terça-feira, 31 de maio de 2016

Nova Cruz realiza 2ª Feira do Empreendedorismo e Artesanato na próxima quinta-feira (02)




O empreendedorismo vai ganhar mais em espaço em Nova Cruz com a 2ª Feira Municipal de Empreendedorismo e Artesanato que vai ser realizada pela Prefeitura por meio da Secretaria de Assistência Social e em parceria com a Escola Agrícola de Jundiaí e o Sesc Ler. O evento operado pelas equipes dos programas Acessuas Trabalho e Bolsa Família está programado para acontecer na próxima quinta-feira (02), a partir das 7h30, ao lado da Praça São Sebastião.

A organização do evento vai estruturar o local com tendas e barracas aonde os profissionais capacitados nos cursos do Pronatec Mulheres Mil vão poder expor a venda suas produções nas áreas de produtos derivados do leite, doces e conservas, além dos trabalhos de bordado produzidos à mão. O momento também vai buscar a valorização do artesanato local com a participação dos artesãos novacruzenses que vão poder comercializar seus produtos durante a realização da feira.

Segundo a secretária de Assistência Social de Nova Cruz, Márcia Valéria de Morais, a finalidade da 2ª Feira Municipal de Empreendedorismo e Artesanato é divulgar o artesanato local, além de incentivar a cultura empreendedora apoiando o microempreendedor individual e a economia solidária. “O evento é uma maneira inteligente da Prefeitura e as entidades parceiras buscarem fortalecer a iniciativa individual de construção do trabalho e da renda”, disse.

Durante o desenrolar da Feira vão ser realizadas apresentações culturais com música, dança e outras manifestações artísticas. A tenda Cultura Sesc vai ser armada no evento, que deve seguir aberto ao público no decorrer de todo o dia.

Blog Os Amigos da Onça

Conselho do MP nega pedido de Lula para afastar procurador da Lava Jato


O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), órgão de controle da instituição, negou nesta terça-feira (31) pedido apresentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para afastar das investigações de que é alvo o procurador federal Carlos Fernando dos Santos Lima, que integra a força tarefa da Operação Lava Jato no Paraná.


Relator do pedido, o conselheiro Leonardo Carvalho considerou que os pedidos feitos por Lula não poderiam ser atendidos no tipo de ação protocolado, um “pedido de providências”. Os outros 12 membros do CNMP que participaram da sessão concordaram que caberia uma análise numa “reclamação disciplinar”.


O pedido de Lula alegava que o procurador federal havia antecipado juízo de valor em quatro entrevistas concedidas a diversos veículos de comunicação entre março e abril. Segundo a defesa do ex-presidente, Lima chegou a afirmar que Lula e sua família foram beneficiados pelo esquema de corrupção na Petrobras, mesmo antes do encerramento das investigações.


Além disso, a defesa também alegou que ele se manifestou sobre o caso mesmo após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de decretar segredo de Justiça sobre os inquéritos.


Por unanimidade, no entanto, o CNMP considerou não ter poder para censurar manifestações de um membro do Ministério Público. Decidiu, porém, levar o caso para a Corregedoria do próprio órgão, que poderá aplicar punições a Lima caso entenda que houve abuso nas entrevistas.


“[O procurador] Chega a afirmar a prática de crime. Uma condenação que não existe, que jamais ocorreu. […] Nem réu o requerente [Lula] é. E a despeito disso, o requerido [Carlos Lima] foi à imprensa dizer que ele cometeu crime”, afirmou na sessão o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o petista.


Além do afastamento, o pedido de Lula buscava impedir que Lima externasse novos comentários sobre o caso que afetassem a honra do ex-presidente.


Em sua defesa, Lima enviou documento ao CNMP afirmando que apenas deu transparência a informações públicas, cumprindo o dever de dar publicidade ao caso.



G1/DF

Rodoviários paralisam transporte público no Baldo pela segunda vez no dia



Foto: Via Certa Natal


Pela segunda vez no dia, os rodoviários estão paralisando o sistema de transporte público na avenida Cel. José Bernardo, praça Almirante Tamandaré no Baldo.

No fim da tarde desta terça-feira(31), o trânsito foi bloqueado e todas regiões do Alecrim e central estão com problemas de tráfego.

A via e os ônibus serão liberados em 40 minutos após decisão sobre a greve a acontecer nos próximos dias.

Com informações do Via Certa Natal

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Veículos brasileiros terão placa do Mercosul em 2017, define Contran



Arte mostra como será a placa do Mercosul que carros usarão no Brasil a partir de 2017

Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial da União, determina que até o fim de 2020 todos os veículos em circulação no Brasil deverão ter placas de identificação no padrão do Mercosul.

O anúncio se dá após alguns adiamentos da decisão, que se arrastou por alguns meses, já que a mudança estava prevista para acontecer em janeiro.

Como é a nova placa?

A nova placa tem fundo branco com a margem superior azul, contendo ao lado esquerdo o logotipo do Mercosul, ao lado direito a bandeira do Brasil e, ao centro, o nome do país. O desenho é muito parecido com a placa que se vê na União Europeia. A três letras e quatro números invertem de proporção: serão quatro letras e três números, em qualquer ordem — desde que o último caractere seja numérico. Segundo cálculos matemáticos, o modelo atual tem 175 milhões de combinações possíveis; no novo, serão mais de 450 milhões.

Apesar de manter os sete caracteres alfanuméricos, como as chapas de hoje, fornecidos pelo Denatran, as novas precisarão ter a inscrição das palavras “Mercosur Brasil Mercosul”. Será o fim da possibilidade de personalização.

Placas para automóveis, caminhões, ônibus e reboques (à esquerda) e motos: emblema do Mercosul, nome e bandeira do país, bandeira do Estado e brasão da cidade, faixa holográfica, código 2D e marcas de segurança diferenciam novos modelos

Quando muda?

A Resolução 590 do Contran também estabelece um cronograma de transição das placas atuais para as novas: a partir de 1º de janeiro de 2017, as mudanças começam a acontecer em veículos zero km a serem licenciados, em processo de transferência de município ou de propriedade (venda particular) ou se houver necessidade de substituição; todos os veículos em circulação deverão possuir as novas placas até 31 de dezembro de 2020.

UOL

Autor de ofensas racistas contra cantora Ludmilla é denunciado pelo Ministério Público


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou, nesta segunda-feira (30), Hélder dos Santos Santana por cometer injúrias racistas contra a cantora Ludmilla.

Ele poderá ser condenado a até três anos de prisão, além de pagamento de multa.

O Ministério Público também solicitou à Justiça que Santana seja proibido de se aproximar da cantora e de frequentar espetáculos em que ela se apresente.

As injúrias aconteceram no Instagram, no domingo (22), em algumas fotos publicadas pela cantora, que foi chamada de “criola nojenta”, “macaca” e “feiosa”.

Ludmilla respondeu ao comentário falando que iria “até o final” para ver seu agressor “pagar por isso”. Ela foi à delegacia na segunda-feira (23) prestar queixa.

“O denunciado ofendeu a dignidade da vítima, demonstrando desapreço e desrespeito, sendo certo que não foi esta a primeira vez que assim agiu”, disse o promotor Márcio Nobre.

De acordo com os promotores, Hélder já responde na Justiça por tentativa de homicídio.

Folha Press

domingo, 22 de maio de 2016

Entenda os Benefícios da Castanha do Cajú


O Cajueiro (Anacardium occidentale) é árvore que produz o Caju, fruta que por sua vez fornece a semente conhecida como Castanha-de-Caju, alimento com muitos benefícios e propriedades. O Cajueiro é também conhecido como Anacardo, Acaju, Acajuíma, Marañon, Cashew (inglês), dentre outros nomes populares. As propriedades e benefícios do Cajueiro se concentram principalmente na Castanhas-de-Caju, que são boas fontes de energia, carboidratos, açúcares, proteínas, gorduras, fibras alimentares, vitaminas do complexo B, vitamina C, cálcio, zinco, manganês, magnésio, ferro, fósforo, fibras, potássio e inúmeros outros nutrientes e substâncias químicas.

A semente do caju contém resina fenólica, alergénicos e ácido anarcádico. O óleo de Castanha-de-Caju (LCC) é um subproduto produzido após o processamento da castanha, sendo rico em ácidos anacárdicos. O líquido é muito eficaz no tratamento de abcessos no dente causados por bactérias Gram-positivas. Na medicina popular, a casca raspada e fervida é usada para tratar diarréia. As sementes moídas podem ser usadas como antídoto para picadas de cobra. O óleo da castanha de Caju possui propriedades antifúngicas. Sintomas de ansiedade e depressão podem ser aliviados com o consumo de Castanha-de-Caju, vez que o alimento é rico em triptofano. A riboflavina e tiamina também são encontradas nessas nozes saborosas e podem ajudar a desenvolver uma boa visão, pele saudável e melhora em todo o sistema imunológico. A acamjumembra, uma película feita a partir do suco de caju, foi descoberta por pesquisadores brasileiros e é indicada para o tratamento natural de queimaduras e feridas. Apesar de possuir calorias, os índices de colesterol da Castanha-do-Caju são bastante reduzidos em comparação com outros frutos secos.

O potássio presente no Caju é útil para o sangue, facilitando o processo de coagulação do sangue e ajudando na recuperação de cortes e feridas, além de beneficiar hemofílicos. As fibras da Castanha-de-Caju ajudam na digestão de outros alimentos. A Castanha-de-Caju tem um alto teor de gordura saudável. Os óleos e gorduras presentes no óleo de castanha de caju (LCC) contêm 54% de gordura monoinsaturada, 18% de gordura poliinsaturada, 16% de gordura saturada e 7% de ácido esteárico. Contêm 75% de ácido oleico, os mesmos encontrados no azeite de oliva. As gorduras monoinsaturadas reduzem os níveis de triglicérides e o magnésio reduz a pressão arterial. Manganês e magnésio são minerais encontrados em outras castanhas de caju. Estes dois minerais ajudam na formação de tecido e células.

O Uso da Castanha-de-Caju na Culinária





Castanha-de-Caju

A Castanha-de-Caju é muito utilizada na culinária brasileira, principalmente no Norte e Nordeste do Brasil, regiões do país de onde o Cajueiro é uma planta nativa. O Caju também é utilizado na culinárias tailandesa, chinesa e indiana. Na cozinha indiana, as castanhas de caju são usadas para enfeitar doces e outras preparações. Na região de Goa, na Índia, uma popular bebida conhecida como Feni é produzida a partir do Castanha-de-Caju, que é fermentada e o suco obtido pela fermentação passa por dupla destilação. O Caju também é muito utilizado nas Índias Ocidentais para fazer ponche e outras bebidas.


