quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Mãe de Cazuza detona novela teen da Globo Malhação por “informações erradas” sobre Aids





Mãe de Cazuza, Lucinha Araújo usou seu Facebook para criticar Malhação, da TV Globo. Ela, que é presidente da Sociedade Viva Cazuza, criticou a forma como a novela aborda o HIV.

O comentário ocorreu após a personagem Luciana (Marina Moschen) tomar um coquetel preventivo após trombar com Henrique, que é soropositivo. A sequência foi considerada irresponsável pela mãe do cantor, que faleceu vítima da doença.

Leia o desabafo na íntegra:

“Como se não bastassem todos os problemas que nós brasileiros estamos sofrendo, ainda temos que ver em pleno ano 2015 o programa ‘Malhação’, da TV Globo, prestar um desserviço à saúde pública. Há 10 anos vemos os novos casos de Aids aumentando entre jovens, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, por transmissão sexual. Depois de 30 anos de trabalho para combater o preconceito e informar corretamente as formas de transmissão do HIV, vemos um programa destinado ao público jovem aconselhar soropositivos a não praticar esportes, a mostrar um médico receitar medicamento antirretroviral numa situação onde dois jovens dão uma cabeçada é no mínimo de chorar. Que se queira ganhar dinheiro com sensacionalismo já é duro, mas dar informações erradas é um pouco demais. Deixo aqui minha indignação, meu repúdio e a vergonha que senti ao saber que o trabalho que a Viva Cazuza, as ONG’s/Aids e todas as campanhas governamentais de prevenção ao longo de 30 anos vão por terra de uma maneira tão irresponsável. O mínimo que espero seria um novo episódio com a devida correção”.

R7, via Obvservatório da Televisão

Segurança Pública apresenta o plano da Operação Reveillon para Região Metropolitana

A Secretaria de Estado da Segurança Púbica divulgou na manhã desta quinta-feira (31) o plano de operações para o Reveillon 2016 com a distribuição do efetivo para as atividades ostensivas nos locais de realizações de shows na Região Metropolitana e reforço nas ações de fiscalização preventivas do Corpo de Bombeiros.

O Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) atuará com um efetivo de 216 policiais militares e 36 veículos, entre automóveis e motocicletas, além do Regimento de Polícia Montada (RPMon). O policiamento nas áreas Sul, Norte, Leste e Oeste ocorrerá normalmente, sendo empregado um reforço extra nas praias do Meio, Ponta Negra e Redinha, em Natal, Pirangi do Norte e no Bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim.

Está previsto a atuação integrada dos efetivos do Batalhão de Choque (BPChoque), dos 1º, 3º, 4º e 5º Batalhões de Polícia Militar, das Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTUR), Proteção Ambiental (CIPAM), de Policiamento Feminino (CPFEM), Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e do Regimento de Polícia Montada (RPMON), que serão distribuídos nos locais de eventos, proporcionado uma maior segurança no festejo de fim de ano aos cidadãos do Rio Grande do Norte.

O Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) também reforçará o efetivo nas rodovias estaduais bem como nos locais de realizações de eventos festivos em todo o Rio Grande do Norte. Os cinco distritos rodoviários estaduais realizarão trabalhos de prevenção e fiscalização de trânsito garantindo a segurança dos usuários das vias, de forma educativa e repressiva, para prevenir a prática de infrações e acidentes de trânsito.

O quantitativo policial está sendo definido, com base na necessidade de cada evento e a partir de dados já existentes, tomando como referência as ações desenvolvidas no ano passado, com adaptações a situação atual da segurança no trânsito. Serão empregados além do efetivo normal de serviço, um incremento de policiais com o pagamento de diárias operacionais, que permitirão uma melhor fiscalização das vias com o patrulhamento ostensivo e a realização de barreiras itinerantes, em horários diversos.

O Corpo de Bombeiros Militar (CBMRN) disponibilizará pelos menos seis guarda-vidas nas praias do Meio e Ponta Negra e manterá quatro equipes do Serviço Técnico de Engenharia (Serten) de plantão para realização de vistorias nos locais em que haja queima de fogos e em hotéis que estejam realizandos eventos. Estes profissionais estarão distribuídos na Região Metropolitana, Touros, Pedra Grande, Vera Cruz, Nova Cruz e Tibau do Sul, bem como atendendo à possíveis denúncias que surgirem. Os serviços de salvamento, combate a incêndios e atendimento pré hospitalar continuam normalmente.

Os serviços da Polícia Civil não sofrerão alteração, mantendo normalmente os atendimentos das Delegacias de Plantão das zonas Sul e Norte da capital.

Adolescente é salvo pelos guarda-vidas do Corpo de Bombeiros em Pipa



O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN), por meio do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), realizou nessa quarta-feira (30) mais um salvamento aquático no litoral potiguar. Desta vez, o adolescente Fernando Sivi Tito, de 15 anos, morador de Natal, estava sendo levado por uma corrente marítima, na praia do Amor, em Pipa, quando foi resgatado, sem gravidade, pelos guarda-vidas da Força Nacional.

A maior presença de bombeiros no litoral potiguar neste verão, em função da prorrogação do prazo de permanência dos militares da Força Nacional, reforço concedido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, garantiu a rápida ação e o salvamento de mais um banhista nas praias do Rio Grande do Norte.

“Uma vida não tem preço e por isso todos os investimentos que são realizados no Corpo de Bombeiros são revertidos da melhor maneira possível, ou seja, com vidas salvas!”, disse o Capitão Marcos Miranda, comandante do GBS.

Ao logo de 2015, foram realizados 54.221 atendimentos envolvendo resgate de vítimas, atendimento pré hospitalares, advertências, orientações, busca de cadáveres, entre outros. Também foram registrados mais de 200 salvamentos aquáticos, tendo as praias da Redinha (33), Meio (29), Buzios (23), Areia Preta (21), Ponta Negra (18), Do Amor (18), Artistas (12), Forte (12), Barra (10) e Genipabú (8), registrado o maior número de ocorrências desta natureza.

Também foram registrados três mortes por afogamento nas praias de Buzios, Areia Preta e outra na Grande Natal (sem uma praia definida no relatório) ou seja, uma redução equivalente a 70% quando comparado com 2014.

Buscando prevenir acidentes no litoral, os bombeiros intensificaram ações de orientação e advertência, em que o guarda vida aborda diretamente o banhista para falar sobre os riscos de afogamento e das condutas de segurança pertinente ao local do banho. Nestes atendimentos, foram realizados 48.760 orientações e 5.109 advertências.

O trabalho do Potiguar 01, aeronave da Secretaria de Segurança do Estado, também tem se destacado nas ações de salvamento do litoral, bem como nas ações de prevenção através do patrulhamento aéreo na orla.

Jovem é morto após ser retirado a força de culto em São Gonçalo do Amarante


É destaque no portal 190 RN. Um jovem de 19 anos, foi assassinado na noite dessa quarta-feira (30) na cidade de São Gonçalo do Amarante, após dois homens o retirarem de um culto e efetuarem vários disparos de arma de fogo de fora da igreja.

Segundo a notícia, testemunhas disseram que os dois homens entraram na igreja muito nervosos e puxaram a vítima pelo braço para o lado de fora e sem muita conversa efetuaram os disparos que tirou a vida do jovem de 19 anos.

A motivação para o crime ainda é desconhecido pelas testemunhas e pela Polícia. O caso será investigado pela Polícia Civil da cidade.

http://190rn.com/regiao-metropolitana/2015/12/dupla-tira-homem-do-culto-e-o-matam-em-sao-goncalo-do-amarante/

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Estudo revela que usar esmalte pode engordar





Existe uma imensa quantidade de coisas que comemos e que podem contribuir para o ganho de peso. Mas você sabia que o esmalte que usamos também pode influenciar nos quilinhos a mais na balança? A revelação chocante é de um estudo recente publicado pela Universidade de Duke, nos Estados Unidos.

De acordo com os pesquisadores, o fosfato de trifenila, uma substância presente na maioria dos esmaltes, está fortemente ligada ao hormônios.

O excesso dessa substância altera o organização hormonal e pode levar ao aumento de peso, além de afetar o desenvolvimento neurológico e até mesmo o ritmo de crescimento durante a puberdade.

Segundo a co-autora do estudo, Kate Hoffman, essa descoberta indica uma necessidade de reformulação das leis que dizem respeito à venda de comésticos. “Precisamos nos certificar de que todos os componentes são seguros antes de colocá-los à venda e expor o corpo das pessoas a eles”, alerta.

O fosfato de trifenila, chamado também de TPHP ou trifenilfosfato, foi encontrado em cerca de 1500 esmaltes dos 3000 testados no estudo. A princípio, a recomendação é verificar o rótulo da embalagem e evitar os produtos que contenham a substância.

Vila Mulher

Mulher que pesa 360 kg é resgatada de casa em Natal com ajuda de bombeiros


É destaque no portal G1-RN. Uma mulher que pesa cerca de 360 quilos precisou ser resgatada de casa na manhã desta terça-feira (29) com ajuda de bombeiros e profissionais do Samu em Cidade Nova, bairro da Zona Oeste de Natal. Os bombeiros foram acionados pela família da mulher, que tem 52 anos, após a cama onde ela estava se quebrar. Na queda, segundo os bombeiros, a vítima chegou a fraturar o braço esquerdo.

Confira todos os detalhes com foto aqui

Polícia Militar prende homem com arma de uso restrito em Touros



Policiais da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar (2ª CIPM) prenderam na manhã desta terça-feira (29) um homem identificado como André Lamonier dos Santos Santana, de 30 anos, após ser flagrado com uma arma de fogo na cidade de Touros.

A PM patrulhava a cidade a cidade quando se deparou com André Lamonier e durante a abordagem foi encontrada a arma .40 de uso restrito da Polícia Militar. Diante do flagrante, ele foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Touros para os procedimentos cabíveis.



Blog do BG

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

O que a traição de Fabíola diz sobre nossa sociedade



“Vamos por um fim a esse vergonhoso ranço e câncer na nossa boca, mente e coração – a humilhação pública, o bullying virtual, a banalização e objetificação da vida humana e da mulher, em particular”.

O trecho faz parte do manifesto (veja na íntegra ao fim da página) escrito por Leonardo Lopes da Silva, poeta e autor do livro “A Língua do Pulsar”, publicado pela Chiado Editora, e ressalta a importância de fazermos uma avaliação sobre o caso Fabíola, ocorrido em Minas Gerais.

No último dia 15 de dezembro, um vídeo viralizou na web ao entregar uma jovem surpreendida pelo marido na saída do motel com um amigo da família. As imagens do flagra levantaram uma questão que ultrapassa os limites da traição.

Serve como discussão a respeito do reflexo de uma sociedade machista na qual ainda vivemos, uma vez que o caso acabou servindo de trampolim para piadinhas infames sobre a “vitima”, que não trata-se do marido traído.

“A necessidade de escrever este texto advém do mais profundo asco e frustração diante dos vários retrocessos, ou mesmo total estagnação, no campo da valorização da mulher na sociedade como um ser humano, e todos os direitos que isso garante”, ressalta.

Fabíola traiu, mas também foi traída ao ter a vida exposta sem a sua autorização. Mais que isso, ela foi vítima do autoritarismo do marido, que pode ter feito tudo de caso pensado. Isso cabe à justiça comprovar e punir de acordo com os meios legais, mas e quanto à jovem? Seu nome virou sinônimo de piada, enquanto que a expressão “ir à manicure” uma espécie de sinônimo para “ir ao motel”.

Quantas Fabíolas precisam surgir para que a mulher deixe de ser punida?

