: 99%

5. A Fraternidade é Vermelha

Ano: 1994
Direção: Krzysztof Kieslowski
Sinopse: Uma modelo descobre que seu vizinho está interessado em invadir a privacidade de outros
Nota dos críticos: 100%

4. Boyhood: Da Infância à Juventude

Ano: 2014
Direção: Richard Linklater
Sinopse: A vida de Mason, da infância a sua chegada à faculdade
Nota dos críticos: 100%

3. Casablanca

Ano: 1942
Direção: Michael Curtiz
Sinopse: Em dezembro de 1941, um americano expatriado cínico encontra uma ex-amante com complicações imprevistas
Nota dos críticos: 100%

2. O Poderoso Chefão

Ano: 1972
Direção: Francis Ford Coppola
Sinopse: O velho patriarca de uma dinastia do crime organizado transfere o controle de seu império clandestino para seu filho relutante
Nota dos críticos: 100%

1. Cidadão Kane


Ano: 1941
Direção: Orson Welles
Sinopse: Após a morte de um magnata editorial, repórteres lutam para descobrir o significado de suas últimas palavras
Nota dos críticos: 100%

Super Interessante

Do tesõmetro ao ‘pênis mecânico’: veja atrações de feira erótica no Rio





Quem entra na feira erótica Sexy Fair logo se depara com uma prova de fogo: a orientadora sexual Gisele Santos aborda o público com o tesômetro, instrumento criado para medir as taxas de tesão do público. Trata-se de uma brincadeira. A pessoa pega no tesômetro e espera para ver se o líquido vermelho preenche o vidro.

Quanto mais alto chegar, maior o tesão. É apenas uma das inusitadas atrações do evento, que acontece até domingo no Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova.

Uma das palestrantes no palco principal do evento é a sexpert Tatiana Presser. Ao lado do marido, o comediante Nizo Neto, com quem criou a grife Vem Transar, a especialista explica que o autoconhecimento da sexualidade promove melhorias em todos os aspectos da vida.

— A importância de um evento desse porte é informar às pessoas sobre o que é sexo, sobre o que é consensualidade. Sexo não é agressão, não é violência, é altamente saudável e necessário. Se sua sexualidade não está bem resolvida, isso reflete na sua vida, na do parceiro — explica ela.



Veja a matéria completa do EXTRA AQUI


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Vídeo: Divulgando Canais #BLR

Williams não teme deteriorar relação com Massa




A indecisão sobre o piloto que irá correr na Williams ao lado do canadense Lance Stroll na temporada de 2018 continua. Felipe Massa está sob grande risco de perder seu lugar, com Robert Kubica, Paul di Resta, Pascal Wehrlein e Daniil Kvyat cogitados para seu assento.

Apesar da tensão, o diretor técnico da equipe, Paddy Lowe, não se diz particularmente preocupado com a relação com Massa.

Embora Lowe aceite que a relação atual entre Massa e Williams esteja sob estresse, ele está confiante de que ambos irão manter o respeito independentemente do que acontecer para 2018.

“As relações entre equipes e pilotos em torno das renovações são sempre tensas, mas a maioria de nós quando vai se candidatar a um emprego, faz isso de maneira privada, mas na F1 isso é um assunto muito público”, disse Lowe. “Isso torna mais estranho do que gostaríamos.”

“Felipe é um grande cara e tem um excelente relacionamento com a Williams, com respeito em ambos os lados. Penso que o que quer que possamos concluir juntos, acho que vamos continuar em bons termos.”



MotorSport

Igreja estuda permitir padres casados na Amazônia, diz jornal


O Sínodo dos Bispos para a Amazônia, convocado pelo papa Francisco para outubro de 2019, pode marcar a discussão de um tema tabu para a Igreja Católica: a ordenação de homens casados como padres.

Segundo reportagem publicada pelo jornal italiano “Il Messaggero” na última quinta-feira (2), o cardeal brasileiro Cláudio Hummes propôs ao Pontífice que inclua na agenda do encontro episcopal a possibilidade de estender o sacerdócio aos chamados “viri probati”, homens casados, de fé comprovada e capazes de administrar espiritualmente uma comunidade de fiéis.

Essa realidade fazia parte dos primórdios da Igreja Católica, mas hoje é objeto de divisão dentro da Cúria. O objetivo da medida seria aumentar o escasso número de padres à disposição na Amazônia e facilitar o desejo de Francisco de “evangelizar” essa porção do planeta, principalmente os indígenas.

A proposta iria ao encontro da meta do Sínodo, que é achar “novos caminhos” para levar a doutrina católica aos povos amazônicos. Ainda segundo “Il Messaggero”, o Papa poderia usar a Amazônia como “experimento” para a ordenação de “viri probati”, mas a questão deve enfrentar resistência dentro da Cúria. (ANSA)


ISTOÉ

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Pedófilo relata “drama”: ‘Doença tem que ser tratada como se trata as drogas’; veja reportagem da Globo



GloboNews entrevistou homem denunciado por uma vítima há dois anos. Médicos dizem que procura por tratamento aumentou após ações da PF contra pedofilia (VEJA REPORTAGEM NA ÍNTEGRA AQUI)

A pedofilia é uma doença crônica, que não tem cura. Os médicos fazem uma comparação com a diabetes e o alcoolismo, que exigem cuidado redobrado e tratamento por muito tempo, ou talvez por toda a vida. Neste sentido, a internet surgiu como um complicador, tanto para os pacientes quanto para os profissionais que fazem esse acompanhamento.