Dr. Castanha explica tudo sobre os benefícios extraídos da Castanha
84 9463 4431 - 9942 7820 - 8603 7501 - 81027873   contato@drcastanha.com.br


História e Curiosidades

O nome de gênero Anacardium se refere ao Caju (fruta), que possui formato de um coração invertido. O Cajueiro é verde, pequeno e atinge uma altura entre 10 e 12 metros, possuindo tronco irregular. As folhas são em forma de espiral, com uma margem lisa. As flores são verdes e depois se transformam em vermelhas. O fruto do cajueiro é na verdade um pseudofruto. A parte suculenta do Caju é resultado do desenvolvimento do pendúculo floral. O verdadeiro fruto do cajueiro é uma drupa que se desenvolve em forma de rim no final do pedúnculo. 

Dentro do fruto há uma única fruta conhecida como Castanha-de-Caju. Algumas pessoas são alérgicas à castanha de caju, mas as castanhas são alérgicas menos em comparação com outros tipos de nozes e amendoins. O Cajueiro é muito cultivado em climas tropicais, principalmente no Brasil, Índia e alguns países africanos, como Moçambique, Tanzânia e Quênia.



O Cajueiro de Pirangi, localizado no estado brasileiro do Rio Grande do Norte, é o maior cajueiro do mundo. A árvore possui um perímetro de aproximadamente 500 metros e produz cerca de oitenta mil cajus por ano. O cajueiro foi plantado em 1888.

Planta Medicinal do SUS

O Cajueiro (Anacardium occidentale) faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Sáude do Brasil. A finalidade da RENISUS é subsidiar o desenvolvimento de toda cadeia produtiva relacionada à regulamentação, cultivo/manejo, produção, comercialização e dispensação de plantas medicinais e fitoterápicos.

Para especialistas, desemprego só deve começar a cair no 2º semestre de 2017





Ainda que medidas do governo Temer possam evitar que a taxa de desemprego atinja 14% em 2016, conforme sugeriu o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, especialistas avaliam que, mesmo com um início da recuperação da economia este ano, o nível de desocupação só deve começar a cair no segundo semestre de 2017.

A taxa – que chegou a 10,9% no primeiro trimestre e já é a maior observada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua – deve ultrapassar 12,0% em 2016 e pode chegar ao pico de 13,9% em 2017, de acordo com analistas.


Para os especialistas, a demora na reação do mercado de trabalho se deve a uma premissa econômica: a atividade deve avançar em um primeiro momento, para só depois haver uma geração de emprego mais sustentável. Segundo eles, este atraso ocorre porque, para as empresas, o custo de contratar ou demitir é alto. Os empresários preferem, portanto, estar seguros quanto aos rumos da economia para abrir ou fechar postos de trabalho.

“Quando a atividade econômica começar a melhorar, as empresas vão preferir fazer hora extra com seus funcionários atuais e, quando não houver mais condição de atender à demanda, terão de contratar”, explica o economista Luiz Fernando Castelli, da consultoria GO Associados. Segundo suas estimativas, o ano de 2016 terminará com uma taxa de desocupação a 12%, chegando a 12 5% no segundo semestre do ano que vem e começando a cair a partir daí.

Em reuniões com centrais sindicais no início desta semana, Meirelles mostrou uma previsão até mais pessimista. Para ele, caso a confiança dos agentes econômicos não seja restaurada, a desocupação do País pode chegar a 14% ainda este ano. Depois, em entrevista, o ministro garantiu que o governo vai tomar medidas necessárias para evitar que a taxa chegue a este nível.

O presidente em exercício Michel Temer havia afirmado em seu primeiro discurso, na quinta-feira (19), que a redução do desemprego é seu maior objetivo. Para isso, o governo aposta no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que deve ser lançado nos próximos dias. O projeto tem como meta destravar as concessões, privatizações e parcerias público-privadas de infraestrutura como forma de criar empregos e gerar renda.

O ex-ministro Moreira Franco (PMDB-RJ), que é o secretário-executivo do PPI, defendeu que os investimentos nesta área têm potencial de gerar três vezes mais vagas do que os realizados no setor produtivo, embora não tenha explicitado ainda quantos empregos o programa pode gerar.

Márcio Salvato, professor e coordenador do curso de economia do Ibmec/MG, acredita na possibilidade na criação de postos de trabalho por meio do PPI, mas pondera que os reflexos só devem ser vistos na taxa de desemprego no longo prazo. “O desemprego não vai cair imediatamente. Na verdade, é o contrário. Muitas pessoas que estavam fora da PEA (População Economicamente Ativa) devem voltar a procurar emprego porque sentem que há mais vagas, o que deve refletir no aumento das taxas por um período”, explica. Para Salvato, o desemprego medido pela Pnad Contínua deve chegar ao pico de 13,0% em outubro deste ano e girar neste nível por alguns meses.

O economista Thiago Curado, da 4E Consultoria, também alerta para o aumento da PEA por causa da chegada de mais pessoas ao mercado de trabalho. “A PEA está crescendo em ritmo mais rápido do que a economia é capaz de incorporar”, afirma. A 4E espera que a taxa de desemprego suba para 13,1% em dezembro de 2016, chegando ao pico de 13,9% em setembro do ano que vem.



Estadão

Escritor Fernando Morais rasga filiação ao PMDB: “acabou”






Em mais uma manifestação contra o governo interino de Michel Temer, ocorrido neste sábado, na zona sul de São Paulo, o escritor e jornalista Fernando Morais chamou atenção ao demonstrar seu descontentamento com o atual cenário político brasileiro. No palco do evento, ele rasgou a ficha de filiação ao PMDB.

“Acabou!”, disse Morais, sendo aplaudido pelos presentes que lotaram o o auditório da Casa de Portugal, no bairro da Liberdade, em evento contra o governo interino e “em defesa da democracia’. O jornalista disse também que a CUT tem toda razão por não reconhecer e não negociar com os “golpistas”.

‘As conquistas que vieram das ruas não poderão ser eliminadas por um bando de aproveitadores. O povo brasileiro mais uma vez repele a tentativa de supressão de seus direitos e de sua liberdade”, disse.



Terra

sábado, 21 de maio de 2016

Cão carismático 'mergulha' em cenas criadas pelo dono e vira hit na internet

Jimmy vive várias aventuras 'desenhadas' pelo designer Rafael Mantesso.

Jimmy 'recebendo' massagem (Foto: Instagram/Reprodução)

Jimmy já saltou de bungee jump, posou de biquíni, voou em um tapete mágico, equilibrou pratos no nariz, arriscou passos de balé e até se transformou em uma vaca malhada. O bull terrier de seis anos de idade vive as cenas mais incríveis dentro de um apartamento no bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte, graças à imaginação do dono, o designer Rafael Mantesso.

“É um universo imaginário que vou criando pra ele através do desenho e de acessórios. Para o Jimmy é sempre mais uma brincadeira. Ele adora”, disse.

As imagens criadas pelo designer e interpretadas por Jimmy são postadas na internet desde 2014.O perfil criado no instagram já tem mais de 500 mil seguidores.

A popularidade rendeu a Rafael Montesso o prêmio Webby na categoria fotografia em redes sociais. A premiação, que aconteceu nesta segunda-feira (16) em Nova York, está para a internet, como o Grammy está para a música.


O raio X do Jimmy, uma das primeiras fotos feitas por Rafael (Foto: Instagram/Reprodução)

Os Webby Awards são concedidos pela Academia Internacional de Ciências e Artes Digitais e premia pessoas escolhidas por um comitê de juízes, assim com por votações populares online.

As fotos de Jimmy tiveram 36% dos dois milhões de votos computados nesta edição.

“Foi uma honra incrível. Ficamos muito felizes. O Jimmy ficou aqui em casa mesmo porque a viagem é bem desgastante, né? Ele aproveitou o prêmio descansando”, brincou Rafael, que hoje vive em São Paulo.


Jimmy aparece 'fumando' (Foto: Instagram/Reprodução)

Separação
Os desenhos começaram após o fim do casamento de Rafael. Na separação, a ex-mulher levou todos os móveis do apartamento de Belo Horizonte. “O bom é que ela não quis ficar com o Jimmy, apesar da gente ter comprado ele junto. Ele sempre foi mais meu mesmo e isso ela entendeu”, disse o designer.

Jimmy 'degustando um bom vinho' (Foto: Instagram/Reprodução)

Com a casa vazia, o espaço se tornou uma “tela em branco” para a imaginação de Rafael. “O primeiro desenho que fiz com o Jimmy foram umas asas. Putz, eu achei que tinha fica demais e fiquei com aquilo na cabeça. Dias depois, eu comprei uma lixeira. A caixa era branca e resolvi desenhar um esqueleto, como se fosse o raio-X do Jimmy. Aí postei. Daí comecei a fazer vários desenhos. Até que o ator Ashton Kutcher falou sobre um deles. O número de seguidores deu um salto”, contou.

O apartamento, que ele pensou tantas vezes em vender, não ganhou novos móveis, mas acabou se tornando o estúdio onde acontecem as sessões do bull terrier.

“A gente faz foto é pra ser divertido”, disse Rafael. Jimmy concorda.


Rafael e Jimmy no apartamento em BH que hoje funciona como estúdio 
(Foto: Instagram/Reprodução)


Thais Pimentel Do G1 MG

Estudantes inscritos no Enem têm até quarta-feira para pagar taxa




Termina na próxima quarta-feira (25) o prazo para que candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) paguem a taxa de R$ 68 para garantir a participação nas provas. As inscrições foram encerradas as 23h59 de ontem. Até pouco antes das 18h, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) registrou 8.222.491 inscrições, pouco menos do total de inscritos do ano passado (8.478.096).

O balanço final do número de inscrições será apresentado em coletiva de imprensa na próxima segunda-feira (23) à tarde, mas o número total de candidatos só será confirmado depois do dia 25, quando termina o prazo para o pagamento da taxa. Em 2015, do total de inscritos 5,7 milhões de candidatos fizeram a prova.

Homens casados contam por que mantêm relacionamentos gays






Namorei cinco anos um amigo da família, que morava perto, mas minha mulher nunca soube”, conta Pedro*, 50, vendedor de uma multinacional, casado há 25 anos e pai de duas filhas, de 18 e 21 anos. Apesar de se reconhecer como homossexual, ele mantém o casamento para não prejudicar a vida que estabeleceu, inclusive profissional, e por medo de magoar as filhas. “Não sei se conseguiria encará-las.”

Poucos sabem da vida dupla de Pedro. Avesso à exposição e ao mundo gay, ele confessa que é preocupado demais com o “que os outros vão falar”.
Para satisfazer seus desejos, o vendedor teve relacionamentos discretos com outros homens ao longo dos anos. Com o rapaz com quem namorou por cinco anos, que também era noivo de uma mulher na época, Pedro tinha o disfarce perfeito para a família. Os dois trabalhavam no mesmo segmento e viajavam juntos para atender clientes.