Se a rede não tem limites, os internautas parecem ter menos ainda. A web virou uma espécie de tribunal, onde a pessoa é julgada, condenada e, o que é pior, ridicularizada diante do universo virtual. No caso da Fabíola, pode-se dizer que a jovem é o mais novo alvo do bullying virtual. A partir do momento que as imagens do flagra percorreram as redes sociais, a jovem passa a sofrer violência.

“Os meios de comunicação eletrônicas acabam por nos ressecar as vistas, os corações, e o impulso de ver-se refletido na mulher humilhada e espezinhada, no bebê abandonado no lixo, no cão escaldado e abandonado, na natureza em chamas, ele torna-se cada dia mais fraco, até desaparecer”, opina.

Chamada levianamente de “vagabunda”, as chances de ter sua reputação marcada de forma negativa pelo resto da vida são imensas e, talvez, irreversíveis. Por outro lado, Léo, o rapaz com quem se envolveu, fica conhecido apenas de “traíra”.

Afinal, é de conhecimento público que em uma sociedade falso puritana como a nossa uma mulher para ser bem vista precisa se mostrar casta, enquanto que o homem deve comprovar sua virilidade para ser respeitado.

“Nem o Estado nem a sociedade como um todo parecem atentar para isso, então o resultado é mais casos de abusos contra a mulher, mais violência, mais desrespeito. E nada parece ser feito a respeito”, finaliza Leonardo.

Manifesto defende Fabíola e tantas outras mulheres humilhadas publicamente

Depois de 18 anos de registros poéticos que exaltam o feminino, Leonardo Lopes da Silva se revoltou diante do apedrejamento moral de Fabíola.

Por isso, de Moscou, o autor lançou um manifesto que enxerga o juízo dos brasileiros acerca de Fabíola como consequência da nossa falta de empatia. Com ela todos veriam um pouco de suas almas refletidas, assim como no bebê abandonado no lixo, no cão deixado e na destruição da natureza. Confira na íntegra:

“Quando levamos ao público alguém que dissemos ter amado para apedrejamento em praça pública, é legítimo dizer que houve uma real aliança entre o homem e ‘sua’ mulher?

Uma expressão máxima de amor, exprimida diante de Deus e dos homens, ou apenas a confirmação de um contrato de posse de um bem inalienável, não transferível?

O senhor da casa toma e também descarta o que não mais presta para ele. Todos nós afirmamos ter adquirido a educação e os valores religiosos e morais necessários para ir além do instinto tribalista e paternal.

Mas ainda estamos no meio da turba ruidosa, suada e disforme, no meio da tarde modorrenta em que mais uma mulher é submetida a um julgamento sumário que se passa há mais de 2000 anos.

A mulher ora leva cuspes, ora é chutada, despida, torturada. Há quem queira atear fogo nela, há quem queira mutilar a sua genitália, cortá-la, reduzi-la ao não – humano, um saco de carne apodrecida.

A mãe do mal original. No centro de toda esta comoção, o Mestre continua a escrever com o seu dedo na terra. O que será que ele escreve? De ti? De mim? Das ‘testemunhas’? Do acusador? Da humilhada? Dos fariseus e dos escarnecedores?

Quantas vezes mais Ele terá de repetir as mesmas palavras, neste eterno, enfadante e torturante ‘Feitiço do Tempo’ a que ele mesmo se submeteu por nós, para nos ensinar a amar, achar compaixão, ir além da terra e do pó, da mesquinhez e da hipocrisia? Da nossa majestade de lama, domínio de pés de barro, de princípios de cinza e churume?

Atire a primeira pedra! Porém antes, tire essa trave do seu próprio olho. Olhe para dentro de si, dentro do interior do seu sepulcro caiado. A sua essência. Parta em silêncio, em profundo silêncio.

Aterrorizado com o fato que no fundo, não somos tão diferentes daqueles bárbaros. Dos que mutilam os corpos de mulheres. Nós mutilamos também. Muito mais fundo.

Onde estão os teus acusadores, Fabíola? Ninguém te condenou? Eu também não te condeno. Vai, e não peques mais. Vamos por um fim a esse vergonhoso ranço e câncer na nossa boca, mente e coração – a humilhação pública, o bullying virtual, a banalização e objetificação da vida humana e da mulher, em particular”.

Na Telinha – UOL

ITEP registra 39 mortes no feriado prolongado de Natal


O feriado do Natal no Rio Grande do norte foi marcado por 35 mortes violentas, entre acidentes de trânsito e homicídio por arma de fogo, com destaque para três acidentes graves que chocaram o interior do Estado.

Na manhã da sexta-feira (25) uma grave acidente deixou seis pessoas mortas na BR-226, entre os municípios de Serra Caiada e Tangará. Na manhã do sábado, quatro adultos e duas crianças morreram em um grave acidente envolvendo um caminhão e um veículo de passeio, na BR 427, nas proximidades do Sítio Umari, zona Rural da cidade de Caicó.

Já na manhã do domingo mais três pessoas morreram em um acidente na RN 226 entre as cidades de Parelhas e Jardim do Seridó, com o registro de mais duas mortes durante o final de semana nas estradas do Estado, totalizando 15 ocorrências de acidentes de trânsito com vítima fatal.

Ainda no feriado prolongado de Natal, foram registrados 24 homicídios sendo sete casos em Natal, quatro na Região Metropolitana e 12 no interior, sendo quatro na cidade de Mossoró.

Entre as cidades que registraram ocorrências de homicídios estão Areia Branca, Apodi, Caguaretama, Pedro Velho, Santa Cruz, Pedro Avelino, Angicos, São Gonçalo do Amarante, Parnamirim, Ceará-mirim, Macaíba e São José de Mipibú.

O ultimo caso registrado, foi na manhã desta segunda feira(28), onde os populares encontraram um cadáver por trás do 2º Distrito de Polícia Rodoviária Estadual (2º DPRE). Segundo informações da Polícia Militar, um popular passar no local e visualizar o homem caído, acionando do os policiais do 2º DPRE, que foram no local e constataram a existência do cadáver.

190 RN

http://190rn.com/interior/2015/12/itep-registra-39-mortes-no-feriado-prolongado-de-natal/

ABC anuncia os primeiros contratados para temporada 2016; confira listão e fichas dos 11 reforços


O elenco abecedista iniciou os treinamentos de pré-temporada em preparação para a disputa das competições de 2016 na tarde desta segunda-feira (28), a partir das 15h30, no CT Alberi Ferreira de Matos. Na ocasião, o treinador alvinegro, Narciso, e a comissão técnica começaram os trabalhos com 17 jogadores. Além do goleiro Willian, do zagueiro Jerfeson, do volante Márcio Passos, dos meias Erivélton e Chiclete e do atacante Alvinho, que permanecem da temporada 2015, 11 reforços se apresentaram para início das atividades.

Os novos contratados chegaram a Natal (RN) neste domingo (27) e na manhã desta segunda-feira (28), e seguiram direto para a Concentração Jorge Tavares de Morais. Os reforços são: os goleiros Rafael Copetti e Jota, o zagueiro Gabriel, o lateral esquerdo Hugo, os volantes Zaquel, Fernando e Alexandre, os meias Bida e Jean Theodoro e os atacantes Nando e Amoroso.

Confira a ficha técnica dos reforços:

Rafael Copetti Fernandes – Rafael Copetti
Posição: Goleiro
Nascimento: 04/04/1991 (24 anos)
Naturalidade: Chapecó (SC)
Altura: 1m95 Peso: 97 kg
Clubes: Internacional/RS (2009-2011), União de Leiria/Portugal (2011-2012), Benfica/Portugal (2012-2013), Vasco/RJ (2014) e Bragantino/SP (2015).

Jonatan Piccoli Silveira – Jota
Posição: Goleiro
Nascimento: 29/08/1993 (22 anos)
Naturalidade: Esteio/RS
Altura: 1m90 Peso: 88 kg
Clubes: Grêmio/RS (2011-2014), Boa Esporte/MG (2014) e Porto/PE (2015).

Hugo Figueiredo Pereira – Hugo
Posição: Lateral esquerdo
Nascimento: 18/05/1992 (23 anos)
Naturalidade: São Paulo (SP)
Altura: 1m83 Peso: 80 kg
Clubes: Palmeiras/SP (2009-2011), CSE/AL (2012), CRAC/GO (2013), Cerâmica/RS (2013-2014), Ríver/PI (2015) e Boa Esporte/MG (2015).

Gabriel Francisco Macedo Neto – Gabriel
Posição: Zagueiro
Nascimento: 18/08/1989 (26 anos)
Naturalidade: Ituaçu (GO)
Altura: 1m87 Peso: 80 kg
Clubes: Novo Horizonte/GO (2008), Itauçu/GO (2008), Inhumas/GO (2008), Trindade/GO (2009), Itauçu/GO (2009), União Rondonópolis/MT (2010), Goianésia/GO (2010), Vila Nova/GO (2011), Veranópolis/RS (2011), União Rondonópolis/MT (2011), Boa Esporte/MG (2012), Penapolense/SP (2013), Icasa/CE (2013), Ponte Preta/SP (2014), Vila Nova/GO (2014), Linense/SP (2015) e São Carlos/SP (2015).

Everson Fernando Gomes – Gomes
Posição: Volante
Nascimento: 28/09/1993 (22 anos)
Naturalidade: Presidente Prudente (SP)
Altura: 1m82 Peso: 82 kg
Clubes: Corinthians/SP (2011-2012), Bragantino/SP (2012), JMalucelli/PR (2013), Portuguesa/SP (2014), Guaratinguetá/SP (2014) e JMalucelli/PR (2015).

Zaquel José de Oliveira – Zaquel
Posição: Volante
Nascimento: 26/07/1985 (30 anos)
Naturalidade: Ipojuca (CE)
Altura: 1m81 Peso: 77 kg
Clubes: Botafogo/PB (2010), São José/RS (2011), Boa Esporte/MG (2011), Novo Hamburgo/RS (2011-2013), Cerâmica/RS (2013) e Botafogo/PB (2013-2015).

Alexandre Floriano Lopes – Alexandre
Posição: Volante
Nascimento: 10/08/1995 (20 anos)
Naturalidade: Içara/SC
Altura: 1m80 Peso: 80 kg
Clubes: Criciúma/SC (2009-2014), Botafogo/RJ (2014) e Criciúma/SC (2015).

Valmir Roseno Santos – Bida
Posição: Meia
Nascimento: 02/08/1984 (31 anos)
Naturalidade: Itajuípe (BA)
Altura: 1m81 Peso: 87 kg
Clubes: Ipitanga/BA (2005), Vitória/BA (2005-2007), Santos/SP (2008), Vitória/BA (2008-2011), Atlético/GO (2011-2013), Ponte Preta/SP (2014), Vila Nova/GO (2014) e Serrano/BA (2015).

Jean Theodoro Sobrinho – Jean Theodoro
Posição: Meia
Nascimento: 25/02/1993 (22 anos)
Naturalidade: Poá (SP)
Altura: 1m76 Peso: 79 kg
Clubes: Corinthians/SP (2009-2012), Flamengo/SP (2012), Corinthians/SP (2013), Avaí/SC (2013), Camboriú/SC (2014) e Hartberg/Áustria (2015).

Luis Fernando Batista – Nando
Posição: Atacante
Nascimento: 08/03/1988 (27 anos)
Naturalidade: Araçatuba/SP
Altura: 1m85 Peso: 78 kg
Clubes: Mogi Mirim/SP (2009-2010), Santo André/SP (2010), Mogi Mirim/SP (2011), ASA/AL (2012), Mogi Mirim/SP (2013), São Bento/SP (2014), Mogi Mirim/SP (2014), Linense/SP (2015), Campinense/PB (2015) e Nacional/AM (2015).