A GloboNews entrevistou um homem que, por medo de ser preso por pedofilia, passou a fazer tratamento para se livrar da doença. Ele foi denunciado por uma vítima e já está hã dois anos fazendo medicação e terapia de grupo para evitar recaídas.

“Ocorreu que quando aconteceu um fato com uma criança e essa criança falou com a mãe. E a partir desse momento minha família toda ficou sabendo, né? E foi onde entrou esse maior desespero na minha vida”, relata.

“Tinha primeiro o medo de todos descobrirem, e segundo medo de ir pra cadeia, né? Porque a gente sabe que na cadeia a coisa não é fácil pra quem passa por esse processo.”

“Eu fui confiante de que eu ia conseguir me tratar e ia ficar bem. Eu fui com isso. Porque eu acho que, quando você não sabe que existe o tratamento é uma coisa; depois que você sabe que existe o tratamento muda tudo na vida da gente.”

“Eu acho que essa doença, ela tem que ser tratada, assim como você trata sobre as drogas, sobre a bebida, e tudo isso aí. É complicado. Mas tem tratamento também. Se você for prender todos aqueles que são viciados em drogas, pode ver que a maioria sai de lá pior do que entrou.”

Tratamento

A comunidade médica diz que é muito difícil evitar recaídas. Na Faculdade de Medicina do ABC, um ambulatório de transtornos sexuais atende toda semana 50 pacientes diagnosticados com pedofilia. O primeiro passo para o sucesso do tratamento esbarra, muitas vezes, na motivação do paciente.

“Se essa pessoa com processo ativo busca o tratamento médico e psicológico com o objetivo de mudar o comportamento, ótimo. Se o indivíduo busca o tratamento como uma desculpa, isso não é saudável. Nem para o ambulatório nem para o paciente”, diz Danilo Antonio Balteri, médico psiquiatra e coordenador do Ambulatório de transtornos da sexualidade da Faculdade de Medicina do ABC.

“A possibilidade de acesso desse sujeito ao material pela internet é muito ampliado e constantemente vem se ampliando”, diz Carlos Eduardo Alves Teixeira, psicólogo do Ambulatório de transtornos da sexualidade da Faculdade de Medicina do ABC.

“É preciso ter uma maior necessidade de conter esse impulso. Seja com técnicas que ele possa desenvolver, ou da vigilância de um familiar. Ou pode ser um bilhete do lado do computador que relembre que ele vai acessar o computador para acessar o banco, escrever um texto, pagar uma conta, de uma forma que ele cesse esse impulso à pornografia.”

O médico destaca que nos últimos dois anos, nós temos percebido que a cada movimento da Polícia Federal no combate ao crime, muitas pessoas com a doença ou com a preocupação de acabarem com o problema acabam buscando ajuda.

Quem vai fazer tratamento tem de seguir uma série de regras para não ser denunciado. “A partir do momento que o profissional identifica uma situação abusiva na iminência de acontecer, e até identificar possíveis vítimas, é colocado isso referente ao contrato que tem que ser denunciado”, diz o psicólogo Carlos Eduardo Alves Teixeira.

Além disso, não pode haver mais vítimas. “O que ocorreu no passado não pode mais acontecer. Nós não temos obrigatoriedade da denúncia do que aconteceu antes do tratamento. Mas iniciando o tratamento nós temos sim a necessidade, muitas vezes, de denunciar, caso a ofensa sexual ocorra ou mesmo se esteja na iminência de acontecer”, disse Baliteri.

Medida preventiva

O tratamento prévio é apontado como medida preventiva. Ou, se for tarde demais, investir no tratamento como medida complementar a uma pena de prisão, uma política que ainda engatinha no Brasil.

“É uma discussão que engloba toda a sociedade, neurologistas, sociólogos, é isso que vai muito além. Mas uma coisa é certa, as crianças precisam ser protegidas.”

Só uma delegacia da Polícia Federal em São Paulo prendeu este ano 20 pessoas em flagrante com pornografia infantil. Mas a maioria não chega a cumprir pena na cadeia.

“A maior parte dos presos não fica preso porque a maioria é pega não por compartilhar, só por manter o arquivo. É mais difícil de rastrear o compartilhamento”, explica Renata Andrade Lotufo, juíza da 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

Para o médico Danilo Baliteri, o acompanhamento jurídico precisa acontecer de fato. “A cobrança não deve ser em cima do médico, e sim daquele que porta o problema e que foi liberado para se tratar. E tem que levar a declaração que está fazendo o seguimento”, afirma. Ele destaca que após cumprir a pena o preso por pedofilia é liberado sem tratamento.

G1