Apesar de conseguir acomodar vidas paralelas, Pedro revela o desgaste de ter de mentir. “É cansativo ter dois papéis, porém, no momento, prefiro manter como está”, fala.

A angústia de esconder a orientação sexual da mulher por anos foi o que levou o gerente executivo Fabrício*, 31, a revelar a verdade. Há cinco anos, após dez de casamento, ele contou para ela que é bissexual e que se relacionava sexualmente com homens. “Achava que era um direito dela saber se era isso mesmo que queria para a vida dela.”

Fabrício tinha certeza de que essa revelação custaria o fim do casamento. Porém, ele não suportava mais se esconder. “Para minha surpresa, ela disse que isso não era um empecilho para manter nossa relação”, conta. “Hoje estou extremamente feliz e resolvido com minha mulher, só falta contar para minha filha”, diz o gerente, pai de uma menina de 12 anos.



Veja o restante matéria do UOL AQUI

Empresário ligado a Lula recebeu US$ 7,5 milhões da Odebrecht




Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da primeira mulher do ex-presidente Lula, foi conduzido pela Polícia Federal para prestar depoimento na sexta-feira numa investigação sobre tráfico de influência internacional. Ele é suspeito de ter recebido ilegalmente recursos de obra da Odebrecht, em Angola, financiada pelo BNDES. Segundo a PF, mesmo sem ter capacidade de prestar serviços, a empresa de Taiguara, a Exergia Brasil, recebeu R$ 3,5 milhões da gigante da construção brasileira. Documentos obtidos pelo GLOBO vão além: mostram que entraram nos cofres da empresa de Taiguara outros US$ 7,5 milhões.

A Exergia foi subcontratada pela Odebrecht, mas, segundo as investigações, só existiria no papel e não teria condições de executar os contratos firmados com a empreiteira. Lula não foi alvo da operação de sexta-feira, batizada de Janus (menção ao deus romano Janus, de duas faces, que olha ao mesmo tempo para o passado e o futuro), mas o inquérito que resultou na condução coercitiva de Taiguara investiga se o ex-presidente fez lobby no exterior para obras da Odebrecht. Nos últimos cinco anos, a construtora brasileira obteve US$ 2 bilhões em financiamentos do BNDES para obras no país africano.

O Globo

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Professores da UERN aderem à paralisação geral do funcionalismo em protesto contra Governo Robinson





Reunidos em assembleia hoje (20), docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) apreciaram a proposta de um indicativo de greve, motivado pelos recorrentes atrasos nos pagamentos dos servidores da instituição de ensino. A assembleia teve ampla participação dos/as professores/as, que democraticamente debateram sobre os rumos do movimento docente da UERN.

Após amplo discussão, a categoria definiu que é necessário somar forças com outros setores do funcionalismo público estadual, articulando assim um movimento mais expressivo, que possa pressionar o Governo do Estado a cumprir seus compromissos e assegurar direitos conquistados dos trabalhadores/as do RN. Desta forma, os docentes aprovaram que irão aderir à paralisação geral do funcionalismo público estadual, que ocorrerá no dia 02 de junho, convocada pelo Fórum de Servidores Estaduais.

Secretário de Esporte de Santo Antônio anuncia volta do JESA




Durante participação no programa semanal da prefeitura, na Rádio Comunitária Rio Jacu FM, nesta sexta-feira (20), o secretário de esporte do município, Sandrinho, anunciou o retorno dos Jogos Escolares de Santo Antônio (JESA), que há alguns anos não é realizado.

Os jogos já têm data marcada para acontecer. Sandrinho informou que o JESA será realizado entre os dias 03 e 05 de junho e envolverá escolas municipais, estaduais e privadas do município.

Segundo Sandrinho, uma reunião já foi realizada entre os secretários de esporte e educação com os diretores das escolas para discutir o planejamento para a realização dos jogos. Nos próximos dias estará sendo divulgado os detalhes envolvendo essa nova fase do JESA.

Blog Os Amigos da Onça

“Domingo Show” voltará a ser apresentado por Geraldo Luís no próximo domingo





Foto/Reprodução

A Record voltou atrás e decidiu dar uma segunda chance e Geraldo Luís, que voltará ao “Domingo Show” a partir do próximo domingo. No entanto, o que motivou essa decisão não foi o sentimento de compaixão por parte do canal, mas sim o medo de sua ida para o SBT.

Silvio Santos estava interessado em ter Geraldo no comando de um programa aos sábados, e o apresentador vinha forçando encontros com o dono da concorrente no salão do cabeleireiro Jassa, em São Paulo. Cientes disso, os bispos da Record decidiram tomar essa atitude.

Faz cerca de um mês que Geraldo foi punido por reclamar no ar de cortes em uma reportagem sua. Inicialmente, a intenção da Record era mantê-lo na geladeira até abril do ano que vem, quando vence o contrato, como forma de castigo, deixando-o cair no ostracismo.

Mas como as conversas com o SBT estavam avançadas, e os dois já estudavam, inclusive, o pagamento da multa de R$ 1,5 milhão à Record, ficou decidido que ele voltará aos domingos, no lugar do seu substituto, Luiz Bacci, que vinha mantendo a boa audiência no programa.


Governador Robinson Faria lança RN Gás+ e inaugura nova sede do Idema


O governador Robinson Faria o lançamento do RN Gás +, novo programa de incentivo ao uso do gás natural para as indústrias e estabelecimentos comerciais, nesta sexta-feira (20). O programa é único no Brasil e vai impactar positivamente na economia do Rio Grande do Norte com a manutenção de 30 mil empregos e o incentivo à instalação de novas indústrias e empreendimentos, gerando novas oportunidades de trabalho, renda e geração de impostos.

O RN Gás+ foi lançado na nova sede do Instituto de desenvolvimento do Meio Ambiente (Idema), inaugurada oficialmente hoje. O prédio, localizado na Avenida Alexandrino de Alencar, no bairro do Tirol em Natal, concentra todos os setores do órgão como as subcoordenadorias de construção civil, indústria, obras públicas, posto de gasolina, extrativismo mineral e petróleo.



Blog do BG

Após um dar voz de prisão no outro, magistrado e policial discutem por 12 horas


Durante discussão por causa de um descarte de galhos num terreno baldio de Curitiba, um policial civil afastado deu voz de prisão a um desembargador de Justiça, que respondeu devolvendo a voz de prisão ao policial. O caso, ocorrido no último sábado (14), acabou na delegacia sem que nenhum dos dois fosse preso.

A confusão começou quando o desembargador Luis César de Paula Espíndola, 60, do Tribunal de Justiça do Paraná, procurava uma área para o descarte -foi feita poda de árvores na casa de seu pai. Acompanhado de um caminhão fretado, o desembargador parou sua caminhonete próximo a um terreno abandonado na vila Domitila, na região central de Curitiba.

A área, pertencente à União, é disputada na Justiça por moradores, e ações de reintegração de posse são comuns no local.

Após estacionar e antes mesmo de jogar o material no terreno, Espíndola foi acusado por moradores de estar fazendo descarte irregular no local. Eles alegam que o magistrado afirmou que deixaria os galhos onde bem entendesse, pois quem mandava ali era ele.

Ao decidir registrar com o celular a discussão, a moradora Ana Paula Bandeira Bergmann diz ter sido agredida pelo desembargador com um soco no rosto, segundo informou seu advogado, Heitor Fabreti Amante. Espíndola nega a agressão.

O policial civil afastado Antonio Carlos Polera, 54, que mora no bairro e estava presente no local na hora da confusão, pegou uma arma e deu voz de prisão ao desembargador. Espíndola se identificou então como magistrado e devolveu a voz de prisão, dizendo-se ameaçado.

Segundo o advogado Amante, que também defende Polera, o policial civil está afastado da corporação por lesão e ainda tinha a posse da arma naquele dia porque o pedido para que devolvesse o revólver ainda não tinha sido homologado. Amante diz que seu cliente foi ofendido pelo desembargador, que afirmou que Polera não tinha “cara de policial”, mas “de bandido”.

Na confusão, o policial afastado retirou a chave da caminhonete do magistrado, impedindo-o de deixar o local. O vídeo da discussão mostra Espíndola dizendo: “Ele não pode me prender. Eu sou desembargador”.

O magistrado disse que estava procurando um terreno para descartar os galhos por recomendação da Prefeitura de Curitiba e que foi agredido pela moradora e ameaçado com a arma pelo policial afastado. Por isso, afirma ter chamado a polícia.

No boletim de ocorrência, a polícia registrou que, “como ambos alegaram ter dado voz de prisão um ao outro, foi acionada viatura composta por investigadores da Polícia Civil”. Os envolvidos foram levados para a delegacia. A confusão durou do meio-dia do sábado à meia-noite, segundo o advogado dos moradores.

‘AZAR’

O desembargador diz ter “dado azar” de ter escolhido o local para o descarte, porque os moradores da região “estão para ser despejados”.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) também abriu um procedimento para apurar os fatos. O desembargador tem 15 dias para apresentar esclarecimentos ao órgão.

Ele estava afastado do Tribunal de Justiça desde o início deste mês. Espíndola afirma ter tirado em 2 de maio uma licença de 20 dias para poder cuidar do pai, de 92 anos, que estava internado e passara por uma cirurgia. Na quinta-feira (19), o magistrado prorrogou a licença por mais dez dias.



Folha

Cunha recua da intenção de voltar a frequentar a Câmara dos Deputados



O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recuou da intenção de voltar a frequentar a Câmara, após orientação de seus advogados.

Nesta sexta-feira (20), a assessoria de Cunha informou que ele ainda avalia com seus advogados “a conveniência” de ir ou não ao Congresso, já que está afastado do exercício do mandato por decisão do Supremo Tribunal Federal, tomada no último dia 5.

Na quinta-feira (19), após depoimento ao Conselho de Ética, Cunha havia afirmado que na segunda (23) estaria de volta à Casa e ao seu gabinete.

A reportagem visitou no início da última terça-feira (17) o gabinete parlamentar de Cunha, o de número 510 no 5º andar do Anexo 4 da Câmara, e constatou que ele permanece aberto e em funcionamento.

O peemedebista, porém, foi advertido de que a iniciativa poderia ser considerada uma afronta à decisão do Supremo Tribunal Federal.



Folha

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Pedro Parente será o novo presidente da Petrobras



Pedro Parente, ex-ministro da Casa Civil do governo Fernando Henrique Cardoso, aceitou convite de Michel Temer e será o novo presidente da Petrobras.

Ex-presidente da Bunge Brasil, Pedro Parente é sócio na gestora de fortunas Prada ao lado da mulher, Lucia Hauptman.