Rafael Ferreira Souza de Oliveira – Amoroso
Posição: Atacante
Nascimento: 05/08/1989 (26 anos)
Naturalidade: São Paulo (SP)
Altura: 1m83 Peso: 77 kg
Clubes: São Caetano/SP (2007-2008), Paulista/SP (2008), São Caetano/SP (2009), Oeste/SP (2009), Juventude/RS (2010), Palmeiras B/SP (2010-2013), Comercial/SP (2015) e Caldense/MG (2015).

Com informações do site do ABC

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Servidores do ITEP emitem nota de esclarecimento sobre greve


Os servidores do Instituto Técnico-Científico de Polícia encerraram a greve nesta quinta-feira (17) e decidiram emitir uma nota de esclarecimento à população potiguar para explicar os motivos que levaram à paralisação. Confira abaixo a nota na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O SINPOL/RN vem a público esclarecer os reais motivos que levaram os servidores do ITEP a realizarem greve de 14 a 17 do corrente mês.

Há 9 anos os servidores do ITEP/RN decidiram lutar pelo Estatuto para a legalização e moralização do órgão, o que é imprescindível já que ao longo de décadas o ITEP tem sido alvo de todo tipo de politicagem e cabide eleitoral.

Com a minuta do Estatuto pronta desde 2013, o governador Robinson não cumpriu com a promessa de campanha de enviar o texto para a Assembleia Legislativa, pior, alterou a minuta trazendo graves prejuízos aos trabalhadores.

Além de não serem enquadrados e perderem os direitos já conquistados, mais de 90% dos servidores terão perdas reais quando se aposentarem, já que seus salários reduzirão em torno de 40 %.

A minuta defendida pelos trabalhadores e feita pelo Governo passado, diferente do que prega o Governo atual, não possui qualquer ilegalidade ou imoralidade, até porque enquadra os servidores do ITEP/RN com base em outras leis estaduais. Como é o caso das Leis Complementares 182/2000 e 425/2010 do Ministério Público, 431/2010 da Procuradoria Geral do Estado, 430/2010 da Controladoria Geral do Estado, 420/10 da Secretaria de Tributação do Estado.

Cumprindo a lei de greve e mantendo integralmente os serviços inadiáveis realizados pelo ITEP, na tarde ontem, os servidores foram mais uma vez surpreendidos com a ameaça do envio à Assembleia Legislativa do texto que prejudica mortalmente os servidores do ITEP.

Encurralados, os servidores do ITEP numa atitude de desespero, se deslocaram em massa para frente da Governadoria numa tentativa de sensibilizar o Governo a não enviar minuta, e assim prejudicar suas vidas e famílias, situação que ocasionou a paralisação momentânea de todos os serviços que estavam sendo mantidos.

Após horas de manifestação, o Governo resolveu ceder, suspendendo o envio da minuta e agendando reunião para o próximo dia 21/12 (segunda) com o Governador, fato esse que motivou a categoria a encerrar a greve do ITEP, tendo todos os serviços sido plenamente reestabelecidos a partir das 12h do dia 17/12.

A partir de agora, esperamos que o Governo assuma uma nova postura e pare de massacrar os servidores, ressaltamos que tal situação foi ocasionada exclusivamente pelo Governo Robinson.

O Sinpol e seus filiados cumprem a Lei de Greve! Lamentamos profundamente os fatos ocorridos nos últimos dias e pedimos desculpas à população do RN pelos transtornos ocorridos.

Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN – SINPOL/RN

WhatsApp deve R$ 12,7 milhões em multas à Justiça brasileira



Antes de ter sido bloqueado no Brasil inteiro, o WhatsApp já havia sido multado por descumprir ordens judiciais. A empresa nunca pagou a multa, que já chega a R$ 12,7 milhões e continua valendo.

A cifra foi revelada ontem pelo Jornal Nacional. Em conversa com a polícia, o programa informou que, quando o WhatsApp se recusou a ajudar em investigações, a juíza que acompanha o caso deu prazo de 48 horas para o cumprimento de ordem judicial e estabeleceu multa de R$ 100 mil por dia.

Quatro meses se passaram sem que o WhatsApp se manifestasse, então a Justiça mandou interromper o serviço.

O caso, conforme noticiado ontem aqui no Olhar Digital, envolve investigações sobre latrocínio, tráfico de drogas e o Primeiro Comando da Capital – facção criminosa que age nos presídios de São Paulo. Os investigadores acompanhavam três suspeitos quando perceberam que elas não se comunicavam por telefone, e sim por WhatsApp; pediram, então, ajuda da empresa, que os ignorou.

O bloqueio durou cerca de doze horas e foi revertido na tarde de ontem sob determinação de um desembargador que considerou a medida exagerada, uma vez que afetou 100 milhões de usuários no Brasil – e até em alguns países vizinhos.

Olhar Digital, UOL

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Ator global Humberto Martins revela que não faria um gay na TV e gera polêmica



VÍDEO AQUI

Começam a pipocar nas redes sociais reclamações sobre o ator Humberto Martins devido às declarações dadas por ele à revista ‘Quem Acontece’ que chegou hoje às bancas.

Martins tem sido acusado de homofobia por causa da resposta que deu quando perguntado se faria papel de gay numa novela. Ele contou que só faria um personagem homossexual no teatro ou no cinema.

“É uma questão comercial. A TV aberta não comporta esse tipo de escalação. Vai ficar falso, é novela. E novela é a retratação da realidade. Você não consegue fazer sal virar açúcar”, afirmou o ator.

Martins disse que já interpretou dez policiais. “Como pegar um cara assim e fazer dele uma bicha?”, afirmou.

Rede TV(VÍDEO)

R7, texto

Brasil estreia na Copa América do Centenário em estádio do tetra


Os organizadores da Copa América do Centenário, que será disputada em 2016 nos Estados Unidos, divulgaram nesta quinta (17) a tabela da competição. O torneio reunirá 16 equipes das Américas do Sul, do Norte e Central entre 3 e 26 de junho.

O Brasil, um dos cabeças de chave, estará no Grupo B e fará sua estreia no palco em que foi campeão do mundo em 1994 -o estádio Rose Bowl, na cidade de Pasadena, na Califórnia. O jogo será no dia 4 de junho.

No dia 8, a seleção atuará em Orlando, na Florida, no Orlando Citrus Bowl, e no dia 12 em Foxborough, na região de Boston, no Gillette Stadium.

Na final da Copa de 1994, o Brasil bateu a Itália por 3 a 2 na decisão por pênaltis, a primeira da história dos Mundiais, depois de 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. Depois da Copa, o Brasil esteve no Rose Bowl em março de 2001, durante amistoso com vitória por 2 a 1 sobre os Estados Unidos.

O Brasil foi escolhido um dos cabeças de chave por mérito esportivo. Os outros são Estados Unidos, no Grupo A, como país-sede, a Argentina, no D, como melhor sul-americano do ranking Fifa em dezembro, e o México, no C, pela importância histórica e regional.

O coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, disse no fim de novembro que a seleção brasileira disputará a Copa América com o time principal.

Como será realizada pouco mais de dois meses antes da Olimpíada do Rio, havia a possibilidade de a seleção olímpica, formada na sua maioria por atletas de até 23 anos, ser usada na Copa América –somente três jogadores acima dessa idade podem disputar a competição.

A Copa América do Centenário comemorará os 100 anos da Conmebol. A competição esteve ameaçada de não acontecer devido às denúncias, do Departamento de Justiça dos EUA, de que houve pagamento de propinas a dirigentes sul-americanos para a venda dos direitos comerciais da competição a uma empresa chamada Datisa.

O sorteio que definirá os grupos das 12 seleções restantes vai ocorrer no início de 2016, com base no último ranking da Fifa deste ano, explicou a Concacaf.

Folha Press

Pleno do TJRN encerra amanhã (18) ano judiciário com balanço de ações e homenagens


O Pleno do Tribunal de Justiça do RN realiza amanhã (18), às 10h, sessão solene para a entrega das medalhas Valor Judiciário Seabra Fagundes e do Mérito Judiciário Amaro Cavalcanti – mais altas honrarias concedidas pelo Poder Judiciário potiguar. O evento marca também o encerramento do ano judiciário de 2015. O presidente Claudio Santos fará um pronunciamento, onde apresentará um balanço das ações empreendidas por sua gestão durante o ano de 2015.

Serão agraciados com a medalha Seabra Fagundes o desembargador aposentado Deusdedith Maia; o advogado e procurador Hélio Santiago; e o tabelião Armando de Lima Fagundes (post-mortem). A medalha Amaro Cavalcanti será entregue ao professor Meroveu Pacheco Dantas e ao tabelião Alínio Cunha de Azevedo (post-mortem).

A última personalidade a receber a medalha Seabra Fagundes foi o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal, no último mês de outubro, ao participar da instalação das audiências de custódia no RN.



Blog do BG

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

PASMEM: Justiça determina bloqueio do Whatsapp em todo Brasil por 48 horas





As operadoras de telefonia celular receberam determinação judicial nesta quarta (16) para bloquear o funcionamento do aplicativo WhatAapp em todo o território nacional por 48 horas.

As teles, por meio do Sinditelebrasil, afirmam que cumprirão a determinação judicial que passa a valer a partir de 0h desta quinta (17).

A medida foi imposta sob pena de multa pela Justiça de São Paulo por meio de uma medida cautelar, mas o autor da ação está mantido sob sigilo.

As teles já vinham reclamando ao governo que é preciso regulamentar o serviço do aplicativo, que faz chamadas de voz via internet. Para elas, esse é um serviço de telecomunicações e o WhatsApp, e demais aplicativos do gênero, não poderiam prestar porque não são operadores.

Recentemente, o presidente da Vivo, Amos Genish, disse em um evento que o aplicativo prestava um serviço “pirata” e defendeu regulamentação.

Folha Press

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/12/1719934-justica-determina-bloqueio-do-whatsapp-em-todo-brasil-por-48-horas.shtml?cmpid=twfolha

Senado aprova legalização de jogo do bicho e cassinos


A Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional (CEDN) concluiu nesta terça-feira (16), em turno suplementar, votação favorável ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 186/2014, que regulamenta a exploração dos jogos de azar. A proposta autoriza o funcionamento no país de cassinos e bingos, além de legalizar jogos eletrônicos e o jogo do bicho.

O texto aprovado foi o substitutivo proposto pelo relator, senador Blairo Maggi (PR-MT). O projeto, que faz parte da Agenda Brasil, recebeu decisão terminativa e por isso segue agora diretamente para análise na Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso — endossado por pelo menos nove senadores — para que a decisão final seja em Plenário.

A pauta da Agenda Brasil foi articulada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, com os líderes partidários para incentivar a retomada do crescimento econômico do país. Na Câmara já atua uma comissão especial que também examina proposta de legalização dos jogos de azar.

Seguridade

Segundo o autor do projeto, senador Ciro Nogueira (PP-PI), o Brasil deixa de arrecadar em torno de R$ 15 bilhões anuais por causa da falta de regulamentação dos jogos de azar. No texto agora aprovado, ele definiu os tipos de jogos que podem ser explorados, os critérios para autorização e regras para distribuição de prêmios e arrecadação de tributos — destinados à seguridade social.

Na visão do autor, “é no mínimo incoerente dar um tratamento diferenciado para o jogo do bicho e, ao mesmo tempo, permitir e regulamentar as modalidades de loteria federal hoje existentes”. De acordo com Ciro, para cada um real hoje gasto com jogos legais, dois são aplicados em outros mantidos na ilegalidade.