Ele vai substituir Aldemir Bendine, que assumira o comando da estatal no início de 2015, no lugar de Graça Foster.
Bendine foi avisado na semana passada que deixará o cargo. Emissários de Temer pediram, porém, que esperasse a indicação do novo nome.

EX-MINISTRO

Parente teve papel destacado no governo de Fernando Henrique Cardoso, chegando a ser ministro da Casa Civil, em 1999.

De 1995 a 1999, havia sido secretário-executivo da Fazenda, sob o ministro Pedro Malan, período em que foi responsável pela renegociação das dívidas dos Estados -problema que era crucial para a estabilização econômica da época e que voltou à berlinda neste ano.

Nascido no Rio de Janeiro em 21 de fevereiro de 1953, o novo presidente da Petrobras começou a vida profissional no Banco do Brasil, em 1971, segundo o CPDOC da Fundação Getúlio Vargas.
Passou ao Banco Central em 1973.



Folha



STF suspende lei federal que autoriza uso da “pílula do câncer”





O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (19) por cinco votos a quatro, suspender provisoriamente a lei federal que liberou o porte, o uso, a distribuição e a fabricação da fosfoetanolamina sintética, conhecida como “pílula do câncer”. O caso ainda não se encerrou e deverá voltar ao plenário quando os ministros decidirem sobre o mérito da questão que questiona a constitucionalidade da norma.

A lei foi sancionada pela então presidente da República Dilma Rousseff, às vésperas de seu afastamento pelo Senado com a instauração do processo do impeachment. A regra foi questionada ao STF pela Associação Médica Brasileira (AMB), por permitir que pacientes diagnosticados com câncer usem, por escolha livre, o medicamento que ainda não tem eficácia comprovada.

O relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, balizou o julgamento ao votar para suspender integralmente a lei. Ele considerou haver potencial dano em liberar a substância sem a realização de estudos científicos e registro do medicamento junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A tese foi acompanhada por Luis Roberto Barroso, Teori Zavascki, Luiz Fux, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski.

“O direito à saúde não será plenamente concretizado sem que o Estado cumpra a obrigação de assegurar a qualidade das drogas distribuídas aos indivíduos mediante rigoroso crivo científico, apto a afastar desenganos, charlatanismos e efeitos prejudiciais ao ser humano”, defendeu Marco Aurélio. “Sequer há, pela lei, a necessidade de apresentação de prescrição médica”, apontou Barroso.

O Advogado da AMB, Carlos Magno Reis, defendeu, em plenário, que a entidade não luta contra as associações que defendem o direito dos pacientes com câncer, mas combate o uso de uma substância sem garantia de ser benéfica para o tratamento. O magistrado alegou que o uso do medicamento sem respaldo pode aumentar o número de mortes pela doença.

“A reboque de aprovar uma lei, falamos muito dos efeitos positivos. E os efeitos colaterais negativos? Nós não podemos permitir que uma substância aplicada somente em experiências com animais seja usada em pacientes de forma desconhecida e torne chance de cura perdida”, sustentou. Reis também alertou que a comunidade internacional condenou a aprovação da lei no Brasil.

Pacientes terminais

O ministro Edson Fachin divergiu de Marco Aurélio e dividiu a Corte ao votar pela liberação da substância apenas para pacientes em caso terminal. Ele alegou que o Estado não pode interferir em uma decisão reservada ao âmbito privado do próprio paciente. A tese foi acompanhada por Rosa Weber, Dias Toffoli e Gilmar Mendes, mas acabou vencida. O ministro Celso de Mello não estava presente na sessão desta quinta-feira.

O ministro Barroso lembrou que uma resolução da Anvisa já autoriza o uso de substâncias não regulamentadas por pacientes terminais, e que a suspensão da norma não se aplica à previsão da Anvisa. A agência autoriza pacientes a utilizarem medicamentos sem eficácia comprovada com base na gravidade e estágio da doença, ausência de alternativa terapêutica satisfatória no País, entre outros.

A fosfoetanolamina sintética foi desenvolvida pela Universidade de São Paulo (USP) e supostamente seria capaz de curar diferentes tipos de câncer. Os primeiros testes oficiais não confirmaram essa condição, mas pacientes em estado avançado da doença que usaram as pílulas garantem que elas dão resultado. No mês passado, o presidente da Corte, ministro Lewandowski, já havia suspendido a distribuição do medicamento pela USP e determinou que a instituição forneça as cápsulas de fosfoetanolamina sintética apenas até o fim dos estoques disponíveis.



Estadão

Parente diz que não haverá indicações políticas na Petrobras


Em sua primeira declaração pública, o novo presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou nesta quinta-feira (19) que definiu com o presidente interino Michel Temer que não haverá em sua gestão indicações políticas para cargos na empresa estatal.

Segundo ele, a condição facilitará as escolhas do conselho de administração da companhia nacional e influenciou em sua decisão de aceitar assumir o posto de comando.
“Não haverá indicações políticas na Petrobras, o que foi uma orientação clara do presidente Michel Temer”, disse.

“Isso vai facilitar muito a vida do conselho de administração e a minha própria vida porque, se fosse o caso, o que não será, certamente não seriam aceitas”, disse.

O novo dirigente antecipou ainda que conversará com o conselho de administração antes de tomar decisão de manter ou exonerar os atuais diretores da empresa estatal. Segundo ele, os mecanismos de governança funcionarão na companhia de petróleo “como têm que funcionar em qualquer empresa de primeiro porte”.

“Eu posso manter, eu posso tirar (os atuais diretores). Isso é uma prerrogativa do presidente executivo da

Petrobras, registrado que isto, obviamente, é uma conversa que tem que ser aprovada pelo conselho de administração”, disse.

Em nota, o presidente interino ressaltou que tem certeza que o conselho de administração da empresa “coordenará uma transição profissional e transparente”.



Folha

Serra de São Bento-RN preparando-se para o 4° Arraiá do Povão

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Google lança Android N, mais 'gamer' e com multitarefa e realidade virtual

Novo sistema de smartphones vai preferir por mostrar conteúdo em apps.



Sistema de multitarefas do novo Android N, do Google, permite dividir a tela em duas 
e abrir dois apps. (Foto: Divulgação/Google)

O Google apresentou nesta quarta-feira (18) seu novo sistema operacional, chamado de Android N, com recursos "gamer", que vai preferir exibir o conteúdo dentro de aplicativos e traz uma nova plataforma de realidade virtual.

Apesar de o Google já ter apresentado algumas novidades ao liberar prévias para desenvolvedores, o novo “cérebro” de smartphones e tablets possui boas novidades, como o suporte à realidade virtual, que cria um ecossistema completo para abrigar vídeos imersivos, em que os usuários podem interagir com as imagens como se estivesse dentro da cena.

Além disso, o novo sistema operacional ganhou um recurso multitarefa, que libera a abertura de mais de um app ao mesmo tempo, além de permiter responder mensagens de apps de bate-papo sem sair do painel de notificações.

O novo Android chega aos usuários entre junho e setembro deste ano, mas o Google já liberou uma prévia para desenvolvedores.

Realidade Virtual

O Android N terá um modo próprio para exibir conteúdos em realidade virtual. Para isso, o Google criou a Daydream, uma plataforma para melhorar os aplicativos que exibam vídeos com essa experiência imersiva, de modo que possam rodar em smartphones sem problemas.

O Daydream também funciona como um ecossistema em que os usuários podem encontrar conteúdo de outras empresas, próprios para serem consumidos em realidade virtual. Funciona assim: por meio de um óculos, o indivíduo acessa o “mundo” de Daydream, onde encontra vídeos e outros conteúdos que podem ser vistos como se estivesse dentro da cena.

Quando acessar o Google Street View dentro do Daydream, por exemplo, os usuários poderão olhar para os lados a fim de expandir o campo de visão.

O Google anunciou que já aderiram a essa plataforma “Wall Street Journal”, “New York Times”, “USA Today”, CNN, HBO, Netflix, NBA, Hulu, Electronic Arts e Ubisoft. Do lado dos fabricantes de celulares, já se tornaram parceiros Samsung, HTC, LG, Huawei, ZTE, Asus, Alcatel e Xiaomi.

Android Instant Apps

Outra novidade não revelada antes é o Android Instant Apps, que vai abrir conteúdos de serviços conectados dentro dos aplicativos próprios, mesmo não estejam instalados no smartphones.

Por exemplo: alguém usa um app de mensagem para envia o link de um vídeo do “Buzzfeed”; ao clicar na URL, o usuário é direcionado pelo Android para a área do app do “Buzzfeed” na Google Play, que exibe o vídeo ali mesmo.

A mudança é simples, mas, com ela, o Google passa a preferir que os conteúdos sejam exibidos dentro de aplicativos a que sejam mostrados em páginas na internet.

Multijanelas e multitarefas

A função de multi-janelas permite abrir dois aplicativos simultaneamente em uma única tela de smartphone ou tablet. Além de usar os dois programas ao mesmo tempo, é possível redefinir o tamanho de cada lado. Alguns smartphones da Samsung, que versões modificadas do Android, já apresentam essa função.

Notificações

O Android N traz melhorias na aba de notificações. Ao receber um aviso de mensagem do WhatsApp, por exemplo, os usuários poderão respondê-la diretamente por lá, sem precisar abrir o aplicativo.

O painel de notificações também foi repaginado. Os avisos de um mesmo aplicativo serão agrupados em uma linha e só serão exibidos um a um quando o usuário passar o dedo pela seleção e deslizá-la para baixo.

Bateria e dados

O novo Android ganha ainda melhorias no Doze, o recurso que identifica quando o smartphone não está sendo usado para economizar bateria. Até agora, o Doze funcionava só quando o aparelho estava em repouso, mas começará a funcionar todas as vezes em que a tela apagar. Outra nova função ajudará a poupar o consumo de dados

Atalhos
Outra novidade é a chegada aos smartphones de uma ferramenta comum em computadores de mesa e notebooks. Os usuários poderão criar atalhos na tela inicial que levem a funções específicas de dentro dos aplicativos. Para exemplificar, o Google deu alguns exemplos da novidade na prática: enviar uma mensagem para um contato frequente; acessar o mapa de um determinado local ou; assistir ao próximo episódio de um serviço conectado. Tudo isso sem ter de navegar por todo aplicativo.

Novos emojis
Os emojis terão a parte gráfica alterada. As imagens animadas serão modificadas para se tornar menos genéricas e ter “aparência mais humana”. Além disso, as variações de tons de peles valerão para todos os emojis que representem humanos, como as representações de policial e garçom – antes, valiam apenas para os emojis de carinhas. Também haverá novas inclusão, como ícones de selfie, malabarismo, acrobacia e bacon.

Games
A boa notícia para quem gosta de jogar games no celular é que o Android N terá integração com a plataforma Vulkan API. Esse conjunto de ferramentas para gráficos 3D permite aos desenvolvedores de jogos controlar melhor como o processamento de imagens ocorre em smartphones e tablets. Com isso, o desempenho melhora, e os games engasgam menos. Esse recurso já é usado por alguns celulares que rodam Android, como Galaxy S7 e S7 edge, da Samsung.



Do G1, em São Paulo

Ministro diz que contratos do Minha Casa barrados não têm novo prazo


Após barrar novas unidades do Minha Casa Minha Vida, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, disse nesta quarta-feira (18) não haver prazo para relançar novos contratos do programa na modalidade “entidades”. Ele ressaltou, porém, que essa modalidade, afetada pelas portarias que ele revogou, representa entre 1% e 1,5% do programa e que o restante não será afetado.

A modalidade “entidades” é direcionada ao financiamento de residências ao público de baixa renda ligado a cooperativas ou entidades sem fins lucrativos. Após uma seleção, elas recebem uma verba da Caixa para construir essas unidades. O valor médio de cada habitação é de R$ 70 mil.

“Nós vamos fazer, num momento próprio, um novo lançamento do programa Minha Casa Minha Vida entidades e, obviamente, ouvindo principalmente as entidades, mas baseados em critérios que essa administração conheça e possa ajudar a aprimorar esse segmento”, afirmou Araújo em uma entrevista coletiva para explicar a sua decisão de revogar as portarias. Ele acrescentou, porém, que não há prazo para isso.

Na terça-feira (17), o ministro revogou três portarias que haviam sido assinadas na semana passada pelo governo Dilma Rousseff ampliando recursos para essas categorias beneficiadas pelo programa federal.

O ministério já havia divulgado uma nota à imprensa na noite de terça justificando a medida foi uma “cautela” e que não haveria recursos para atender às novas contratações. Nesta quarta-feira, Araújo reiterou que a nova fase iria gerar “falsas expectativas” nas entidades, que não iriam conseguir o dinheiro para as casas. “O programa vai sofrer ajustes que o traga para uma situação que não gere falsas expectativas”, disse o ministro.

Ele destacou, ainda, que o programa, que era uma das principais bandeiras dos governos petistas, continuará sendo uma prioridade e que, se a economia permitir, poderá até ser ampliado. “O programa Minha Casa Minha Vida é prioridade e será aperfeiçoado na medida em que a economia permita expansão”, afirmou.

Ele ponderou ainda que pretende rever todo o programa com objetivo de aperfeiçoá-lo, inclusive para agilizar a entrega das moradias. Segundo o ministro, desde o lançamento dessa modalidade do Minha Casa Minha Vida, em 2009, o governo petista havia anunciado a contratação de cerca de 61 mil unidades, mas apenas 7.500 haviam sido entregues até o final de maio.

Duas das portarias revogadas pelo novo ministro permitiam a contratação de mais 11.250 casas que poderiam ser financiadas na zona urbana. Pelos cálculos do ministério, no entanto, as portarias davam margem para chegar a 34 mil contratos.

Segundo Araújo, haveria recursos para apenas cerca de 6.200 casas. A outra portaria revogada dispunha sobre os critérios para habilitação e requalificação de entidades para construir unidades na zona rural.

“Nós achamos que era uma regulamentação extensa e que a cautela impunha que, por ter sido essa portaria publicada no primeiro dia da administração [Temer], tinha que permitir que essa administração pudesse fazer a devida avaliação sobre esses critérios”, afirmou.



G1/DF

Manifestantes fazem protesto na Av. Paulista contra governo Temer




Manifestantes fazem no início da noite desta terça-feira (17), na Avenida Paulista, região central de São Paulo, um protesto contra o governo do presidente em exercício Michel Temer. Os manifestantes se reuniram por volta das 17h no vão livre do Masp e às 18h25 começaram a andar pela avenida, bloquendo toda a pista sentido Consolação.

Os manifestantes levaram faixas pedindo a saída de Temer. Alguns carregavam a bandeira do PT, partido da presidente afastada Dilma Rousseff.

Às 19h, os manifestantes entraram na Rua da Consolação e bloquearam a pista sentido Centro. O protesto está previsto para ser encerrado no Complexo Cultural Funarte, na Alameda Nothmann, na região de Campos Elíseos. O espaço está ocupado por artistas e representantes da arte e cultura desde a tarde desta terça-feira.



G1/SP

terça-feira, 17 de maio de 2016

Ludmilla deixa Faustão em saia justa e apresentador responde com patada

Foto/Reprodução
A participação da cantora Ludmilla no “Domingão do Faustão” foi marcada por algumas “bolas fora” por parte da funckeira, e por patadas do apresentador, que não modera suas palavras quando está no ar nos domingos da Globo.


Além de chamar a mãe de velha, e Faustão dizer que estava mais nova do que a artista, ela falou sobre o seu clipe com Biel, e ganhou um elogio do apresentador. Não satisfeita, ela o colocou em saia justa com uma pergunta.

“O novo clipe dela tem mais de um milhão de visualizações em apenas um mês. Que loucura que está ele, hein?!”, comentou Fausto sobre o clipe “Melhor Assim”. Desconfiada, ela quis tirar a prova se ele realmente assistiu.

Ele, que não mente para agradar ninguém, foi sincero e devolveu: “Eu não vi ainda. Não consegui, tinha tanta gente vendo”. E ela insistiu: “Então como é que você diz que está uma loucura, Faustão?”.


Mas ele manteve a afirmação: “É uma loucura porque são 16 milhões de visualizações em um mês”, disse. “Você está recebendo informações privilegiadas, né”, desconversou a cantora. 

TV Foco

Senadores querem definir impeachment até 10 de setembro




O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebe o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski – Givaldo Barbosa / Agência O Globo / 12-5-2016

Por interino

Senadores dos dois lados da batalha do impeachment querem vincular o calendário do processo ao tempo de mandato de Ricardo Lewandowski como presidente do Supremo Tribunal Federal. Com isso, a expectativa é de realizar o julgamento final de Dilma Rousseff até 10 de setembro, data em que Lewandowski passará o comando da Corte para a ministra Cármen Lúcia. O prazo agrada também por permitir a conclusão antes das eleições municipais de outubro. Com a admissibilidade aprovada na quinta-feira passada, Dilma está afastada do cargo até novembro.

Os parlamentares acreditam que seria melhor ter o mesmo ministro no comando do processo para evitar que haja qualquer contradição de posicionamentos sobre a direção dos trabalhos. Ressaltam que Lewandowski acompanha o caso desde o início, tendo socorrido tanto deputados quanto senadores diante de questionamentos. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), já teve alguns encontros com ele desde abril. Nesta terça-feira haverá nova reunião no Supremo com o presidente da comissão especial, Raimundo Lira (PMDB-PB), e o relator, Antonio Anatasia (PSDB-MG), para tratar dos próximos passos do processo.

Os parlamentares avaliam que o atual presidente da Corte é mais afeito ao meio político do que sua sucessora. Apesar de ter sua origem vinculada ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Lewandowski é respeitado pela oposição e já prometeu aos senadores que terá uma atuação “equidistante” no processo.

— Acaba em setembro, conduzido pelo ministro Lewandowski — prevê um experiente senador do PMDB.

— Tendo a achar que possa existir um acordo em torno disso. Acreditamos que ele (Lewandowski) terá uma postura isenta — afirmou um petista.

“RITO É UMA TRILHA, NÃO UM TRILHO”

No caso do ex-presidente Fernando Collor, em 1992, foram dois meses e 27 dias entre a admissibilidade e o afastamento definitivo. Como o rito é tido como modelo para as próximas fases, haveria uma folga de quase um mês para cumprir o objetivo de concluir o processo de Dilma sob o comando de Lewandowski.

Os dois lados saíram com uma boa impressão da primeira reunião realizada na quinta-feira passada. Além de prometer uma postura imparcial, Lewandowski tranquilizou os parlamentares sobre o temor de que poderiam ocorrer interferências no cotidiano dos trabalhos. Ele afirmou que atuará apenas como instância recursal e que suas decisões visarão sempre levar o processo pelo caminho traçado pelo precedente de 1992, ainda que pequenas alterações sejam aceitas.

— O rito é uma trilha, não um trilho — disse Lewandowski aos senadores.

Em entrevista após o encontro, o presidente do STF deixou claro que, se o Senado mantiver os procedimentos adotados na época do Collor, não haverá interferência.

— Estamos nos baseando nos procedimentos de 1992, há muita coisa que já foi decidida — afirmou.

Na reunião desta terça-feira, a ideia é elaborar um plano de trabalho para essa fase de produção de provas e colocá-lo em votação no dia 24. Serão juntados aos autos documentos que as duas partes considerarem necessários, tomados depoimentos, entre outras ações de investigação. A fase será concluída com nova votação no plenário para a pronúncia, na qual mais uma vez é necessário apenas maioria simples.

Superada essa fase, o processo chegaria ao julgamento propriamente dito, quando serão necessários os 54 votos para afastar Dilma em definitivo. Para os senadores dos dois lados, porém, o fato de a marca já ter sido superada na admissibilidade, quando houve 55 votos, faz com que sejam pequenas as chances de uma reviravolta.

O Globo

Presidente do PMDB de Natal defende união nacional para superar a crise



Convidado para o programa “Grandes Temas”, da TV Universitária, nessa segunda-feira (16), o presidente do PMDB de Natal, vereador Ubaldo Fernandes, defendeu a união de todos os brasileiros para sair da crise. A temática do programa foi o início do governo Michel Temer (PMDB). O parlamentar se mostrou otimista.

“O Brasil enfrenta uma crise sem precedentes. Temos 11 milhões de desempregados, inflação em alta, cortes na Saúde, Segurança e Educação. O País está quebrado. Acredito que Temer chega, com apoio político, para tomar medidas que mudem essa realidade. O momento é crítico e precisamos da união de todos”, avaliou o peemedebista.

Para Ubaldo, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) foi legítimo e obedeceu todos os trâmites constitucionais. “O Impeachment está na Constituição. É um processo jurídico e político. Começou quando milhões de brasileiros foram às ruas pedir a saída de Dilma. Depois, teve o pedido embasado juridicamente nas pedaladas fiscais e suplementação do orçamento sem apoio do Congresso. O final foi o afastamento”, explicou.

O vereador avaliou que o impeachment foi motivado, além dos crimes fiscais cometidos pela presidente, devido ao estelionato eleitoral praticado na campanha passada pela petista, à falta de credibilidade dela com a população e o Congresso e à crise econômica na qual o PT mergulhou o País.