— O país está enfrentando uma situação que vinha sendo colocada debaixo do tapete. A gente não poderia continuar fingindo que não existe o jogo clandestino, sem que a sociedade tenha o menor benefício quanto a isso — afirmou.

Políticos

Blairo acatou emenda do senador Benedito de Lira (PP-AL) que restringe a autorização para explorar jogos às pessoas jurídicas que comprovem regularidade fiscal. Outra emenda acolhida, do senador Otto Alencar (PSD-BA), que preside a comissão especial, veda aos políticos com mandatos a exploração de jogos de azar.

— Particularmente, acho que o político é igual a todo mundo. Mas, para resguardar e dar mais transparência, acatamos essa sugestão — afirmou Blairo na votação da semana passada.

Para Otto, o projeto atende ao que pensa a maioria da população sobre os jogos. Ao justificar seu apoio, ele citou o colega Antonio Anastasia (PSDB-MG), que apontou, na reunião passada, o funcionamento dos jogos, de modo legal, em países com alto padrão de desenvolvimento.

— Se dá certo no Canadá, nos Estados Unidos, Alemanha e França, por que não pode dar certo no Brasil? — questionou.

Polêmica

A aprovação do projeto, no entanto, não contou com apoio unânime. Na semana passada, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) se posicionou de modo contrário dizendo que o jogo “concentra renda”, ao tirar dinheiro de muitos em favor de apenas um ganhador”. Para o senador, práticas ilícitas envolvendo drogas e prostituição podem ser estimuladas com a regularização do jogo.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) se absteve da votação, apontando que tinha “muitas dúvidas” sobre o projeto. Ela disse que não se tratava de uma questão partidária ou de governo, mas opinou que o projeto deveria ser discutido de forma mais profunda.

— Geralmente, a questão do jogo incentiva outras atividades que podem causar impactos negativos na sociedade — afirmou.

Apesar dos questionamentos, o projeto foi aprovado na quarta-feira passada por 8 votos a favor e 2 contrários, além de uma abstenção. No turno suplementar, o objetivo era apenas apreciar novas emendas ao texto, exigência para projetos terminativos aprovados em comissões na forma de substitutivo. Porém, nenhuma emenda foi apresentada ao longo da última semana.

Regiões

O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) chegou a sugerir que os cassinos fossem autorizados somente nas regiões menos desenvolvidas e fora das capitais. Assim, por exemplo, eles não poderiam ser instalados nas Regiões Sul e Sudeste. A emenda foi rejeitada pelo relator. Depois, ao ser votada em destaque por toda a comissão, foi vencida novamente.

Blairo Maggi afirmou, em seu relatório, que “é desejável a iniciativa de se regulamentar o jogo de azar no Brasil”. Ele admite que a atividade tem sido exercida, ainda que de modo ilegal. Para o relator, a ilegalidade acaba desencadeando outro efeito perverso: os recursos obtidos com a exploração do jogo servem para a corrupção de agentes públicos.

Com a regulamentação, ele acredita que será possível “extirpar” o problema da corrupção que hoje existe e, ao mesmo tempo, assegurar aumento expressivo das receitas públicas”, sem que isso importe em incremento da carga tributária dos demais contribuintes.

Congresso em Foco, UOL

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/senado-aprova-legalizacao-de-jogo-do-bicho-e-cassinos/

ESPN pode propor troca ao Esporte Interativo entre Inglês e Champions





A partir da próxima temporada, a ESPN Brasil terá os direitos exclusivos do Campeonato Inglês, adquiridos em setembro deste ano após intensa disputa.

Porém, o canal esportivo da Disney planeja uma proposta audaciosa para o futuro. Segundo informações obtidas pelo NaTelinha, a ESPN Brasil planeja propor uma troca para o Esporte Interativo. O canal da Disney envia os direitos de jogos do Campeonato Inglês, que é uma das principais ligas de futebol do mundo, e o Esporte Interativo, em troca, cederia a transmissão de alguns jogos da UEFA Champions League para a ESPN, o que seria a volta da emissora a transmissão do principal torneio de clubes do mundo.

O negócio seria bom para a ESPN, porque traria de volta o evento, e seria bom para o Esporte Interativo, que teria um campeonato forte e regular para transmitir aos fins de semana, onde sua programação ainda tem uma lacuna grande. Dentro da ESPN, segundo fontes ouvidas pela reportagem, a estratégia é vista como interessante, mas a maioria diz que ela só dará certo – e isso se for apresentada para apreciação do EI – somente se o canal esportivo da Turner entrar nas principais operadoras de TV por assinatura, como Net, Sky e Claro TV.

Procurada pelo NaTelinha, ESPN Brasil negou qualquer tipo de acordo com o Esporte Interativo neste sentido por enquanto. Já o EI e a Turner dizem que não comentam especulações

UOL

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Assembleia aprova inclusão de Arês e Goianinha na Região Metropolitana de Natal

Os deputados da Assembleia Legislativa aprovaram, na manhã desta terça-feira (15), projeto de lei que inclui as cidades de Arês e Goianinha na Região Metropolitana de Natal (RMN). O conglomerado é composto por Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Extremoz, Ceará-Mirim, São José de Mipibu, Nísia Floresta, Monte Alegre, Vera Cruz, Maxaranguape e Ielmo Marinho.

O documento, de autoria do deputado estadual Dison Lisboa (PSD), busca reunir vantagens aos dois municípios. De acordo com o propositor, uma vez incluídos, a integração regional com os demais municípios será facilitada, bem como a gestão do desenvolvimento urbano será aperfeiçoada, com as políticas públicas definidas em conjunto. O projeto segue tramitação e agora aguarda sanção governamental.

As duas cidades possuem Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) parecidos: Arês com coeficiente 0,606 (2010) e Goianinha com um índice um pouco mais elevado, de 0,638 (2010). Os dois municípios contam, juntos, com um produto interno bruto, a preços correntes, de R$ 420 milhões, sendo R$ 234 milhões em Arês e R$ 186 milhões em Goianinha, conforme pesquisa divulgada pelo IBGE em 2012.

Mais Projetos

Outros projetos também foram apreciados na sessão plenária desta terça-feira. A mensagem governamental 038/2015 que transforma cargos públicos de provimento em comissão vinculados ao Gabinete Civil do Governo do Estado foi aprovada pela unanimidade dos deputados presentes.

Também foi reconhecida como de utilidade pública a Associação das Empresas Transportes Intermunicipais de Passageiros do Estado do Rio Grande do Norte (TRANSPASSE). O deputado Tomba Farias (PSB) é autor da proposta.

Através de iniciativas da Mesa Diretora da Casa, o auditório da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte passa a ser denominado “Auditório Deputado Cortez Pereira” e a sala de redação passa a ser denominada de Luciano Herbert. Por iniciativa do presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), o Salão Nobre da entrada principal da Casa passa a ser denominado deputado Iberê Ferreira de Souza.

Com informações da ALRN

Júri na Grande Natal é suspenso por comprometimento de jurados


O juiz convocado do Pleno do TJRN, Ricardo Tinoco, autorizou a suspensão do julgamento da sessão do Tribunal do Júri, que estava marcada para esta terça-feira (15), na Comarca de Monte Alegre, até um julgamento definitivo do pedido de desaforamento (n° 2015.019880-6) feito pelo Ministério Público. O pleito foi feito diante do comprometimento da imparcialidade de alguns jurados, que votariam sobre a condenação ou inocência de Paulo Cézar Magalhães Júnior, acusado de homicídio e corrupção de menores.

Segundo a denúncia do MP, nos autos do processo nº 0101293-83.2013.8.20.0144, o réu, na companhia do adolescente J. B.O., efetuou disparos de arma de fogo em via pública, matando Rômulo Rafael de Azevedo.

O Pedido de desaforamento teve, dentre outros motivos, o fato de que, na tarde do dia 11 de dezembro de 2015, chegou ao conhecimento da Promotoria a informação de que uma vereadora do Município, que é tia da vítima, havia procurado uma das juradas sorteadas para o referido Júri, Andressa Rafaela da Silva, a fim de tratar do julgamento do réu Paulo César.

A testemunha declarou junto ao Órgão Ministerial que se sentiu pressionada por fazer parte da lista de jurados. Além disso, destacou que ouviu de outros jurados o mesmo receio de participar desse julgamento, por conhecerem as duas famílias. Além disso, declarou que a jurada Ana Cristina Arruda é tia do réu e já conversou com a ela sobre o caso.

O Ministério Público destacou, ainda, que a jurada Antônia Aparecida da Silva relatou à Promotora do caso que por conhecerem as duas famílias, os jurados certamente iriam votar de acordo com seus círculos de amizade.

Por fim, destacou que Maria José Batista, avó do adolescente J.B.O (comparsa do réu) e mãe da namorada do réu, Paulo César, é professora municipal de Monte Alegre. Desse modo, uma vez que nove jurados são professores do Município, devem conhecer a avó do adolescente e sogra do réu.

O réu, por sua vez, sustentou não ter efetuado os disparos e que não tinha consciência do propósito do adolescente, o qual aponta como sendo autor dos disparos.

TJRN

Brasileiros estão entre os mais cotados para colonizar Marte; saiba por quê


A NASA abriu nessa segunda-feira, 14, um espaço para que astronautas americanos se candidatem a missões na Estação Espacial Internacional,na órbita lunar e, eventualmente, em Marte. No caso do planeta vermelho, porém, ainda há um problema a ser resolvido: os altos níveis de radiação.
Um veículo espacial até pode ser blindado para determinados níveis de radiação, e a base em Marte poderia ser construída no subsolo, de forma que vários metros do solo fossem usados como proteção contra o efeito. Mesmo assim, na hora de explorar a superfície do planeta, apenas a roupa espacial não seria suficiente.

Uma das possíveis soluções para o problema seria recorrer a astronautas acostumados a lidar com um nível de radiação mais alto. Na cidade de Ramsar, que fica localizada ao norte do Irã, os níveis são os maiores da Terra, cerca de 80 vezes maior que a média mundial.

E onde entra o Brasil nesta história? Pois saiba que por aqui também existem lugares com altos níveis de radiação natural, como é o caso das praias próximas a Guarapari, no Espírito Santo. O mesmo acontece em Yangjiang, na China, e em Karunagappally, na Índia.

Por enquanto a NASA está considerando apenas candidatos norte-americanos para a futura missão a Marte. Mas, na eventualidade de a agência espacial buscar pessoas mais adaptadas à radiação do planeta vermelho, brasileiros, indianos, chineses e iranianos poderiam entrar na mira do ambicioso projeto.

Olhar Digital, UOL

A cidade pernambucana que controlou o Aedes aegypti com peixinhos



Piabas são usadas por agentes de combate de endemias para evitar surgimento de novos mosquitos em Itapetim

Há quase quatro anos, a população da cidade de Itapetim, no sertão pernambucano, está sem água nas torneiras. São abundantes as caixas d’água espalhadas pelas ruas e dentro das casas, à espera de receber água para as atividades básicas.

O cenário — clima quente e bastante água parada — é propício para a reprodução do mosquito Aedes aegypti. Em abril desse ano, Itapetim (a cerca de 400 km de Recife) chegou a ter o índice de infestação pelo mosquito (LIRAa) mais alto do Estado de Pernambuco – 13%, ou seja, 13 imóveis com focos em cada 100.

O índice é considerado satisfatório quando é menor do que 1%. Com focos de reprodução do mosquito em mais do que 3,9% dos imóveis, o Ministério da Saúde considera que o município está em risco para dengue.

O corte dos repasses estaduais e federais para o combate ao mosquito, segundo as autoridades locais, fez com que a cidade apelasse para um “exército natural” contra o mosquito que transmite a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus – as piabas, peixinhos de água doce que medem entre 4 e 5 centímetros.