“Dilma cometeu vários erros que a levaram ao afastamento, mas o momento é de pensarmos para frente. O presidente Temer montou uma equipe com nomes competentes, como Henrique Meireles, e também de grande união política. Eu acredito que vamos conseguir melhorar. Esse terrorismo, a boataria das redes sociais, não leva a nada. É hora de todos os brasileiros darem as mãos e torcerem pelo Brasil”, finalizou.





Blog do BG

Temer não gosta de declaração do Ministro da Justiça e diz que vai manter escolher de PGR por


O presidente interino, Michel Temer, não gostou de ver o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, declarar publicamente, quatro dias após sua posse, que o governo não é obrigado a indicar para o cargo de procurador-geral da República os integrantes da lista tríplice elaborada pela categoria. Temer deu um puxão de orelhas em seu ministro em reunião na tarde de segunda-feira e disse que vai manter a forma de escolha. Disse ainda que todos em seu governo têm autonomia para falar, mas que é preciso deixar claro o que é posição pessoal e o que é proposta de governo. E esta deve ser discutida com ele antes da declaração pública, para evitar versões divergentes.

Este foi mais um revés da gestão interina que, antes de completar uma semana, já se envolveu em polêmicas, como a falta de mulheres e negros no Ministério, o fim da pasta da Cultura, e as manifestações e panelaços de protesto.

Na conversa com Temer, Moraes alegou que foi “mal interpretado”. Mais cedo, em nota, o ministro afirmou que não havia tido conversa prévia com o presidente interino sobre os critérios de nomeação do procurador-geral da República. Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo”, Moraes defendeu que o presidente escolha um procurador da carreira para a chefia do Ministério Público. Indagado sobre a lista tríplice feita pela categoria, Moraes alegou que isso não está no texto constitucional.



O Globo

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Cidade do interior do Piauí tem moeda própria: o cocal


Iniciativa nasceu da falta de agências bancárias. Comércio se beneficiou e até violência caiu.


Numa cidade do interior do Piauí, a falta de dinheiro tem outro motivo. São João do Arraial tem pouco mais de sete mil habitantes e a vida é bem diferente da maioria das cidades. A resposta para a maioria está na ponta da língua: cocal.

O cocal é uma moeda que só circula no município. Com esse dinheiro as pessoas pagam contas, recebem salários, Bolsa Família e até fazem empréstimos.

“A moeda é segura porque é inclusive aprovada pelo Banco Central e para cada cocal circulando no nosso município, nós temos R$ 1 no banco dos cocais”, explica João Alves da Cruz, controlador do município.

Há oito anos, São João do Arraial não tinha nenhuma agência bancária. Foi aí que surgiu o Banco dos Cocais e a moeda própria. Antes os moradores precisavam ir para as cidades vizinhas para ter acesso a serviços bancários. Com isso, o dinheiro acabava não circulando dentro do município.

Hoje os comerciantes só comemoram.

“O pessoal gasta aqui o cocal porque só vale aqui no município“, diz o comerciante Antônio de Molo Lima.

O cocal já representa cerca de 30% do dinheiro que circula na economia do município. E até comerciantes de outros estados já perceberam que, para se dar bem nos negócios é preciso receber a moeda local.

Seu Vitoriano, que é do Ceará, conhece bem esta história. Uma vez na semana ele vende frutas e verduras na feira da cidade.

“Se eu não receber eu vendo pouco. E recebendo ele eu vendo mais”, disse.

Bom para a economia e também para a segurança dos moradores. Assaltos só foram dois em 2015. E o efetivo policial é de três homens por plantão. O sargento Oliveira, responsável pela segurança, não descuida das rondas, mas confirma que a moeda é mesmo uma boa ajuda,

“Eu acho que chama menos a atenção dos bandidos”, disse.

Tiago Leifert defende Laércio nas redes sociais


Tiago Leifert foi parar nos trending topics do Twitter nesta segunda-feira (16), após comentar a prisão do ex-BBB Laércio, acusado de estupro de vulnerável.

O apresentador do “The Voice Brasil”, que já tinha defendido Laércio durante o “BBB”, pediu cautela com as acusações, chamando os internautas de “guerrilheiros das redes sociais”.
Em clima de ponderação, Leifert pediu que os internautas tomem mais cuidado e evitem “apedrejar” o curitibano.

“Quando se tem provas, excelente! Quando não se tem nenhuma, não se pode agir”, escreveu. Uma das supostas vítimas de Laércio enviou “printscreens” de conversas à polícia, o que pode ser considerado prova.

“O trabalho é da polícia, não de justiceiros de rede social”, continuou o apresentador, ressaltando a gravidade do

“perigo de ser injusto”. “Aqui você pode cobrar, gritar, mas não pode se tornar um guerrilheiro de rede social e correr o risco de ser injusto”.

As mensagens do apresentador acabaram causando ainda mais revolta no Twitter, uma vez que usuários lembraram de outra ocasião no “BBB”, na qual ele defendeu Laércio.

No programa, durante uma briga, Ana Paula havia chamado Laércio de “pedófilo” por ele ter dito que já se relacionou com meninas mais novas. Na época, Leifert disse que “chamar alguém de pedófilo é uma acusação muito séria”. Ele também minimizou as reclamações de Ana Paula sobre a forma com o Laércio encarava as participantes. “Vocês estão muito nervosinhos”, disse.

Internautas cobraram que Leifert fizesse uma retratação por ter defendido Laércio nas duas ocasiões. Ou que pelo menos, escolhesse se manter em silêncio diante da situação. Ele não respondeu às provocações.

Folhapress

A maldição: cúpula do PMDB que apoiou impeachment de Collor caiu em desgraça





Para quem acredita em bruxas, vale recordar o que aconteceu com a cúpula do PMDB que, em 1992, posicionou-se favoravelmente ao impeachment de Fernando Collor. Eis a cúpula naquele momento: Orestes Quércia (presidente do partido, acima, à direita),Mauro Benevides (presidente do Senado, no centro, à esquerda), Ibsen Pinheiro(presidente da Câmara, centro, à direita), Humberto Lucena (líder no Senado, abaixo, à esqueda), Genebaldo Corrêa (líder na Câmara, abaixo, à direita) e Ulysses Guimarães(acima, à esquerda).

Cerca de dois anos depois do impeachment Quércia estava em desgraça pelas revelações sobre corrupção em extensas reportagens; Lucena, cassado pelos calendários da gráfica do Senado; Benevides, citado na CPI do Orçamento e derrotado na eleição seguinte; Genebaldo renunciou para não ser cassado pela CPI dos Anões do Orçamento; Ibsen, cassado pela mesma CPI; e Ulysses, morto num acidente de helicóptero.

Lauro Jardim


quarta-feira, 11 de maio de 2016

Instagram atualiza ícones de seus apps, e libera novo layout





O Instagram, uma das redes sociais de fotos e vídeo mais populares do mundo, acaba de enviar uma atualização para seu app no iOS e Android, que além de novos ícones multicoloridos e com um design mais chapado — tanto para si quanto para todos os outros aplicativos da empresa (Boomerang, Layout e Hyperlapse — também liberou o novo design minimalista de layout em preto-e-branco que já havíamos comentado aqui antes. Confiram um vídeo promocional das novidades a seguir:


A companhia afirma que seu novo design na versão 8.0 deverá desviar menos a atenção dos usuários para o que realmente interessa — as fotos e vídeos — elevando a experiência de uso a um nível ainda melhor, tanto na visualização de mídia quanto na navegação.

De acordo com o Instagram, mais de 80 milhões de fotos e vídeos são compartilhados todos os dias na rede social. Com essa nova mudança, talvez ainda mais usuários passem a utilizar o aplicativo, que há muito tempo, não via nenhum tipo de novidade em relação ao seu design.

Resta saber se nessa nova versão a empresa já corrigiu a falha encontrada por um menino de 10 anos, a qual o Facebook pagou 10 milhões de dólares como recompensa no começo deste mês.

Para baixar o Instagram e conferir de perto todas as novidades, clique nos links a seguir:

RN tem 421 casos suspeitos de microcefalia e 106 confirmados; confira seis municípios com maior notificação



O aumento de 3 casos suspeitos de microcefalia em uma semana foi registrato no mais recente boletim da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), saindo de 418 para 421. As informações são do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) e relativas à 18ª Semana Epidemiológica (SE), encerrada no último sábado (7).

No RN são 106 casos confirmados, 265 em investigação e 50 descartados. Do total de casos suspeitos de microcefalia relacionados às infecções congênitas, 316 são de nascimentos ocorridos em 2015 e 91 são de nascimentos ocorridos até a referida semana. Os dados apontam que 4 casos foram de nascimentos ocorridos em 2014 e os demais estão entre os abortos e pré-natal .

Os casos descartados se enquadram na seguinte situação: descartados por apresentar exames normais, por apresentar microcefalia e/ou malformações congênitas por causas não infecciosas ou por não se enquadrar nas definições de casos de microcefalia.

Com relação aos casos que evoluíram para óbito, 4,3% foram após o parto ou durante a gestação (abortamento espontâneo ou natimorto). Segundo a classificação, 33% (6/18) permanecem em investigação e 67% (12/18) foram investigados e confirmados. Dos óbitos confirmados, 7 apresentaram resultado de exame de imagem com presença de alterações típicas indicativas de infecção congênita, e 5 foram confirmados por critério clínico-laboratorial – com identificação do vírus Zika a partir de amostras provenientes de dois casos de abortamento e dois recém-nascidos.

Os seis municípios do RN com maior notificação são: Mossoró: 88 casos (83 em investigação, 5 confirmados e nenhum descartado); Natal: 86 casos (26 em investigação, 31 confirmados e 29 descartados); Parnamirim: 35 (27 em investigação, 8 confirmados e nenhum descartado); Ceará Mirim: 13 (2 em investigação, 7 confirmados e 4 descartados); Baraúna: 12 (11 em investigação, 1 confirmado e nenhum descartado); Areia Branca: 11 (9 em investigação, 1 confirmado, 1 descartado); Macaíba: 11 (7 em investigação, 4 confirmados e nenhum descartado).



Blog do BG

Justiça em Natal ratifica decisão que limita ao teto remuneratório toda e qualquer vantagem pessoal


Para juiz, não é admissível que servidor público estadual perceba vencimentos brutos que excedam o subsídio mensal dos Desembargadores do Tribunal de Justiça, limitado ao percentual de 90,25% da remuneração dos ministros do STF

O juiz Airton Pinheiro, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, ratificou tutela antecipada concedida em ação ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte reconhecendo a inconstitucionalidade do art. 31 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT), da Constituição Estadual, que excepcionava do teto remuneratório o adicional por tempo de serviço e outras vantagens de ordem pessoal. A decisão determina o Estado e o Instituto de Previdência Estadual (Ipern) que promovam a limitação dos proventos ao percentual de 90,25% dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

A sentença foi proferida em ação civil pública ajuizada pelo MPRN, através da 44ª Promotoria de Justiça de Natal, em face do auditor fiscal aposentado Raimundo Nonato Pessoa Fernandes, do Estado, e do Ipern, por ter sido constatado que o servidor demandado vinha recebendo remuneração superior ao chamado “teto constitucional”, que no âmbito do Estado é o subsídio mensal, em espécie, dos Desembargadores do Tribunal de Justiça.

O processo nº 0806059-83.2014.8.20.500 é apenas um, dentre vários outros com o mesmo objeto, ajuizados pelo MPRN devido ao elevado número de servidores que recebiam remuneração acima do teto remuneratório no Rio Grande do Norte.

Para o Ministério Público Estadual, a Emenda Constitucional nº 11/2013, cujo conteúdo alterou o art.26, XI, da Constituição do Estado do Rio Grande do Norte, além de acrescer o art. 31, do ADCT, na parte que excepciona do teto remuneratório o adicional por tempo de serviço e outras vantagens pessoais, viola o art. 37, XI, da Constituição Federal, e arts. 9º e 17º, do ADCT, da Constituição Estadual.

Isso porque o Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu liminar nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI nº 5087 para suspender os efeitos de alterações inseridas na Constituição Estadual do Rio Grande do Norte que permitiam a incorporação ao subsídio de adicional por tempo de serviço e de vantagens pessoais recebidas até 31 de dezembro de 2003

Em sua decisão, o juiz Airton Pinheiro ressaltou que já há entendimento do STF (julgamento do Recurso Extraordinário – RE nº 609381), com repercussão geral reconhecida, de que a regra do teto remuneratório dos servidores públicos é de eficácia imediata e não resguarda direito adquirido ao regime jurídico anterior àqueles que se aposentaram antes da Emenda Constitucional Federal nº 41, admitindo a redução de vencimentos daqueles que recebem acima do limite constitucional.

“Por conseguinte, não se mostra admissível na ordem constitucional vigente que o servidor público estadual perceba vencimentos ou proventos (brutos) que excedam o subsídio mensal dos Desembargadores do Tribunal de Justiça, limitado ao percentual de 90,25% da remuneração dos Ministros do STF, incluído neste teto toda e qualquer vantagem pessoal ou de outra natureza, independente de quando tenha sido adquirida.”, traz a sentença do Juiz.

O magistrado também decidiu que o teto constitucional deve ser aplicado sobre o valor bruto da remuneração, sem os descontos do imposto de renda e da contribuição previdenciária. Ele destaca julgamento do Recurso Extraordinário – RE nº 675978, do STF, também com repercussão geral reconhecida, pacificando entendimento de que o teto constitucional não deveria ser aplicado sobre a remuneração líquida, como alegou o demandado.

MPRN

http://www.mprn.mp.br/portal/inicio/noticias/7419-justica-ratifica-decisao-que-limita-ao-teto-remuneratorio-toda-e-qualquer-vantagem-pessoal

Ateus querem processar SBT por causa de quadro



A Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) prepara um processo judicial e uma denúncia no Ministério Público contra o SBT. Para a entidade, houve demonstração de intolerância e de desrespeito aos ateus no “Programa Silvio Santos” de domingo (8). No quadro “Jogo dos Pontinhos”, os seis participantes se disseram contra o ateísmo. Filha de Silvio, Patricia Abravanel falou que “a gente fica muito miserável quando não acredita em Deus”. O SBT não quis comentar.

Mônica Bergamo, Folha de São Paulo

Petistas defendem que Dilma empurre a posse de Temer para a sexta-feira 13



Advogados e militantes do PT defendem que a presidente Dilma Rousseff não assine a notificação sobre a abertura de processo de impeachment contra ela pelo Senado nesta quinta (12), caso a sessão seja finalizada nesta quarta (11).

Depois de oficialmente comunicada, a presidente terá que se afastar automaticamente do cargo por até 180 dias, à espera do julgamento final dos parlamentares. Michel Temer toma posse imediatamente.

“Ela deveria assinar um dia depois. Nada mais apropriado do que um governo golpista assumir numa sexta-feira 13”, diz o advogado Marco Aurélio de Carvalho, coordenador do setorial jurídico do PT de São Paulo.

“Não se trata de protelação, ela vai assinar o documento, não há a menor dúvida, ainda que contrariada por ser afastada num processo sem nenhuma legalidade e sem a comprovação de que tenha cometido um crime sequer. Mas ela tem ao menos o direito de marcar, dentro da agenda dela, de presidente, o dia e a hora possíveis.”

A sugestão já foi encaminhada a ministros do governo, mas não há qualquer decisão a respeito.

Senadores acham difícil a ideia vingar porque já está sendo organizada uma grande manifestação para esta quinta (12), quando se imagina que Dilma deixará o cargo.

Eles consideram difícil manter a mobilização até a sexta-feira (13).

Mônica Bergamo, Folha de SP

terça-feira, 10 de maio de 2016

Como será a votação desta quarta


Veja como será a votação desta quarta (11) e os próximos passos em caso de abertura de processo contra Dilma

A) QUARTA (11) – VOTAÇÃO NO SENADO

>>O que será votado?
O plenário da Casa, formada por 81 senadores, votam sobre o processo de impeachment de Dilma deve ser aberto ou não

>>Efeito
Se a abertura do impeachment for aprovada, Dilma terá de se afastar do cargo temporariamente, por até 180 dias; o vice, Michel Temer, assume o governo nesse período

>>Como será a votação
Só ocorrerá se ao menos 41 dos 81 senadores estiverem presentes

WhatsApp lança versão do aplicativo para Windows e Mac



O WhatsApp anunciou nesta terça-feira, 10, o lançamento de uma nova forma de usar o mensageiro instantâneo pelo computador, alternativa ao já conhecido WhatsApp Web, que roda direto no navegador.

Trata-se de um aplicativo específico para computadores de mesa (desktops) e notebooks, que pode ser instalado em Windows 8 ou superior e Mac OS 10.9 ou superior.

O aplicativo é sincronizado com o WhatsApp no telefone. Para sincronizar as mensagens, o procedimento é o mesmo do WhatsApp Web: basta usar o próprio celular para escanear o QR code que aparece na tela do aplicativo no computador.

Para isso, o usuário deve abrir o app no telefone e procurar porWhatsApp Web em configurações. Feito isso, a câmera será ativada para que o QR seja escaneado.

Continua sendo necessário que o celular esteja conectado enquanto o aplicativo é utilizado no computador, assim como na versão que roda no navegador. O WhatsApp, no entanto, ressalta que a versão para Windows e Mac é compatível com as notificações da área de trabalho, além de ter melhores atalhos de teclado.

O aplicativo para Windows tem 61,5 MB, enquanto o programa para Mac tem 51,7 MB.


Prefeitura de Natal republica edital para concurso público da Saúde com retificações


O edital do concurso público para a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) foi republicado na edição desta terça-feira (10) do Diário Oficial do Município pela Prefeitura de Natal, com retificações. No total, são 1.339 vagas para cargos de níveis médio e superior, nas áreas administrativa e saúde, com vencimentos básicos que variam entre R$ 998,68 e R$ 5.062,63.

As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de maio, pelo site da CKM Serviços (www.ckmservicos.com.br). A taxa de inscrição para o nível médio é de R$ 15,00 e para o ensino superior é R$ 20,00. O concurso será composto por Prova Objetiva com 40 questões de múltipla escolha com quatro alternativas cada. Serão 15 questões de Conhecimentos Gerais, 15 de Legislação do SUS e 10 de Conhecimentos Específicos.

Conforme a publicação, as datas informadas para publicações e eventos relacionados ao certame, e constantes no Anexo I – Cronograma, são estimadas e podem ser alteradas conforme a disponibilidade da Prefeitura de Natal. No entanto, continuam mantidas, ou seja, a previsão é que as provas sejam aplicadas no dia 19 de junho e a divulgação do resultado final, no dia 29 de julho deste ano.

Vagas e vencimentos básicos


Estão sendo oferecidas 724 vagas para especialistas em saúde de nível superior, como assistente social (20), biólogo (6), biomédico (4), enfermeiro (190), enfermeiro do trabalho (2), farmacêutico (25), farmacêutico bioquímico (22), fisioterapeuta (6), fonoaudiólogo (8), nutricionista (12), odontólogo (45), odontólogo buco-maxilo-facial (2), odontólogo protesista (2), odontólogo ortodontista (2), odontólogo radiologista (2), odontólogo endodontista (2), odontólogo periodontista (2), psicólogo (16), sanitarista (10) e terapeuta ocupacional (2). Todos com remuneração de R$ 3.424,03 e carga horária de 40 horas, com exceção dos cargos de Enfermagem, que é de 30h.

Para a categoria médica, a remuneração é de R$ 4.601,17, com carga horária de 40 horas semanais, com vagas para alergologista (2), anestesiologista (12), angiologista (2), cardiologista infantil (2), cardiologista (2), cirurgião geral (8), clínico geral (127), médico da estratégia de saúde familiar – ESF (20), dermatologista (2), do trabalho (4), endocrinologista (2), endocrinologista infantil (2), gastroenterologia (2), geriatra (4), ginecologista (15), hematologista (2), homeopata (2), infectologista (2), mastologista (2), nefrologista (2), neonatologista (2), neuro cirurgião (2), neurologista (2), neurologista infantil (2), obstetra (20), oftalmologista (2), oncologista (2), ortopedista (4), ortopedista infantil (2), otorrinolaringologista (2), pediatra (19), pneumologista (2), pneumologista infantil (2), proctologista (2), psiquiatra (23), radiologista (2), reumatologista (2), ultrassonografista (2), urgencista (30), urologista (2) e médico veterinário (2).

Para os cargos de nível médio na área da saúde serão 504 vagas distribuídas nas seguintes vagas: auxiliar em saúde bucal, com 40 vagas e remuneração de R$ 998,68 e 40 horas, além de técnico de operação em Raio X (35), técnico em saúde bucal (5), técnico de enfermagem (390), técnico em enfermagem do trabalho (2), técnico em patologia clínica (26), técnico em prótese dentária (4) e técnico em saneamento (2), com remuneração de R$ 1.369,61 e carga horária de 40 horas, com exceção dos cargos da Enfermagem que são 30 horas.

Já na área administrativa, há 30 vagas ofertadas, sendo administrador (5), analista de sistema sênior (2), arte educador (1), contador (1), educador físico (10), educador social (3), estatístico (1), geógrafo (1) e pedagogo (2), com remuneração de R$ 2.396,01 e carga horária de 30 horas. Para os cargos de arquiteto urbanista (1), engenheiro civil (1), engenheiro do trabalho (1) e engenheiro eletricista (1), a remuneração é de R$ 5.062,63, também para 30 horas.