“Entramos na internet e vimos um estudo feito no Rio Grande do Norte. Um colega nosso que já tinha trabalhado em outra cidade com esse método da piaba disse que lá eles conseguiram controlar os mosquito. Eu o contatei e ele veio nos ajudar a fazer o mesmo”, disse à BBC Brasil Edinaldo Hollanda, agente de saúde da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e coordenador de Combate às Endemias no município.

“Começamos a colocar as piabas no mês de abril e fizemos o trabalho até julho. Em setembro, notamos que o índice do nosso município tinha baixado muito, para 1,2%. Agora, estamos em 2,4%, menos do que no mesmo período no ano passado. O pessoal da regional (10ª gerência regional de saúde, que dá apoio a 12 municípios na área) quase não acreditava. Deu tanto resultado que até hoje continuamos colocando peixes nas casas.”

Segundo Hollanda, os peixes são colocados em reservatórios fechados e abertos: tonéis, caixas d’água e principalmente cisternas, já que o Aedes aegypti prefere lugares escuros e com água parada para se reproduzir.

“Ele solta seus ovos nas paredes do depósito e quando você volta a colocar água, os ovos eclodem. A piaba se alimenta dos ovos e impede que virem novos mosquitos.”

Em busca do peixe

A técnica vinha sendo estudada em universidades de Estados nordestinos e aplicada pontualmente em cidades pequenas desde o início dos anos 2000, com diferentes graus de sucesso. Mesmo assim, não substitui o uso do larvicida (produto químico que mata as larvas do mosquito na água) e é vista com ressalvas pelo Ministério da Saúde, que diz haver risco de diarreia caso os peixes sejam colocados na água para beber.

“Colocamos apenas uma piaba em cada reservatório de até 200 litros. Em cisternas maiores, de três a cinco mil litros, colocamos cerca de cinco. Monitoramos as casas para saber se havia ocorrências de diarreia e não tivemos nenhum caso”, afirma Hollanda.

O cloro na água que chega com os caminhões-pipa fornecidos pelo Estado foi um dos primeiros obstáculos ao projeto, já que matava imediatamente os peixes que já estavam nos reservatórios. Inicialmente, era preciso substitui-los semanalmente.

Agora, a prefeitura pede que os moradores retirem os peixes antes de encher seus reservatórios e esperem até cinco horas para colocá-los novamente. É o tempo em que os níveis de cloro da água caem o suficiente para não prejudicá-los, segundo o coordenador.

Todos os dias, os nove agentes de endemias do município saem da secretaria de saúde com cerca de 20 “kits de piabas”, com cinco peixinhos cada, para visitar residências na cidade.

“Em cada casa que chegamos, usamos uma piaba ou duas, a depender do tamanho do reservatório. Então às vezes você usa até dois kits em uma residência. A gente usa em torno de 2 mil a 2.500 piabas por semana”, diz Hollanda.

O problema agora é conseguir os peixes para continuar o trabalho, diante de um novo surto de dengue que já começa a se manifestar na região.

“O peixe não é vendido aqui, então começamos a procurá-lo nos açudes que ainda tinham água. Estávamos capturando as piabas em Teixeira, na Paraíba, que fica a 30 km daqui. Mas eles acabaram, porque o açude está secando. Fizemos um criadouro aqui, mas também já acabou o estoque.”

“Agora vamos comprar em outra cidade na Paraíba, a cerca de 200 km de Itapetim. Para não interromper o projeto, vamos comprar onde tiver.”

Em entrevista à BBC Brasil, o secretário de Saúde de Pernambuco, Iran Costa, disse estar interessado no sucesso de Itapetim com as piabas e que um grupo de estudo está pesquisando a possibilidade de realizar a mesma técnica em outras cidades do Estado.

“Existem estudos que mostram que algumas dessas técnicas são efetivas em locais pontuais, mas não sabemos se funcionam em escala”, afirmou.

Insuficiente

Para o biólogo da Unicamp Carlos Fernando Salgueirosa, especialista em dengue e em controle de insetos de importância médica, as técnicas de controle biológico, como a dos peixes, não são eficientes se o objetivo é erradicar o mosquito – que é o objetivo determinado pelo Ministério da Saúde.

“O controle biológico não serve para vetores, para um mosquito que transmite uma doença que causa microcefalia. Você precisa ser mais sério, mais rígido e eliminar as populações em bairros”, diz.

“Esse tipo de controle só serve para reduzir a população de um ‘inimigo’ para um valor aceitável. Mas um índice de infestação baixo de Aedes aegypti ainda mantém a transmissão de doenças. Onde está o sucesso do método?”

Outros predadores naturais do mosquito – como lagartixas, aranhas e libélulas – também costumam ser citados em reportagens e blogs como aliados no combate ao mosquito, mas, segundo Salgueirosa, aumentar a presença deles nas casas não tem nenhum efeito prático.

No caso dos peixes que se alimentam das larvas, estudos mostram que seu efeito é pontual e em grupos muito pequenos, diz o especialista.

“O ser humano é o principal agente de controle biológico. A coisa funciona quando é baseada na comunidade. Não dá para pensar nisso (na técnica dos peixes) nem para uma cidade de cinco mil pessoas”, afirma.

“Tampar os reservatórios com tampa rígida ou touca de tela. Esse é o principal enfoque que se pode dar para o combate ao mosquito. Dessa forma, não haverá larvas.”

De Itapetim, Edinaldo Hollanda rebate as críticas: “Sabemos que tampar os reservatórios é o ideal, mas sabemos que as pessoas não fazem essa parte”.

“Tem casas aqui com 50 baldes de água. Pedimos que as pessoas coloquem plástico ou um pano por cima, mas chegamos lá uma semana depois e está tudo destampado. No ano passado, conseguimos telas da Funasa e as colocamos em todas as caixas d’água na cidade. Mas o pessoal do caminhão-pipa, que vem colocar água, rasgava as telas. O trabalho foi perdido.”

“Nós usamos o larvicida, que combate, e fazemos campanhas educativas. Mas usando o peixe, que é uma ferramenta a mais, não vamos combater mais? Não vemos mosquitos nas casas aqui, e éramos cheios de Aedes. Diminuiu muito o número de focos”, afirma.

Mobilização

Segundo Jussara Araújo, secretária municipal de Saúde, o projeto não foi divulgado pela cidade no início “porque se tivéssemos um surto de diarreia ou coisa assim, o município poderia ser penalizado”.

As autoridades decidiram apostar as fichas no projeto e afirmam que ele foi o responsável pelo controle do surto, mas não antes que cerca de 500 pessoas fossem atingidas. Dos casos notificados, apenas 175 foram confirmados como dengue. Não houve resultados relativos à zika e à chikungunya.

Desde novembro, a cidade de 13.900 habitantes já têm 11 notificações de microcefalia – má-formação em bebês que pode ser causada por infecções contraídas ainda na barriga da mãe -, que está sendo associada ao zika vírus. E mais podem aparecer.

“Ainda temos muitas mães que não deram à luz, mas tiveram manchas vermelhas na pele (um dos sintomas característicos do zika) quando estavam grávidas”, afirma.

Agora, o município se prepara para enfrentar uma nova infestação do Aedes aegypti, que volta a atividade no período de chuvas do início do ano, com o acúmulo de água em calhas, muros e utensílios domésticos, além dos próprios reservatórios dos moradores.

Por causa da crise econômica, a administração decidiu reduzir o salário do prefeito em 30%, o do vice-prefeito em 20% e os dos secretários em 15%.

Parte do dinheiro economizado está sendo usada nas campanhas de mobilização pelo combate ao mosquito, na compra das piabas e na contratação dos agentes de combate às endemias da cidade – de acordo com a portaria de julho do Ministério da Saúde, Itapetim tem direito a apenas três campanhas com recursos do governo federal. Atualmente, o município tem nove campanhas pagas integralmente pela prefeitura e pretende contratar mais nos primeiros meses de 2016.

“Além dos salários dos agentes, tem as despesas com fardamento e material de trabalho. Não estamos recebendo material, ficamos sem o larvicida por três meses e só na semana passada voltamos a receber. Se não fossem os peixes, como é que íamos trabalhar?”, diz a secretária de Saúde.

UOL

Justiça determina reabertura do Ceduc Pitimbu


A juíza Daniela Simonetti Meira Pires de Araújo, em substituição legal na Vara da Infância e Juventude de Parnamirim, determinou a reabertura do Centro Educacional (Ceduc) Pitimbu. A decisão da magistrada expressa que o retorno ao funcionamento da unidade deve ocorrer de forma parcial e gradual. Ela observa que o Centro poderá receber até o limite de dez internos a partir da data da decisão. Não será admitida a transferência de adolescentes de outras unidades do Estado para o Ceduc, neste primeiro momento. A liberação para novas vagas no prédio ocorrerá somente após serem cumpridas pelo Estado do Rio Grande do Norte as providências de recuperação e melhorias na estrutura da edificação, apontadas pelo Corpo de Bombeiros Militar.

A magistrada deu prazo de 24 horas para que o Estado cumpra com o fornecimento do quantitativo mínimo de profissionais necessários ao funcionamento adequado do Centro. Ela determinou que o Ceduc disponha de quadro com dois psicólogos, dois assistentes sociais, um educador para cada grupo de cinco adolescentes em cumprimento de medida, um pedagogo, um coordenador técnico, um diretor e profissionais habilitados para desenvolver atividades de saúde, educação, esporte e lazer.

Segundo a decisão, a não observação do limite de dez vagas para recebimento pelo Ceduc Pitimbu pode ensejar crime de desobediência. A decisão judicial levou em conta os direitos fundamentais dos socioeducandos, alicerçados no art. 4º do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e no art. 5º da Constituição Federal.

O caso

Sem condições de cumprir sua finalidade de contribuir para a recuperação da clientela, o Ceduc Pitimbu foi interditado em 29 de agosto de 2012 por não ter a mínima condição de funcionamento e na época não haver a demonstração de que suas mazelas seriam corrigidas, segundo relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O local não dispunha de condições de habitação, salubridade e higiene e além disso, oferecia risco à integridade física e psíquica dos internos.

Transcorridos três anos de interdição total da unidade, foram realizadas pelo Governo do Estado obras para torná-la habitável e segura, o que levou a Vara da Infância de Parnamirim a determinar a realização de novos laudos que atestaram a possibilidade de reabertura das instalações.

“Verifica-se que a unidade passou por grande reforma, tendo havido considerável melhoria nas suas condições físicas, apesar da necessidade, há demonstrada, de que algumas questões pontuais sejam solucionadas, o que não impede a sua abertura e funcionamento, tanto que o Corpo de Bombeiros firmou TAC com a FUNDAC e o MP concedendo prazo para a realização das adequações (…)”.

(Processo nº 0107121-86.2014.8.20.0124)

TJRN

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Detento passa em 5 faculdades, mas é impedido de estudar por Justiça do DF



Com 34 anos de idade e preso há 15, João* pode ser considerado um expert dos vestibulares. Entre 2013 e 2015, ele ganhou cinco bolsas de estudos em faculdades do Distrito Federal. Ganhou, mas não levou. Apesar de deixar a penitenciária, em Brasília, diariamente para trabalhar como auxiliar administrativo, a Justiça não o liberou para sair do local para estudar.

Por causa de decisão judicial, que alega que João* não cumpriu o 1/4 da pena (de 72 anos por roubo de carros e formação de quadrilha) necessário para conseguir a liberação, ele perdeu as quatro bolsas que conseguiu pelo Prouni: duas em relações públicas (em 2013 e 2014) e duas em educação física (em 2014).

Se não conseguir ser liberado em três meses, João* (que há três anos cumpre a pena no regime semiaberto) deve perder a bolsa que conseguiu no curso em que sempre quis cursar: direito. Aprovado no primeiro semestre deste ano por meio de uma seleção entre detentos, ele está com a matrícula trancada até janeiro.

Como ele foi considerado reincidente (por mais de uma condenação), ele só terá direito a saída temporária com ¼ de pena. A última esperança dele é que a Justiça reconsidere um pedido de unificação de pena que foi negado: “Fui punido em dez processos diferentes e por isso deu uma pena tão grande”. A unificação acarretaria em redução de pena e faria com João* garantisse o ¼ necessário para estudar.

Se sofrer nova negativa, terá que esperar muito tempo para poder estudar. “Cumpri 15 e ganhei um de remição (redução) por ter estudado na prisão. Faltariam dois anos para chegar a ¼ da pena”, explica.

João* diz que mesmo com um revés não vai parar de estudar, mas lamentará: “Quando começar a minha liberdade, eu vou tentar construir meu futuro de novo. Mas sinto que estou perdendo tempo. E dois anos é muito tempo e não sei se consigo uma vaga em direito de novo”.

História

João* conta que começou a se envolver com “pessoas que não prestam” na adolescente e isso o levou para realizar alguns crimes. Aos 19 anos, ele foi condenado a 72 anos de prisão por roubo de carros e formação de quadrilha. “Todos os crimes cometi em três meses. Foi uma besteira que eu fiz e desde então não cometo crimes”.

À época, ele havia cursado até a sétima série do ensino fundamental. Na prisão, ele terminou de cursar o fundamental e fez o ensino médio. Aí surgiu a vontade de fazer uma faculdade: “Lá dentro, a ociosidade força a gente a ocupar a mente com alguma coisa. Entre o produtivo e o não produtivo, optei pelo produtivo. Então resolvi estudar”. Ele aponta que utilizava todo o tempo livre para poder estudar.

Sobre o futuro, ele diz que espera se formar para conseguir se reinserir da melhor forma na sociedade. “Quero o curso também para me preparar para o mercado de trabalho. Podiam levar em conta a questão social. Liberado da prisão todo mundo é. É melhor voltar para a rua socializado”, afirma.

*Para preservar a sua imagem, o entrevistado preferiu não se identificar

UOL

PT foi ‘real beneficiário’ de empréstimo fraudulento do Banco Schahin, diz Lava Jato





O Ministério Público Federal afirmou nesta segunda-feira, 14, que o PT foi o ‘real beneficiário’ de um empréstimo de R$ 12 milhões tomado, em 2004, pelo empresário e pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, junto ao Banco Schahin. Em denúncia contra Bumlai e outros 10 investigados, a Procuradoria da República afirma que o empréstimo foi fraudulento e teria sido ‘pago’ ao Grupo Schahin por meio de um contrato de US$ 1,6 bilhão de operação do navio-sonda Vitoria 10000, da Petrobrás.

“Ato de ofício da Petrobrás vendido em troca da quitação do empréstimo, ou seja, o PT tinha uma dívida com a Schahin e o pagamento dessa dívida se daria mediante ato de ofício da Petrobrás feita com o Grupo Schahin”, disse o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, procurador da República Deltan Dallagnol.

A denúncia detalha a operação e aponta que ao empréstimo de R$ 12 milhões se somaram outras transações. “Em que pese tomado formalmente em nome de José Carlos Bumlai, o empréstimo se destinava ao PT, sendo tal fato de conhecimento das partes envolvidas, tendo ocorrido, aí, interposição fraudulenta com a celebração de documentos falsos para encobri-la. Ademais, o empréstimo de alto valor foi feito sem garantias reais.”

Bumlai, o clã Schahin, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e outros seis investigados foram denunciados por corrupção e lavagem de dinheiro pela força-tarefa da Lava Jato. O amigo de Lula foi preso em 24 de novembro na Operação Passe Livre.

“A verdadeira quitação do valor foi feita não pelos negócios simulados, mas sim pelo direcionamento ilegal, do já mencionado contrato de operação de sonda, pela Petrobrás, o que foi feito por funcionários desta e mediante influência do Partido dos Trabalhadores, real beneficiário do empréstimo original, em
benefício de outra empresa do Grupo Schahin”, aponta a denúncia.

A dívida de R$ 12 milhões, tomada em 2004, não foi paga e se multiplicou a partir de nova operação, aponta a Procuradoria. Em 27 de dezembro de 2005 foi concedido novo empréstimo fraudulento, segundo a denúncia, agora em benefício da Agro Caieiras, ‘com a finalidade de dar quitação para o primeiro mútuo tomado e inadimplido por José Carlos Bumlai no ano de 2004′.

A transação foi oculta do Banco Central, de acordo com a denúncia, e a dívida foi rolada ‘para evitar a provisão de créditos de liquidação duvidosa’.

“Em outras palavras, o Banco Schahin emprestou R$ 18.204.036,81 para Agro Caieiras, que transferiu este valor para José Carlos Bumlai quitar o empréstimo originário com o Banco Schahin, surgindo uma nova dívida, agora da Agro Caieiras perante o Banco Schahin. Até 28 de março de 2007, esse novo mútuo também não havia sido adimplido, o que obrigou o Banco Schahin a ceder o crédito para a Schahin Securitizadora de Créditos Financeiros S/A, empresa do Grupo Schahin, que passou a ser a credora da dívida, novamente para evitar o provisionamento do montante”, detalha a Procuradoria.

A denúncia alcança um filho (Maurício Bumlai) e uma nora (Cristiane Bumlai) do amigo do ex-presidente Lula.

“Em 28 de dezembro de 2009, José Carlos Bumlai, Cristiane Dodero Bumlai e Mauricio Barros Bumlai e a Schahin Securitizadora de Créditos Financeiros S/A simularam a quitação do referido empréstimo por intermédio de um conjunto de negócios jurídicos falsos que culminaram na assinatura do recibo de quitação.”

Os procuradores identificaram lançamentos de descontos na contabilidade da Schahin Securitizadora ‘que não estavam amparados por documentos, a fim de camuflar as operações fraudulentas’. Segundo os procuradores, embora a dívida somasse R$ 49.670.175,86 constou em instrumento de liquidação e transação o valor de R$ 18.294.043,50. “Some-se que houve, ainda, um perdão injustificado de dívida de devedor solvente, pois a Schahin poderia ter, desde o vencimento do primeiro empréstimo concedido em 2004, executado o devedor.”

“A operação tinha por objetivo ocultar e dissimular o pagamento da vantagem indevida em benefício direto do Partido dos Trabalhadores e dos denunciados José Carlos Bumlai, Cristiane Dodero Bumlai e Mauricio de Barros Bumlai”.

Empréstimo. No segundo semestre de 2004, em São Paulo, Bumlai procurou Sandro Tordin, então presidente do Banco Schahin, a quem afirmou que ‘necessitava de um empréstimo urgente no valor de R$ 12 milhões’. Segundo a denúncia, Tordin orientou o pecuarista a fazer o preenchimento de cadastro no banco e a iniciar os trâmites burocráticos internos. Bumlai não era sequer correntista do banco.

A Procuradoria revela empenho de dois personagens emblemáticos do PT na transação: Delúbio Soares, então tesoureiro do partido, e José Dirceu, ministro-chefe da Casa Civil do governo Lula.

“Poucos dias depois da primeira reunião, Bumlai telefonou para Sandro Tordin solicitando um novo encontro no mesmo lugar, ocorrendo outra reunião entre Sandro Tordin, Carlos Eduardo Schahin, Milton Schahin, Salim Schahin (que também permaneceu por pouco tempo) e José Carlos Bumlai que, desta vez, veio acompanhado de Delúbio Soares, então tesoureiro do Partido dos
Trabalhadores”, descreve a denúncia.

Segundo os procuradores, Delúbio Soares ressaltou a urgência do empréstimo, detalhando os termos do financiamento pretendido e confirmando o interesse do Partido dos Trabalhadores para que a operação fosse concluída com a maior brevidade possível.

“Como evidência adicional, o ex-tesoureiro afirmou que a ‘Casa Civil’ procuraria um dos acionistas do Banco Schahin. De fato, dias após a referida reunião, o então acionista do Banco Schahin, Salim Schahin recebeu um telefonema de José Dirceu tratando de amenidades. Conforme o próprio Salim Schahin, não havia razão que explicasse o telefonema do ex-ministro da Casa Civil a não ser o interesse na agilização do empréstimo em favor do Partido dos Trabalhadores.”

Bumlai foi interrogado pela Polícia Federal nesta segunda-feira. Ele havia sido indiciado na sexta-feira, 11, pela prática dos crimes de corrupção passiva e gestão fraudulenta.

COM A PALAVRA, O CRIMINALISTA ARNALDO MALHEIROS FILHO, DEFENSOR DE BUMLAI

“José Carlos Bumlai e seus advogados tiveram conhecimento de que fora apresentada a denúncia (mas não de seu teor) quando a Polícia Federal dava início a seu depoimento. Não é nada usual e pode ser chamada de temerária a apresentação de uma acusação formal contra quem não foi ouvido, especialmente, quando novos esclarecimentos poderiam contribuir para o esclarecimento da verdade.

Fausto Macedo, Estadão

Proibidos de seguir para o norte, milhares de imigrantes 'encalham' na Grécia


Mauricio Lima/The New York Times
Soldados macedônios reforçam cerca ao longo da fronteira com a Grécia

A triagem foi dura nas últimas semanas ao longo da cerca de arame farpado que separa a Grécia da Macedônia.

"Só sírios, iraquianos e afegãos!", gritava um policial grego recentemente, olhando para as famílias esfarrapadas que chegavam ao acampamento transitório, uma das muitas portas de entrada para as pessoas que fogem de conflitos, da perseguição e da pobreza em busca de vidas melhores na Europa.

O restante --iranianos, iemenitas, ugandeses, marroquinos, argelinos, paquistaneses, somalis, congoleses e muitos outros-- fica olhando com raiva e desespero.

O posto de fronteira aqui funcionou bem por meses, como um funil eficiente para dezenas de milhares de pessoas que conseguiram chegar ao Egeu e ao Mediterrâneo em seu caminho para a Alemanha e outros lugares. Em grupos ordenados de 50, elas eram levadas à Macedônia e depois pegavam trens rumo ao norte.

Mas a porta da Europa, que parecia estar aberta para todos no verão, vem silenciosamente se fechando para muitos deles, sem muito alarde ou explicação e apesar das objeções da Grécia. A ideia é diminuir o fluxo de pessoas --quase um milhão chegou a Alemanha este ano-- e filtrar aquelas que não se qualificam como refugiados de guerra.

Desde que a nova política entrou em vigor no mês passado, milhares de imigrantes, incapazes de avançar e sem querer voltar, têm vivido nos acampamentos da região, em tendas improvisadas, com roupas secando ao redor. Eles têm se amontoado em volta de fogueiras para se manter aquecidos, dizendo, para quem quiser ouvir, que eles também devem ter autorização para ir ao norte.

Depois de confrontos entre a polícia e os imigrantes, e em meio a preocupações de que o acampamento estava bloqueando o tráfego ferroviário na fronteira, as autoridades gregas enviaram forças para desmontar o acampamento na última quarta-feira (9). Elas exigiram que os jornalistas e trabalhadores humanitários deixassem o local, e começaram a guiar centenas de imigrantes para ônibus que os levariam a Atenas, onde serão alojados enquanto o governo decide o que fazer com eles. Num comunicado à imprensa, a polícia grega disse que cerca de 2.300 imigrantes tinham sido transferidos para acomodações temporárias em Atenas. A maioria vem do Paquistão, Somália, Marrocos, Argélia e Bangladesh, disse o comunicado.