Já os de nível médio na área administrativa, o concurso oferece 81 vagas, divididas em: agente administrativo (50)) e auxiliar de farmácia (20), com remuneração de R$ 1.043,80. E técnico de nutrição (6), técnico em edificações (1), técnico em montagem e manutenção de microcomputadores e impressoras (2) e técnico em segurança do trabalho (2), com remuneração de R$ 1.060,84, todos com carga de 30 horas.



Blog do BG

Jogando cartas, presos do Pará filmam colegas e comemoram fuga como gol


Não parece uma penitenciária. Presos jogam cartas tranquilamente enquanto outros três se preparam para fugir. Ao som de pelo menos 19 tiros disparados, os detentos tentam pular o muro que dá acesso à rua. Quando conseguem, ganham apoio dos colegas como se tivessem feito um gol. “Aí”, grita um deles.

As imagens, supostamente filmadas por presos do Centro de Recuperação Regional de Altamira, sudoeste do Pará, foram divulgadas na madrugada desta terça-feira (10). A fuga de quatro presos no total foi registrada na última sexta (6), segundo o governo do Pará.

Procurada, a Susipe (Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado) informou ter conhecimento do vídeo e que abriu uma sindicância para apurar como o aparelho celular usado na gravação entrou no presídio.

O vídeo, com 40 segundos de imagens, mostra a ação de três dos presos tentando fugir. Primeiro, eles pulam um muro que separa as alas, atravessam o pátio, pegam uma escada e conseguem fugir pulando o muro da instituição.

Enquanto isso, presos param de jogar cartas para “torcer” para os colegas. Um deles passa em frente à câmara – aparentemente segura uma bebida.

“Vai, vai, vai”, grita um deles. “Vai, mano”, diz outro enquanto o trio não conseguia chegar ao topo do muro. Quando eles chegam à rua, o grupo comemora como se fosse um gol.

A fuga se dá enquanto os presos estão sozinhos no pátio, sem a presença de nenhum agente prisional. Na guarita também não há vigilância. Os tiros foram disparados pela PM, segundo o governo.

FUGAS E MORTE

Enfrentando uma crise de gestão, o Centro de Recuperação Regional de Altamira registrou, em apenas cinco meses, ao menos outras dez fugas. Um preso foi assassinado, outro foi espancado e um terceiro teria cometido suicídio.

Com capacidade para 192 presos, o centro abriga mais de 300. No último mês de março, familiares protestaram em frente ao presídio, denunciaram maus-tratos e a falta de segurança.

A Susipe informou em nota que, dos quatro presos que fugiram, um ficou ferido com os tiros da polícia, e foi levado para um hospital e outro foi recapturado. Os outros dois seguem foragidos.

A superintendência solicitou ainda ajuda da população para denunciar os foragidos por meio do Disque Denúncia (telefone 181 no Pará). “O sigilo é garantido”, diz a nota.



FOLHA PRESS

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Líder do PT no senado já admite derrota e oposição a Temer





A poucos dias da votação da abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff no Senado, o líder do governo na Casa, Humberto Costa (PT-PE), já adota um tom de oposição ao eventual governo do vice Michel Temer.

Em entrevista à Folha, Costa reafirma o discurso de golpe e de que o governo de Temer será ilegítimo. Diz, entretanto, que, na opinião dele, o PT deve evitar oposição radical. “Não vamos incendiar o Brasil”, afirma.

O senador, ex-ministro do governo Lula, faz ainda uma autocrítica em relação a erros cometidos pelo partido e pela presidente. “Dilma é uma pessoa que tem uma dificuldade de dialogar, de ouvir. Ela não se adaptou a um modo de fazer política que existe no Brasil.”

Folha – Em relação ao Senado, a previsão é de derrota na quarta-feira (11). Há uma esperança de que Dilma volte após o processo ou é irreversível?

Humberto Costa – Depois que sai [a presidente] e o cara [Temer] tem a caneta, apoio da mídia, não é muito fácil ela voltar, mas é um cenário novo. Acho que dependerá muito de como vai ser o governo dele, a reação dos movimentos sociais, da sociedade. Como presidente da República, não era o que as pessoas queriam. Quem foi para a rua não foi para tirar Dilma e botar Temer.

Setores do PT e de movimentos sociais defendem um comportamento radical em relação a um governo Temer. O senhor concorda?

Primeiro, a gente tem que dizer que vai fazer oposição, não faz nenhum sentido imaginar que o PT vai colaborar com um governo que é fruto de um golpe contra o PT. Não há essa hipótese de sentar para conversar com o Temer. Agora, eu acho que até pelo fato de que o PT foi governo por 12, 13, quase 14 anos, não pode fazer uma oposição como a oposição fez a nós, aquela coisa descompromissada, de quanto pior melhor. Eles vão propor mudar a política do salário mínimo?

Fala-se da possibilidade de Temer procurar o PT para um diálogo após assumir o cargo. Há espaço para isso?

Não vejo não. Não vamos incendiar o Brasil, mas não faz sentido isso. O cara fez parte do nosso projeto, do governo, exerceu influência dentro do governo, e, ao mesmo tempo, fez uma aliança com nosso maior adversário para nos derrubar, e isso cria uma situação muito difícil para diálogo.

Não reconhecemos a legitimidade desse governo, que usurpou o poder, não vejo o PT se dispor a sentar com ele. Lógico que não vamos fazer oposição ao Brasil. Ninguém imagina, ou pelo menos eu defendo, que o PT vai propor pauta-bomba, nem fazer jogo de corporativismo.

Mas o PT tinha um comportamento de “Fora FHC” no governo tucano. Não vai repetir com “Fora Temer”?

Acho que o PT aprendeu com a experiência de governo. Eu defendo que a nossa oposição seja muito em cima de proposta. Não vamos fazer uma oposição em abstrato, como “ah, derruba o Temer”. Se a gente quer avançar, vai ter que ser em cima das visões das concepções.

A presidente Dilma propôs a CPMF. Se Temer tentar aprová-la, como vocês vão agir?

Só posso falar por mim, porque o PT vai discutir isso. Temos que denunciar a política que eles faziam antes: “está vendo como estávamos certo?”. Entendíamos que, sem novos tributos, você não consegue estabelecer o equilíbrio. Então a oposição que eles fizeram foi hipócrita, irresponsável.

Acho que a CPMF é uma contribuição que afeta menos os mais pobres, mas temos que ver para onde vai isso aí. Pessoalmente acho que a gente pode discutir e aprovar, dependendo para o que seja. Se for para fazer superavit primário, não foi isso que a gente defendeu.

Vocês usam o discurso do golpe, mas onde o governo e a Dilma erraram para chegar a essa situação?

Eu acho que tem os erros do PT. Acho que o PT surgiu do ponto de vista político para construir uma nova cultura política num país que sempre foi marcado pelo mandonismo, fisiologismo, assistencialismo. No entanto, o PT, ao chegar ao poder, de certa forma se adaptou à estrutura existente.

Os governos viravam correias de transmissão dos partidos. No caso do PT, o partido virou correia de transmissão do governo, deixou de propor suas políticas, propostas. O partido foi pelo caminho mais fácil, não enfrentou outras coisas. A questão do monopólio da mídia, da democratização dos meios de comunicação.

Mas o governo do PT se envolveu em escândalos de corrupção, como mensalão e Lava Jato. O tesoureiro e o marqueteiro do partido estão presos. Não houve desvio de conduta?

Pode existir gente que se beneficiou pessoalmente. Ou gente que, mesmo no interesse do partido, possa ter concordado com algumas práticas que nunca foram as que o PT defendeu. Por isso que digo, do ponto de vista estrutural, a questão é essa. É o PT não ter entendido que tinha que ter patrocinado outro modelo, outra cultura.

Quando o senhor fala PT, fala da presidente Dilma também?

Dilma é uma pessoa que tem uma dificuldade de dialogar, de ouvir, é o perfil dela, com todo o respeito. Ela não se adaptou a um modo de fazer política que existe no Brasil. Não estou falando que tinha que fazer qualquer concessão à corrupção, nada disso. Mas no Brasil, nesse modelo de presidencialismo de coalizão, você tem que ter uma relação que tem que conviver e ter ao seu lado gente que pensa e age de maneira diferente.

Tem algumas coisas que são simbólicas na política. Essa coisa de fazer o diálogo, de conversar. Ela não tem esse perfil. É muito diferente de Lula. E infelizmente isso vale muito mais do que a gente pensa.

Mas a culpa não é só da presidente. Existe uma mea culpa da base do governo, não?

Acho que talvez a gente não tenha sido incisivo o suficiente para fazer mudar a maneira de ela [Dilma] pensar.

Talvez porque vocês não acreditavam em reverter o cenário e o PT nunca morreu de amores pela Dilma…

Nós engolimos muita coisa em nome do governo, de apoiar o governo, de estar do lado do governo, de não criar cizânia para não aproveitarem uma eventual divergência.

A nomeação do Lula para a Casa Civil foi um erro?

Acho que foi correto e acho que essa vinda do Lula para o governo deveria ter acontecido há muito mais tempo. Na verdade, o que levou a um agravamento da crise foi tornar público aquelas gravações em relação a Lula, a delação do Delcídio do Amaral. Eu diria que Michel Temer tem que agradecer 50% a Eduardo Cunha e 50% a Sérgio Moro [juiz da Lava Jato] por ele ser presidente agora.

O senhor é investigado pela Lava Jato. Indo para a oposição, não teme o aprofundamento das investigações?

Para mim, não. Há um ano e dois meses uma investigação foi aberta contra mim. Já foram ouvidas dezenas de pessoas, não conseguiram provar nada contra mim, não consigo entender por que esse inquérito não termina.

Lula é nome do partido para as eleições de 2018?

Lula não tem nenhuma obrigação de ser o candidato do PT. Tem toda condição política de dizer que não quer. Foi presidente duas vezes, elegeu a sucessora duas vezes. Ele não tem obrigação.

Lógico que uma pessoa que depois de sofrer o bombardeio que sofreu, ainda hoje ter percentuais nas pesquisas de opinião que são maiores que outros, não é um nome que vai se descartar, mas o PT tem que pensar em outras alternativas.

Uma alternativa seria aliança?

Até o momento não vejo um nome que desponte no campo da esquerda com capacidade de ganhar, mas tem gente boa aí na área, você pega um cara como o Fernando Haddad [prefeito de São Paulo], se ganhar a eleição em São Paulo, vai se tornar um nome nacional, principalmente num momento de dificuldade.

Um nome que respeito na esquerda é o Ciro Gomes, mas não é o perfil que vejo para ganhar. Marina Silva não vejo no campo da esquerda.