A polícia grega também está tentando impedir um novo acúmulo de imigrantes ao longo da fronteira com a Macedônia, interceptando-os assim que entram no país e enviando para Atenas todos aqueles que não são sírios, iraquianos ou afegãos.

Aqueles que agora encontram o caminho bloqueado dizem que há pouca ou nenhuma diferença entre os países de onde vieram e a Síria, o Iraque e o Afeganistão.

"Temos uma guerra no Iêmen", disse Waled al-Shaibani, 20, que estava na fronteira há dez dias vivendo num vagão de carga vazio na ferrovia. "Estamos sendo bombardeados pela Arábia Saudita. Por que isso é diferente?"

domingo, 13 de dezembro de 2015

Incêndio em hospital deixa 23 mortos na Rússia





Ao menos 23 pessoas morreram no incêndio em um hospital psiquiátrico da região de VoroRunezh, sul da Rússia, na madrugada deste domingo, segundo a agência Ria-Novosti. Dezenove corpos foram achados nas instalações do hospital e outras duas pessoas morreram posteriormente em consequência dos ferimentos, segundo o Ministério para Situações de Emergência.

O incêndio registrado no hospital da localidade de Alferovka também deixou mais de 20 feridos. O prédio de madeira ficou totalmente destruído pelo fogo. A origem do incêndio ainda não é conhecida.

O incêndio, que se declarou durante a noite de sábado, destruiu em quatro horas o prédio que abrigava mais de 70 pacientes. A maioria das vítimas era de sexagenários e septuagenários, segundo a lista publicada pelo ministério, mas alguns dos mortos tinham entre 40 e 50 anos.

Por outro lado, 51 pessoas foram resgatadas sãs e salvas. Mais de 440 bombeiros e socorristas combateram o fogo, que acabou sendo controlado.

A evacuação foi muito difícil, já que inúmeros pacientes, sob efeito de sedativos e soníferos, não se davam conta do que acontecia, segundo relatou o canal de tv russo NTV, que difundiu imagens do invadido pelas chamas e uma espessa fumaça. “Eles simplesmente não acordaram. Outros tinham medo e se escondiam debaixo da cama quando viam s socorristas chegarem”, contou um jornalista. “Foi horrível, a fumaça, o odor de queimado o fato de saber que os que não conseguiram sair já estavam mortos”, acrescentou uma testemunha, emocionada.

O comitê de investigação, que envia suas conclusões diretamente ao presidente Vladimir Putin, já iniciou seus trabalhos para determinar as causas. Segundo os meios de comunicação russos, o fogo pode ter sido provocado por um curto-circuito devido ao mau estado das instalações elétricas do lugar.

Todos os anos, inúmeras pessoas morrem em incêndios na Rússia, particularmente em instituições médicas, que sofrem com prédios velhos, da época soviética, e com a negligência nas medidas de segurança.

Em abril de 2014, oito pessoas morreram no incêndio de um centro de desintoxicação em Altai, Sibéria. Em setembro de 2013, 37 pacientes morreram no incêndio de um estabelecimento psiquiátrico no nordeste da Rússia. Em abril do mesmo ano, 38 deficientes físicos morreram no incêndio de um hospital da região de Moscou.



Portal LeiaJÁ

Manifestantes em prol do impeachment protestam em frente ao shopping Midway




Manifestantes a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff realizam protesto neste momento em frente ao shopping Midway Mall. O cruzamento das avenidas Salgado Filho com a Bernardo Vieira está fechado pelo grupo de pessoas.

Segundo os organizadores do movimento “Força Democrática do RN”, não é possível calcular quantas pessoas participarão do protesto neste domingo.

Foto: Frankie Marcone/ Novo Jornal

sábado, 12 de dezembro de 2015

Promotor é preso tentando embarcar com R$ 100 mil não declarados em Guarulhos

Fernando Donasci | Agência O Globo





A Polícia Federal prendeu, no final da noite de ontem, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, um promotor de Justiça de Uberlândia que tentava embarcar para a Europa com R$ 100 mil em espécie não declarados.

Fábio Guedes de Paula Machado, que atua na área de Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo, será levado de volta para Minas e apresentado ao procurador-geral do Estado de Minas Gerais.

Lauro Jardim

Orçamento do Bolsa Família em 2016 terá menos R$ 10 bilhões, confirma relator






O relator-geral do Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), confirmou hoje (11) que está mantendo no parecer final um corte de R$ 10 bilhões no Bolsa Família, ou seja, corte de 35% no programa.

Além disso, Barros anunciou cortes de R$ 320 milhões no auxílio-reclusão (50%), de R$ 80 milhões no auxílio-moradia (20%) e de R$ 1,84 bilhões (10%) de compensação no RGPS (Repasse a Previdência por Desoneração da Folha). De acordo com o relator, essas medidas são necessárias para cumprir a meta do governo de superávit (receitas menos despesas ) de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) para 2016.

O parecer final do deputado Ricardo Barros deverá ser apresentado à Comissão Mista de Orçamento (CMO) segunda (14) ou terça-feira (15). Segundo ele, os poucos ajustes deverão ser concluídos neste fim de semana ou na segunda-feira, de modo que o relatório possa ser discutido e votado pela comissão e, em seguida, pelo plenário do Congresso.

O relator informou que a ideia é começar a discutir o parecer na CMO já na terça-feira, caso não haja impedimento pela falta da votação do Plano Plurianual (PPA). Barros acrescentou que o PPA deverá ser votado na sessão do Congresso terça-feira à noite.

Na proposta a ser apresentada à CMO, Ricardo Barros incluiu recursos de R$ 10 bilhões decorrentes da arrecadação com o retorno da CPMF. No entanto, a proposta que recria a contribuição sequer teve sua admissibilidade aprovada pela Comissão de Constituição e de Justiça da Câmara. Para o relator, os cortes propostos são necessários para manter a previsão de uma meta de superávit de R$ 34,4 bilhões, o que equivale a 0,7% do PIB.

Ricardo Barros disse ainda que a proposta prevê que não haverá nossas adesões ao Bolsa Família no ano que vem. Segundo ele, anualmente deixam o programa cerca de 700 mil famílias. O relator afirmou que não tem nada contra o programa, “que já tirou muitos brasileiros da miséria, mas que há deficiências na gestão”. Conforme o deputado, não haverá prejuízo a nenhuma pessoa enquadrada na lei.

Com base nos parâmetros macroeconômicos enviados em novembro pelo governo em novembro, o parecer prevê para 2016 um PIB negativo de -1,9%, inflação medida pelo IPCA de 6,47%, dólar em R$ 4,09 e taxa Selic de 13,99.

A reação do PT ao anúncio da manutenção do corte no Bolsa-Família ocorreu logo após o relator divulgar os cortes no programa.

Líder do PT na CMO, o deputado Paulo Pimenta (RS), mandou distribuir nota reafirmando posição contrária à retirada de recursos do programa.

No documento, Paulo Pimenta afirmou que, como alternativas, o governo defende reduzir ou zerar a meta e incluir a previsão de recursos investidos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

“Não é razoável criar uma meta inexequível que vai asfixiar a capacidade de investimentos e as ações prioritárias do governo. É preciso encontrar o equilíbrio fiscal, sim, mas fazer isso com crescimento e evitando recessão e desemprego”, concluiu.



IG

Estados recebem 18 toneladas de inseticida para combater Aedes aegypti




O Ministério da Saúde enviou esta semana larvicida para Estados do Nordeste e do Sudeste como parte das ações de combate ao Aedes aegypti. Segundo a pasta, foram enviadas 17,9 toneladas do produto, conforme solicitação dos governos estaduais.

A mobilização com agentes de saúde, compra de insumos e disponibilidade de equipamentos para aplicação de inseticidas e larvicidas integram uma das três frentes do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, lançado este mês pelo governo federal.

De acordo com nota do Ministério da Saúde, a quantidade de larvicida enviada é suficiente para tratar o volume de água de mais de 3.500 piscinas olímpicas. O produto é usado quando não é possível eliminar o foco de água parada, local de reprodução do mosquito. Neste ano, foram enviadas 114.4 toneladas de larvicida para todo o País. Esse quantitativo garantiu o tratamento de 57,2 bilhões de litros de água. Para o próximo ano, o Ministério da Saúde adquiriu mais 100 toneladas do produto, que deverá garantir o abastecimento até junho de 2016.


O governo vem reforçado o papel da população no processo de prevenção e controle da dengue, com a adoção de medidas simples, como a eliminação de recipientes que podem acumular água e servir de criadouro para o Aedes aegypti.

A nova campanha do Ministério da Saúde de conscientização contra a dengue convoca a população a tirar alguns minutos do sábado para eliminar possíveis criadouros do moquito. “Sábado da faxina. Não dê folga para o mosquito da dengue”, apresenta o tema da campanha.

Agência Brasil

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Grupo de 480 professores das principais universidades brasileiras lança manifesto contra impeachment


Um grupo de 480 professores das principais universidades brasileiras divulgou nesta quinta (10) um manifesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

No texto, intitulado “Impeachment, legalidade e democracia”, os intelectuais afirmam que o processo de impedimento da petista “serviria a propósitos ilegítimos”, referindo-se ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Dentre os que endossam o manifesto estão o professor da USP e colunista da Folha de S.Paulo André Singer, o ex-ministro Celso Amorim -que deixou o Ministério da Defesa no início deste mandato-, o presidente do Ipea, Jessé Souza, e o economista Luiz Carlos Bresser-Pereira, entre outros.

Os professores ressaltam o papel do STF (Supremo Tribunal Federal) na condução do trâmite do impeachment.

“Um novo teste para a democracia consistirá, assim, em protegê-lo [o processo de impeachment] de lances obscuros ou de manobras duvidosas, cabendo ao Supremo aclarar e acompanhar, em respeito à Constituição, todas as etapas e minúcias envolvidas”, escrevem os autores.

Os intelectuais afirmam que “o que está em jogo agora são a democracia, o Estado de Direito e a República”.

Folha Press

Em artigo, revista de negócios norte-americana ‘Forbes’ diz que juro do cartão de crédito no Brasil é abusivo





Um artigo da revista de negócios norte-americana Forbes criticou a taxa de juros do cartão de crédito cobrada no Brasil. As taxas, segundo o texto, seriam quase “usura”, uma cobrança abusiva.

“Sim, América, a sua taxa anual de 22,9% no cartão de crédito é fichinha em comparação ao que os brasileiros pagam”, diz o artigo. “Claro, países ao sul dos EUA pagam muito mais do que os consumidores norte-americanos jamais desembolsariam, mas ninguém tem taxas tão altas quanto um banco brasileiro”, continua o texto.

Entre as maiores taxas, a “Forbes” cita o cartão de crédito do Carrefour (654%), da Cetelem (657,14%), do banco Topázio (666,73%) e da Omni Financeira (696,13%).

A taxa média de juros no cartão de crédito atingiu 378,76% ao ano em novembro, o maior patamar desde março de 1996, de acordo com levantamento da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) divulgado nesta quinta-feira. Isso representa 13,94% ao mês.

O artigo da “Forbes”, no entanto, faz referência ao crédito mais barato para quem quer financiar uma casa. “Então, você quer comprar uma casa, mas não têm dinheiro suficiente para pagar por ela?”, questiona. “Essas (taxas) são muito melhores”, diz a revista.

UOL

OAB condena manobras de Cunha no Conselho de Ética e pode acionar STF

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Marcus Vinicius Furtado Coêlho, condenou as manobras que levaram à troca, no Conselho de Ética da Câmara, do relator do processo de cassação contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e ao adiamento da votação da abertura do pedido.

Nesta quarta-feira (9), Cunha usou o vice-presidente da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), para obter uma decisão da mesa diretora que destituiu o relator Fausto Pinato (PRB-SP), afirmando que ele fez parte do mesmo bloco partidário do peemedebista, por isso estaria impedido de analisar o processo.

Isso adiou mais uma vez a votação da abertura do processo contra Cunha, que estava prevista para o mesmo dia.

“Os processos nos Conselhos de Ética da Câmara e do Senado devem ser concluídos com agilidade. Atitudes como a substituição do relator do processo contra o deputado Eduardo Cunha em nada contribuem para o esclarecimento das suspeitas que recaem contra ele”, afirmou, em nota, Coêlho.

Segundo o presidente da OAB, a Ordem está pronta para ingressar no STF (Supremo Tribunal Federal) com uma ação para garantir o funcionamento do Conselho de Ética se entender que isso é necessário.

“O Colégio de Presidentes das seccionais da Ordem dos Advogados já se manifestou no sentido de que há motivos para o mandato de Eduardo Cunha ser cassado, respeitado o devido processo legal e a ampla defesa. Prezamos pelo bom funcionamento das instituições”, afirmou.

NOVO RELATOR

O presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD-BA), escolheu o deputado Marcos Rogério (PDT-RO) como novo relator do processo de cassação de Cunha. Como seu antecessor, Rogério deve votar pela admissibilidade do processo.

A cúpula do conselho traça agora uma estratégia para pedir ao plenário da Câmara o afastamento do presidente da Casa, sob argumento de que está usando a máquina para emperrar o processo. Caso aprovado no conselho, o projeto iria para o plenário.

Cunha, por sua vez, negou que tenha tentado influenciar o processo e acusou Araújo de ter feito manobra regimental ao nomear Pinato como relator.

Segundo ele, o presidente do Conselho de Ética lançou mão de um “golpe” ao descumprir o regimento da Casa Legislativa e o “devido processo legal” ao não ter levado em consideração o fato do relator fazer parte do mesmo boco partidário do peemedebista.

Folha Press

Academia Pulse invade as areias de Ponta Negra neste sábado





A Pulse Health & Fitness realiza neste sábado (12), a edição Pulse Summer com o CrossFit Suntown nas areias de Ponta Negra. O evento é gratuito para os alunos e seus convidados vivenciarem uma experiência diferente de exercício, com treinos ao ar livre em clima de descontração, desfrutando de um visual especial neste verão do litoral potiguar. Para participar basta fazer a inscrição na recepção da academia, as vagas são limitadas.

Repetindo o sucesso do ano passado, o primeiro evento será realizado no Aloha Beach Club na Praia de Ponta Negra, às 8h30 deste sábado. Além do CrossFit Suntown para adultos de qualquer idade e condições físicas, a academia realizará o CrossFit Kids para a criançada, alongamento no início e no fim do treino, além de stand-up. Tudo isso acompanhado pelos professores e seguranças da Pulse para deixar seu treino ainda mais tranquilo.

Quem for de carro, pode aproveitar a parceria da Pulse com o estacionamento do Aloha, que ficará por R$7,00 o período. Para a realização do Pulse Summer, a academia reúne ainda parceiros como a STA Motors Mercedes-Benz, Mormaii, Dore, Revivare, Leve Gourmet, Aqua Coco e Selecto Ice.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

CUT/RN: Solidariedade à lutadora Ariadny Moreira


‘Se houve algo, não foi corrupção organizada, como agora’, diz FHC


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) rebateu nesta quarta-feira (9) a informação, relatada a procuradores pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, de que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) recebeu suborno de US$ 10 milhões durante seu governo, entre 1999 e 2001.

Segundo o ex-presidente, uma suposta propina recebida por Delcídio revela ação pessoal do senador, não corrupção organizada. “Se houve algo durante o meu governo, foi conduta imprópria do Delcidio, não corrupção organizada, como agora”, afirmou Fernando Henrique em nota divulgada pelo Facebook.

Delcídio teria recebido a propina da multinacional Alstom na época em que ocupava a diretoria de Óleo e Gás da Petrobras. Cerveró era um de seus gerentes. O pagamento do suborno teria ocorrido na compra de turbinas para uma termoelétrica que seria construída no Rio, a TermoRio, por US$ 550 milhões. A Petrobras tinha pressa em construir termoelétricas por causa do apagão que ocorreu no governo de FHC entre 2001 e 2002.

De acordo com o ex-presidente, não se trata de um caso de corrupção da gestão tucana. A declaração de FHC faz alusão às acusações que rondam as gestões petistas do governo federal segundo as quais partidos da base aliada indicavam diretores da Petrobras encumbidos de fraudar licitações, que recolhiam propina e repassavam uma parte do dinheiro à sigla que os indicou.

“Dele [Delcídio] nada se sabia, tanto que em 2001 foi aceito pelo PT, e se elegeu Senador, depois foi candidato a Governador do Mato Grosso do Sul. Derrotado pelo PSDB, virou líder da Dilma, sem que suspeitas fossem levantadas. Espero que as investigações se aprofundem e que se comprovado o fato, todos sejam punidos”, afirmou FHC.

Folha Press

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Brasil tem 18 mil pessoas com tornozeleiras eletrônicas, diz estudo; RN, mais cinco estados e DF com projetos na área



Estudo apresentado pelo Ministério da Justiça nesta terça-feira aponta que há 18.172 pessoas com tornozeleira eletrônica no Brasil: 88% homens e 12% mulheres. Em 17 estados, as centrais de monitoração eletrônica estão em pleno funcionamento. São Paulo é o lugar com mais gente monitorada: 4.200. No Rio, há 1.436 detentos com o equipamento. Segundo a previsão contratual de todas as unidades da Federação que dispõem do serviço, seria possível vigiar eletronicamente 40.431 pessoas. Da capacidade total, portanto, cerca de 45% (18.172) é de fato usada.

O custo mensal por preso monitorado, segundo a pesquisa, varia de R$ 167 a R$ 660. A média é de R$ 301,25. O levantamento mostrou que 86,18% dos que usam a tornozeleira no Brasil são presos que cumprem pena — especialmente em regime aberto, semiaberto e nas saídas temporárias. Apenas 12,63% são monitorados como medida cautelar diversa da prisão provisória ou medida protetiva — quando o agressor fica proibido de se aproximar da vítima, comumente aplicada em casos de violência doméstica.

Com o uso desses dados, o governo defende que a “monitoração eletrônica não vem se configurando como uma alternativa à prisão, mas como um instrumento aliado aos movimentos de controle social e de recrudescimento do poder punitivo”. Embora considere positivo que a tecnologia esteja cada vez mais presente nas administrações penitenciárias país afora, o Ministério da Justiça destaca, no relatório, “a inexistência de protocolos e diretrizes” nos serviços, que não vêm observando princípios como “dignidade”, “necessidade” e “individualização da pena”.

AMAPÁ ESTÁ NA LANTERNA

Dos 10 estados sem a tecnologia de monitoração eletrônica, o Amapá é o mais atrasado, pois ainda não tem nem projeto ou previsão. Em Santa Catarina e Sergipe, a fase de testes já começou, segundo o estudo. Rio Grande do Norte, Roraima, Paraíba, Bahia, Tocantins, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul têm projetos na área. O restante dos estados já está com centrais de monitoração funcionando.

Entre os monitorados, a maior parte cumpre regime aberto em prisão domiciliar (25,91%), em seguida vem o regime semiaberto em prisão domiciliar (21,87%), regime semiaberto em trabalho externo (19,89%), saída temporária (16,57%), regime fechado em prisão domiciliar (1,77%) e livramento condicional (0,17%). As medidas cautelares diversas da prisão (8,42%) e as medidas protetivas de urgência (4,21%) somam, juntas, 12,63%.

Todos os estados usam a tecnologia de GPS. A monitoração funciona por meio de um dispositivo colocado no tornozelo, que deve ser utilizada durante todo o tempo, emitindo sinais de forma contínua para atestar se o monitorado está dentro da área de circulação permitida. Além das tornozeleiras, outro equipamento pode integrar os serviços de monitoração: a Unidade Portátil de Rastreamento (UPR), que costuma ser adotada em casos enquadrados na Lei Maria da Penha. O agressor fica monitorado e, às vezes, a vítima também porta a UPR fornecida pela central de monitoração.

O diagnóstico, segundo o governo, servirá para elaborar um modelo de gestão de monitoração eletrônica. Os dados foram levantados por uma consultoria técnica contratada a partir de parceira entre o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do Ministério da Justiça e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

O Globo

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

PT define representantes para comissão do impeachment e fala que irá barrar ‘golpe da caneta’


O PT anunciou na tarde desta segunda-feira (7) os nomes dos oito deputados indicados para a comissão especial do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Na entrevista para falar sobre as escolhas, o líder da bancada, Sibá Machado (AC), chamou o processo de impedimento da presidente de “futrica”, “firula política” e “golpe da caneta”.

Os oito integrantes titulares do PT na comissão serão: Sibá, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (CE), e os deputados Henrique Fontana (RS), Wadih Damous (RJ), Paulo Teixeira (SP), Arlindo Chinaglia (SP), José Mentor (SP) e Vicente Cândido (SP).

Dos oito, cinco são bem próximos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: Sibá, Guimarães, Damous, Mentor e Cândido.

Carlos Zarattini (SP) e Paulo Pimenta (RS), que estavam cotados para integrar o grupo titular, vão para a comissão como suplentes.

“O PT está com total disposição de enfrentar isso. O Brasil não precisa ter essa futrica, essa firula política inventada pelo PSDB”, afirmou Sibá, dizendo que o país não aguentará mais um golpe. “Que seria o pior de todos, o golpe da caneta”.

A bancada do governista PR também anunciou os quatro deputados para a comissão. Serão o líder da bancada, Maurício Quintella Lessa (AL), e os deputados Aelton Freitas (MG), Márcio Alvino (SP) e Lúcio Vale (PA).

Todos os nomes dos 65 integrantes titulares da comissão especial que analisará o impeachment de Dilma devem ser conhecidos até o final da tarde desta segunda. A comissão se reunirá pela primeira vez na tarde desta terça (8) para eleição do presidente e do relator.

PSB

Aliado histórico do PT até 2013, o PSB anunciou no início da tarde desta segunda 3 dos 4 nomes que irão integrar a comissão especial com posição majoritariamente favorável ao afastamento da presidente.

“Temos as duas posições na bancada, mas hoje o grupo majoritário é pelo impedimento da presidente”, afirmou o líder da bancada, Fernando Coelho Filho (PE). Ele é um dos que irão compor a comissão.

Os outros dois titulares, escolhidos no voto pela bancada, foram Danilo Forte (CE) e Tadeu Alencar (PE). A quarta vaga de titular do PSB na comissão está sendo disputada pelos deputados Bebeto (BA), Luiza Erundina (SP) e João Fernando Coutinho (PE).

O PMDB terá o líder da bancada, Leonardo Picciani (RJ), e os deputados José Priante (PA), Washington Reis (RJ), Newton Cardoso Jr. (MG), Fernando Jordão (RJ) e Hildo Rocha (MA). As suas outras duas vagas estão ainda sendo definidas.

Na oposição, os titulares do DEM serão o líder da bancada, Mendonça Filho (PE) e o líder da oposição no Congresso, Pauderney Avelino (AM). No PSDB, o líder da bancada, Carlos Sampaio (SP), o líder da oposição na Câmara, Bruno Araújo (PE), além dos deputados Jutahy Júnior (BA), Marcus Pestana (MG) e Nilson Leitão (MS). Falta uma vaga a ser definida pelos tucanos.

Folha Press